sábado, 2 de novembro de 2013

Ceará terá a melhor rede de saúde do Brasil, promete Cid Gomes

O governador do Ceará, Cid Gomes, afirmou que o Ceará será o melhor estado do Brasil em saúde pública até o fim de 2014


“Quero que até o final de 2014 o Ceará tenha a melhor rede de saúde pública de todos os estados do Brasil”, disse Cid Gomes (FOTO: Divulgação)
“Quero que até o final de 2014 o Ceará tenha a melhor rede de saúde pública
 de todos os estados do Brasil”, disse Cid Gomes (FOTO: Divulgação)
O governador do Ceará, Cid Gomes, afirmou que o Ceará será o melhor estado do Brasil em saúde pública até o fim de 2014. A promessa foi feita nesta semana ao lado do secretário da Saúde, Ciro Gomes, em Pentecoste, no interior do estado.
Na ocasião, Cid, seu irmão Ciro e prefeitos de cinco cidades participavam da inauguração da Unidade de Pronto Atendimento em Pentecoste. A UPA 24h será gerida por cinco municípios: Pentecoste, Apuiarés, General Sampaio, São Luís do Curu e Tejuçuoca. “Os cinco prefeitos da região vão ajudar no dia a dia. Saúde é complicado de fazer – além do investimento, tem que ter cuidado e envolver muito recurso pra fazer funcionar”, afirmou o governador.

As UPAs fazem parte dos principais investimentos da gestão Cid Gomes em saúde. Até agora foram inauguradas 10 unidades. Seis atendem na capital, nos bairros Praia do Futuro, Autran Nunes, Messejana, Canindezinho, Conjunto José Walter e Conjunto Ceará. As outras quatro, três na Região Metropolitana – uma em Maranguape, uma em Caucaia, uma no Eusébio, e a décima em Pentecoste. Até o fim de outubro, Mais de 865 mil atendimentos haviam sido realizados nas UPAs, segundo a Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa).
Atual secretário de Saúde, Ciro Gomes, também participou da inauguração da UPA de Pentecoste (FOTO: Divulgação)
Atual secretário de Saúde, Ciro Gomes, também participou da inauguração
 da UPA de Pentecoste (FOTO: Divulgação)
A nova UPA 24h terá sempre dois médicos de plantão, dia e noite, inclusive domingos e feriados, para o atendimento da população dos cinco municípios em casos de urgência e emergência. “São 14 médicos e, além dos médicos, tem mais 44 profissionais trabalhando”, disse Cid.

Obras sem funcionamento

Já estão prontas outras 10 obras, mas todas sem funcionamento: São Gonçalo do Arante, Aracoiaba, São Benedito, Canindé, Crateús, Iguatu, Juazeiro do Norte, Tauá, Quixadá e Horizonte. As unidades foram promessas de campanha do governador Cid e foram concluídas no prazo estabelecido, porém sem funcionamento.

Em São Gonçalo, por exemplo, antes mesmo da inauguração o local já precisa de reparos. A Sesa informou que ainda neste ano, junto com o Ministério da Saúde, vai inaugurar as UPAs de São Gonçalo do Amarante e Horizonte.
A UPA do Pecém, em São Gonçalo do Amarante, foi projetada para atender uma média de 300 pacientes por dia com perfil de urgência. A unidade foi instalada em área estratégica, no complexo portuário.

Importância da saúde básica
“Noventa por cento dos problemas de saúde podem ser resolvidos sem necessidade de hospital grande”, disse Cid
“Noventa por cento dos problemas de saúde podem ser resolvidos
 sem necessidade de hospital grande”, disse Cid
“Noventa por cento dos problemas de saúde podem ser resolvidos sem necessidade de hospital grande”, disse Cid Gomes para explicar os níveis de atenção à saúde e o funcionamento dos equipamentos e serviços correspondentes – as unidades básicas de saúde, para a prevenção e atendimento de casos simples, policlínicas e Centros de Especialidades Odontológicas para consultas e exames especializados, UPAs 24h e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para os casos de urgência e emergência e os hospitais, para os casos mais complexos.

