Santo Padre pediu aos novos padres que tenham sempre em mente a imagem do Bom Pastor, que é misericordioso e veio para servir, não para ser servido


Jéssica Marçal
Da Redação
papa_ordena novos sacerdotes
Foto: Rádio Vaticano
Na manhã deste domingo, 11, Papa Francisco celebrou a Santa Missa na Basílica Vaticana e ordenou 13 novos sacerdotes, entre eles um brasileiro: Rodrigo Paiva dos Reis, 28 anos, da Diocese de Roma.  Ele destacou aos novos padres a necessidade de estarem conscientes de sua participação na missão de Cristo e serem sempre misericordiosos, a exemplo de Jesus.
Na homilia, Francisco recordou que Jesus quis escolher alguns de seus discípulos para que, exercendo publicamente o ofício sacerdotal na Igreja em seu nome, continuassem a sua missão pessoal de mestre, sacerdote e pastor. Assim, os novos sacerdotes hoje ordenados cooperam para edificar o corpo de Cristo que é a Igreja.
Dirigindo-se aos seminaristas que estavam prestes a receber a ordenação, o Papa pediu que eles sempre considerem sua participação na missão de Cristo, que levem a todos a Palavra que eles receberam com alegria e que saibam ensinar o que aprenderam na fé e viver o que ensinam. “Seja, portanto,  alimento para o povo de Deus a vossa doutrina, que não é vossa: vocês não são patrões da doutrina! É a doutrina de Deus e vocês devem ser fiéis à doutrina do Senhor”.
Francisco destacou que, com o sacramento do Batismo, os novos padres agregarão novos fiéis ao povo de Deus e com o sacramento da Penitência, vão perdoar os pecados em nome de Cristo e da Igreja. Nesse ponto, o Papa pediu que os sacerdotes jamais percam essa atitude de misericórdia.
“Pelo amor de Jesus Cristo: não se cansem de ser misericordiosos! Por favor! Tenham aquela capacidade de perdão que o Senhor teve, Ele que não veio para condenar, mas para perdoar! Tenham muita misericórdia!”, disse Francisco, que revelou sua tristeza ao saber que há pessoas que deixaram de se confessar porque foram repreendidas. “È como se a igreja lhes batesse a porta na cara. Por favor, não façam isso: misericórdia, misericórdia!”.
Conscientes de terem sido escolhidos para atender à coisas de Deus, o Papa também lembrou aos novos padres que eles precisam exercer a obra sacerdotal de Cristo para agradar unicamente a Deus, e não a eles mesmos.
“Tenham sempre diante dos olhos o exemplo do Bom Pastor, que não veio para ser servido, mas para servir e para procurar e salvar o que estava perdido”.
Fonte: Canção Nova Notícias

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RESUMO DO LIVRO "O PRÍNCIPE DE NICOLAU MAQUIAVEL"

O CONCEITO DE POLÍTICA EM ARISTÓTELES

O CARPINTEIRO - TEXTO MOTIVACIONAL