“Quando tiver todas as UPAs inauguradas, que são 32, todos os CEOs, todas as policlínicas, os hospitais regionais e o SAMU universalizado, vamos ter no Ceará o que nenhum outro estado tem em saúde pública”, previu o governador. “Quero que até o final de 2014 o Ceará tenha a melhor rede de saúde pública de todos os estados do Brasil”, concluiu Cid Gomes.


Com informações da Sesa

DIA DE FINADOS


Giuseppe Bertazzo*





No século VII, na Igreja Católica começou-se a dedicar um dia do ano à comemoração dos defuntos. O Dia de Finados nasceu com um decreto do abade de Cluny, o maior mosteiro da cristandade medieval, determinando que os monges sob sua jurisdição fizessem a comemoração festiva de todos os fiéis defuntos no dia 2 de novembro. De lá, a comemoração espalhou-se pela Europa e foi trazida, com a religião católica, para a América e o Brasil. É o que estamos celebrando, mais uma vez, com as cerimônias tradicionais e as visitas aos cemitérios. Mas é bom lembrar que isso foi somente a adaptação por uma cultura e uma religião e a oficialização, na sociedade, de costumes que vêm desde os primórdios da humanidade, desde que o homem percebeu em si algo diferente dos animais e sinalizou sua humanidade enterrando os mortos com rituais. Isso nos chama a uma reflexão a respeito do que somos e de como nos colocamos diante da existência. 

A morte é algo que assusta? É parte da vida? É difícil ter um comportamento indiferente diante da morte. Aliás, é um assunto que se procura evitar: não é de bom gosto falar de morte e de mortos. Mas, pensando bem, talvez tenhamos que concordar com Leon Tolstoi, o escritor russo, que indagava: "Se um homem aprendeu a pensar, pense ele no que for, estará sempre pensando em sua própria morte... E que verdades há, se existe a morte?". Realmente, diante da morte, ambições e preocupações do cotidiano ficam reduzidas a pó. Sempre existirão, porém, dois marcos essenciais em nossa existência, duas "verdades" inevitáveis: nascimento e morte. "Há tempo para nascer e tempo para morrer", diz a Bíblia. Entre os dois extremos, uma vida. A minha vida. 

O nascimento é uma festa: congratulações, olha que gracinha!, viva! Na morte, o discurso é diferente. Bem que a humanidade disfarçou e disfarça, coloca flores para perfumar o ambiente, cria eufemismos, recusa-se em aceitar uma realidade que, no mínimo, deixa um rastro de saudade. Toda morte, toda ida "para melhor vida", é sempre uma perda. É essa perda que a humanidade não consegue aceitar. Não pode conceber que um ser consciente de sua própria existência possa desaparecer como fumaça, que se desfaça no nada. Não aceita, enfim, a definição que um filósofo lhe colou: ser-para-a-morte. Prefere outra, a do escritor A. Camus: "O homem é a única criatura que se recusa a ser o que ela é". 

Diante do problema da morte, a solução não pode ser simplesmente científica. Aceitar que nada se cria e tudo se transforma; que o corpo vira comida de vermes ou adubo para a terra, intelectualmente não é difícil. Mas a minha humanidade, o que farei com ela? Posso contentar-me em tornar-me uma simples lembrança? Alguém de quem se fala no passado, que morreu e desapareceu? Ao longo dos milênios da história humana, vemos que todas as culturas procuraram vencer a morte e fazer dela uma etapa de um caminho que leva a uma outra existência, continuidade dessa vida. Aliás, na maioria das culturas, a morte é a entrada para a "verdadeira" vida. 

A solução, enfim, não foi nem científica nem filosófica: foi teológica. Há quem diz que a religião foi "inventada" para vencer a morte. Podemos polemizar sobre a palavra inventar, mas não podemos negar que todas as religiões trabalham com a esperança e a promessa de uma vida após da morte (e se não o fazem, se reduzem sua mensagem a prometer o sucesso nesse mundo, nada mais são que "técnicas" de mercado). Um certo Michel Verret, querendo desacreditar a religião, afirmou: "As religiões são como o coveiro: vivem da morte". Não é vergonha para os coveiros, por que deveria ser para as religiões, se a esperança e a confiança na vida é o elemento básico de nossa existência? 

Ninguém pode assegurar cem por cento que tudo o que as religiões afirmam do além é, objetivamente, o que será encontrado. Temos muitos símbolos e imagens que a humanidade foi pintando ao longo dos séculos para representar algo do qual ninguém tem experiência direta. O que sobra, em todo caso, em qualquer religião séria, é a esperança e a certeza de a humanidade ser amparada por Deus (mesmo com concepções diferentes a respeito da divindade) que, sendo Vida e o princípio da vida, não pode permitir que o que ele gera se perca e volte ao nada. Para os cristãos é tudo questão de amor; para as religiões orientais somos parte da divindade; para os muçulmanos a clemência e a misericórdia de Alá/Deus não deixará os seus fiéis se perderem. 

O Dia de Finados existe para nos lembrar isso: que a morte existe, mas não domina. É, afinal, uma declaração de amor à vida: acreditamos nela, e nunca é acreditar demais. Tomara, portanto, que essa declaração de amor à vida nos leve a construir, aqui e agora, o mundo que sonhamos para depois de nossa morte, mas que poderia ter início desde já. Pensar na morte, pode ser semente de um mundo melhor, tanto aqui quanto lá.

Risco da euforia

POLÍTICA

Cristovam Buarque

O Brasil está comemorando agora o que diversos países comemoraram no passado: a descoberta de grandes reservas de petróleo. Passados 50 anos, a maior parte deles, como os árabes e a Venezuela, tem o que comemorar pelo consumo de seus habitantes, mas não pelo fortalecimento de suas nações. Alguns deles sofreram o que Celso Furtado e outros economistas chamaram de “maldição do petróleo”.

Com tantos dólares disponíveis, não desenvolveram suas forças vivas: educação, indústria, ciência e tecnologia. Para evitar isso, o Brasil tomou uma precaução sob a forma da Lei 12.858/13, que reverte parte dos royalties do pré-sal para a saúde e a educação. Mas o texto da lei diz “prioritariamente” para a educação básica.

Com isso, os governantes estão apresentando o pré-sal como a solução que resolverá nosso atraso educacional, escondendo que, se tudo der certo e todas as receitas do petróleo, inclusive os royalties, forem para a educação básica, daqui a 15 ou 20 anos o setor receberá quantia estimada em R$ 35 bilhões a mais por ano.

Assim, cada criança na escola receberá R$ 600 a mais por ano para sua educação, ou seja, R$ 3 por dia letivo. Passaremos de R$ 2.500 para R$ 3.100, em vez dos R$ 9 mil por ano que precisamos para oferecer uma boa educação.

O Brasil deve ficar alegre com as possibilidades do pré-sal, mas sem cair na euforia da ilusão, especialmente porque os riscos são muitos e grandes.

Há o risco ecológico do vazamento de petróleo nessa profundidade, que ninguém sabe como controlar. Em uma profundidade menor, no Golfo do México, as empresas precisaram de semanas para conter o vazamento.

Especificamente no caso do Campo de Libra, há o risco financeiro de a Petrobras não conseguir os 40% das centenas de bilhões de reais necessários para o investimento.

Nesse caso, teremos o sério risco de o Tesouro ser obrigado a emitir títulos da dívida pública para capitalizar a Petrobras, como tem feito para financiar o BNDES, criando efeitos negativos sobre as finanças e a economia. Tem o risco de que, tudo dando certo, ocorra um fluxo de dólares que trará a maldição da desindustrialização, porque, enquanto houver petróleo, tudo ficará mais barato no exterior do que internamente.

Há o risco da espera com o Brasil se acomodando à espera de recursos do pré-sal. Tem o risco tecnológico e operacional, tanto pela dificuldade de conseguir explorar petróleo nessa profundidade, quanto por falta de mão de obra especializada.

Há também o forte risco de o preço do petróleo cair por causa do aumento da oferta em outros campos, da descoberta de novas fontes energéticas ou pelas restrições legais ao uso do petróleo em razão do aquecimento global.

Finalmente, temos o risco da euforia que estamos vivendo ao comemorar uma receita incerta e arriscada e que, se tudo der certo, daqui a algumas décadas, deverá deixar R$ 3 por dia letivo para cada criança na escola.

Alegria sim, euforia não.Risco da euforia.



Cristovam Buarque é senador (PDT-DF).

Papa celebra Missa na Solenidade de Todos os Santos

A Solenidade de Todos os Santos é uma ocasião para pensar em nosso futuro e na esperança que nos acompanha na vida, afirmou o Papa Francisco
Kelen Galvan
Da Redação
papaO Papa Francisco celebrou nesta sexta-feira, 1º, a Santa Missa por ocasião da Solenidade de Todos os Santos. A celebração foi realizada no Cemitério Verano de Roma, na Itália, na presença de milhares de fiéis.
Na homilia, o Santo Padre convidou os presentes a pensarem no seu futuro e a recordarem todos aqueles que já faleceram. “Aqueles que nos precederam na vida e estão com o Senhor”.
A Missa, realizada pouco antes do pôr do sol, levou o Pontífice a refletir sobre a visão do Céu, como foi citada na primeira leitura (cf. Ap 7,2-4.9-14). “A beleza, a bondade, a verdade, a ternura, o amor total. Aquilo que nos espera e aqueles que nos precederam, que morreram no Senhor, estão lá”, afirmou.
O Santo Padre disse também que os santos foram salvos não só por suas obras, mas por graça. “A salvação pertence ao nosso Deus, é Ele que nos salva, é Ele que nos leva, como um Pai, pela mão, ao final da nossa vida”, explicou.
papa solenidade todos os santos
Cemitério Verano ficou lotado de fiéis para a Celebração com o Papa Francisco (Foto: Clarissa Oliveira/Roma)
Francisco destacou que na Solenidade de hoje, que antecede o Dia de Finados, é necessário “pensar nessa esperança que nos acompanha”.
Os primeiros cristãos falavam da esperança e a pintavam como uma âncora, recordou o Pontífice. Segundo ele, é preciso “ter o coração ancorado lá, onde estão os nossos antepassados, os santos, onde se encontra Jesus, onde está Deus”.
E complementou: “Esta é a esperança que não cria desilução. Hoje e amanhã são dias de esperança. A esperança é como o fermento que faz ampliar a alma. Mas também existem momentos difíceis na vida, mas com a esperança, a alma vai adiante. Olha o que te espera”.
papa solenidade todos os santos
Papa Francisco (Foto: Clarissa Oliveira/Roma)
Por fim, o Papa fez uma alusão ao pôr do sol da vida, e questionou os presentes: “Eu olho para ele (pôr do sol) com esperança? Olho com aquela alegria de ser recebido pelo Senhor?”.
De acordo com o Pontífice, este é o olhar cristão e isso que lhe dá a paz. “Vamos pensar no pôr do sol de tantos irmãos que nos precederam, no nosso pôr do sol, que virá. E vamos pensar no nosso coração e vamos nos perguntar: onde está ancorado o meu coração? Se ele não está ancorado bem, vamos ancorá-lo lá, lá em cima sabendo que a esperança não nos dá desilusão, porque o Senhor Jesus jamais irá nos desiludir”, concluiu.
Ao final da Celebração, o Santo Padre rezou por todos aqueles que nestes dias perderam a vida, afogados ou no deserto, enquanto procuravam uma vida mais digna. E também por todos os que se salvaram e estão em tantos lugares de acolhida, “amontoados”, aguardando uma liberação para irem a lugares melhores.

LITURGIA PARA ESTE DIA DE FINADOS

Primeira Leitura (Sb 3,1-6.9)

Leitura do Livro da Sabedoria:
1A vida dos justos está nas mãos de Deus, e nenhum tormento os atingirá.
2Aos olhos dos insensatos parecem ter morrido; sua saída do mundo foi considerada uma desgraça, 3e sua partida do meio de nós, uma destruição; mas eles estão em paz.
4Aos olhos dos homens parecem ter sido castigados, mas sua esperança é cheia de imortalidade; 5tendo sofrido leves correções, serão cumulados de grandes bens, porque Deus os pôs à prova e os achou dignos de si. 6Provou-os como se prova o ouro no fogo e aceitou-os como ofertas de holocausto.
9Os que nele confiam compreenderão a verdade, e os que perseveram no amor ficarão junto dele, porque a graça e a misericórdia são para seus eleitos.


- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Responsório (Sl 26)

(Se for cantado: Felizes os de coração puro,// porque verão a Deus!)

— O Senhor é minha luz e salvação.
— O Senhor é minha luz e salvação.
— O Senhor é minha luz e salvação;/ de quem eu terei medo?/ O Senhor é a proteção da minha vida;/ perante quem eu tremerei?
— Ao Senhor eu peço apenas uma coisa,/ e é só isto que eu desejo:/ habitar no santuário do Senhor/ por toda a minha vida;/ saborear a suavidade do Senhor/ e contemplá-lo no seu templo.
— Ó Senhor, ouvi a voz do meu apelo,/ atendei por compaixão!/ É vossa face que eu procuro./ Não afasteis em vossa ira o vosso servo,/ sois vós o meu auxílio!
— Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver/ na terra dos viventes./ Espera no Senhor e tem coragem,/ espera no Senhor!

Segunda Leitura (1Ts 4,13-18)

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses:
13Irmãos: não queremos deixar-vos na incerteza a respeito dos mortos, para que não fiqueis tristes como os outros, que não têm esperança. 14Se Jesus morreu e ressuscitou — e esta é a nossa fé —, de modo semelhante Deus trará de volta, com Cristo, os que através dele entraram no sono da morte. 15Isto vos declaramos, segundo a palavra do Senhor: nós, que formos deixados com vida para a vinda do Senhor, não levaremos vantagem em relação aos que morreram. 16Pois o Senhor mesmo, quando for dada a ordem, à voz do arcanjo e ao som da trombeta, descerá do céu, e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. 17Em seguida, nós, que formos deixados com vida, seremos arrebatados com eles nas nuvens, para o encontro com o Senhor, nos ares. E assim estaremos sempre com o Senhor.18Exortai-vos, pois, uns aos outros, com estas palavras.

- Palavra do Senhor.
- Graças a Deus.

Evangelho (Jo 6,37-40)

Naquele tempo, disse Jesus às multidões: 37“Todos os que o Pai me confia virão a mim, e quando vierem, não os afastarei. 38Pois eu desci do céu não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. 39E esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não perca nenhum daqueles que ele me deu, mas os ressuscite no último dia. 40Pois esta é a vontade do meu Pai: que toda a pessoa que vê o Filho e nele crê tenha a vida eterna. E eu o ressuscitarei no último dia”.


— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

POLÍTICA - ALIENAÇÃO - REFLEXÃO

APENAS PARA REFLETIR

Professor Valdeni Cruz

Entendi ontem mais uma vez que não se pode pensar por si só. Ao fazerem um comentário sobre um evento que aconteceu ontem, que foi a inauguração da UPA, ouve um comentário aqui na rede que um determinado político havia recebido mais palmas do que outro. Eu, no entanto, disse que as palmas batidas para quem quer que seja, independiam de popularidade, boa administração etc. Por outro lado, mais do que depressa, choveu de defensores das palmas poucas ou das muitas palmas. Fazendo  uma análise mais apurada do fatos, percebi rapidamente o quanto estamos presos a coisas pequenas. Como é que pode as pessoas  discutiram algo tão inútil? Mas quem foi que viu alguém defender o trabalhador que são eles mesmos? Ou ainda: quando foi que vimos alguém com tanta garra defendendo os seus direitos básicos? Entende-se claramente porque que não saímos do lugar. Às vezes eu digo: acho que não vou pra este ou para aquele evento, mas depois eu penso: eu vou para ver como andam as coisas. Testifico que não mudou nada. O comportamento das pessoas continua o mesmo do tempo dos coronéis, quando estes davam ordens expressas para que seus liderados ou subalternos apoiassem em tudo. E são subalternos? A diferença é que naquele tempo eram obrigados pelo coronel sobre pena de morte ou de tortura, hoje é sob pena de perder o emprego ou o posto que ocupa. Sim ou não?

Penso que ninguém deveria fazer o papel de defensores desse ou daquele político, pois se o político foi bom se revela por si só. Mas quando se quer forçar a barra ai é preciso que se faça defesa, defenda deste ou daquele comentário. Quando procuramos nos defender de alguma coisa é porque não estamos seguros do que fizemos ou de nossa competência. Quem faz o que tem que ser feito, não importa que alguém diga nada ao contrário. O problema dos políticos do Brasil é que estão cercados de gente que se acostumou com as migalhas e por estas migalhas são capazes de qualquer coisa. Por esta figura de linguagem das migalhas façamos uma análise que logo entenderemos tudo o que está nestas entrelinhas. Digo que entenderemos por se tratar de pessoas de senso crítico, por se tratar de pessoas livres das amarras e dos grilhões da escravidão da falta de liberdade, ou não? Estamos ou não estamos livres das amarras? 

Os que recebem as migalhas ou recompensa sentem-se na obrigação de bajular, fofocar dos outros para ver se tira proveito ou fica bem visto pela autoridade política. É assim ou não é?...Tudo em nome de mesquinharias, do meu lugar, da minha benécia. Se tivermos coragem de sermos verdadeiros teremos concordar com o que estou dizendo. 

Penso que votamos em alguém porque acreditamos que ele possa ser capaz de gerir bem o dinheiro público. Esta é a posição correta. Se este gere bem os recursos públicos, está  fazendo bem o seu papel. Ai alguém diz: mas se compararmos com outros municípios o nosso tá bem, o nosso gestor(a) está em melhor situação do que a situação de fulano que está sendo investigado. Eu lhe digo: se existisse justiça no Brasil, casos como estes de desvios, suspeitas, enriquecimentos ilícitos e outras coisitas mais, deveria ser caso de cadeia e devolução do dinheiro público, que como sabemos, uma vez que se desvia o dinheiro público, está sendo desviado o que meu e teu. Mas a ignorância, alienação e a falta da capacidade de agir como um cidadão livre faz com que em pleno século XXI, que muitos dizem ser o século do progresso, continue sendo para muitos, o século das amarras da liberdade de expressão, onde muitos se sentem obrigados a repetirem sem cessar: deixa-nos aqui. Não queremos mudar.

Para ter uma compreensão do que estou dizendo, leiam o MITO DA CAVERNA DE PLATÃO. Que fala de homens que viviam numa caverna sem nunca terem saído de lá. Não tinham contato com o mundo externo, não sentia a luz do sol... Estes homens da caverna somos todos nós enquanto não mudamos nossa maneira de pensar e agir no mundo. O mundo exterior é nada mais nada menos que o conhecimento, liberdade da alma, a postura de pessoas que lutam para libertar-se das amarras da ignorância. É preciso se liberar, mas alguns preferem agir como agiram os homens daquela caverna. Quando um deles conseguiu quebrar as correntes analisar toda aquela situação, viu que tudo o que ele tinha vivido até então era tudo ilusão. Voltando a caverna e tentando convencer os seus companheiros do mundo novo que havia lá fora, foi torturado pelos seus companheiros, pois diziam que ele estava louco e que eles eles é que estavam certos. É assim que acontece ainda hoje com muitas pessoas da sociedade atual. Platão escreveu o mito da caverna há mais de 2 mil anos atrás, mas como podemos constatar, continua vivo nos dias atuais.  

Vivemos numa sociedade onde falta a capacidade de pensar por si só. Muito preferem ser marionetes nas mãos de seus algozes. Estes riem dos tolos; eles estão acostumados a dar migalhas e povo receber e ficarem satisfeitos, enquanto que eles se banqueteiam do melhor que a corrupção pode lhes dar.

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Governador inaugura 10ª UPA nesta quinta-feira (31), em Pentecoste

Qua, 30 de Outubro de 2013 16:01
upa-pentecoste
Os moradores de Apuiarés, General Sampaio, Pentecoste, São Luís do Curu e Tejuçuoca  terão em qualquer dia da semana e hora, até nos domingos e  feriados, onde receber atendimento de urgência e emergência a partir desta quinta-feira (31). Às 15 horas o governador Cid Gomes e o secretário da Saúde do Estado, Ciro Gomes, inauguram em Pentecoste, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24 horas), na Rua Gonçalo Sales Pessoa, s/n, bairro XV de Novembro.  A 10ª unidade ficará aberta para atendimento à população logo após a solenidade de inauguração.


A UPA 24h foi construída pelo Governo do Estado com apoio do Ministério da Saúde em Pentecoste, mas vai atender a população dos cinco municípios porque a gestão é feita por um consórcio público entre as cinco prefeituras municipais, que participam com recursos do custeio da unidade. Os recursos para manutenção da UPA 24h são compartilhados entre os municípios, o governo do Estado e o governo federal.

Com porte 1, a unidade tem capacidade de atender a população de até 100 mil habitantes. Juntos, os cinco municípios têm 85.127 habitantes, que receberão na nova unidade atendimento médico em pediatria e clínica geral, além de serviços de enfermagem. São oito leitos. Na nova unidade, a população também terá acesso a exames, entre eles o raio x.

Na UPA 24h, o investimento nas instalações e equipamentos foi de R$ 2.887.320,45. Desse total, R$ 1.487.320,45 foram do Governo do Estado e R$1.400.000,00 do Ministério da Saúde.  Com esse investimento, os moradores passam a ter, perto de casa, a unidade de saúde que faz atendimentos em diferentes casos de urgência e emergência, como dores no peito, falta de ar, febre, diabetes descompensada, crise hipertensiva, convulsão, quedas, fraturas não expostas.

Na rede de urgência e emergência do Ceará já estão funcionando nove UPAs construídas pelo governo do Estado em parceria com o governo federal. Seis atendem na capital, nos bairros Praia do Futuro, Autran Nunes, Messejana, Canindezinho, Conjunto José Wálter e Conjunto Ceará. Até a manhã da última  segunda-feira, 29 de outubro, fizeram 865 mil e 265 atendimentos. As outras três ficam na Região Metropolitana: uma no Eusébio - que também é consorciada e atende a população de Aquiraz, uma em  Maranguape e uma em Caucaia.

30.10.2013

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira/ Marcus Sá
selma.oliveira@saude.ce.gov.br  / 85 3101.5220/ 3101.5221
Twitter: @SaudeCeara
Facebook: www.facebook.com/saudeceara

Vá entender o ser humano

Professor Valdeni Cruz

Aqui em Pentecoste até uns dias atrás estava todo mundo pedindo segurança, policiamento, moral na cidade. De repente aparece alguém contra o que vem sendo adotado pelo comandante (Major). O major está fazendo sua parte. Tem gente que se escondo atrás dos conceitos dos direitos humanos para justificar suas merdas e as merdas de muita gente. Tem gente que não é exemplo nem pra si mesmo, imagine pra dizer o que é o certo ou o errado. Não consegue nada que mereça reconhecimento e não recebe porque não merece, não tem mérito. Fica se safando atrás de direitos humanos. O direito é pra quem tem e pra quem cumpre deveres. Quem faz tudo errada tem que pagar o preço. Todos os cidadãos devem exigir que leis sejam cumpridas, mas ao mesmo tempo deve cumprir com seus deveres.
Os direitos humanos muitas vezes têm sido usados para apoiar gente sem futuro, gente que só atrapalha a vida dos outros. Os direitos humanos precisam ser usados em favor de todos. Do bandido, mas também do trabalhador, do pai de família, daqueles que trabalham todo dia. Mas que se percebe muitas vezes é que quando um bandido é morto aparece umas pessoas defendendo o que não tem defesa, mas quando acontece do lado contrário, quando um cidadão de bem é morto covardemente ninguém vê os defensores dos direitos humanos por lá.  

Eu sou um dos que pensa o contrário. O estado não pode perder. A democracia só pode ser exercida quando todos respeitam o direito do outro. Sei plenamente que a sociedade é o que é hoje por causa de tudo o que ocorreu durante séculos, mas também não posso concordar que em nome disso eu tenha que pagar o preço por tudo que acontece. A punição deve começar primeiro pela cambada de ladrões das esferas governamentais. Mas também quem foge da lei deve pagar o preço.

É preciso cuidar da educação, da saúde, do direito dos mais fracos, mas também é preciso garantir a segurança de quem mantém este país funcionando, que são os que trabalham de sol a sol e que não sabem se ao sair de casa voltarão vivos, pois estão correndo risco de assaltos por bandidos cada vez piores.  
Este é o país onde vivemos. Estes são os problemas que temos. Só resta uma saída: reconhecer que temos problemas e que estes problemas são de toda a sociedade. Do contrário, ficaremos a vida toda dizendo que culpa de fulano.


Se você quer mudar alguma cosia, comece mudando você. Seja um profissional exemplar. Seja qual for sua profissão, exerça com dignidade. Do contrário, você não tem o direito de criticar ou de dizer como é que os outros devem se comportar ou  fazer o seu trabalho.

Evangelho de hoje, quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Evangelho (Lc 13,31-35)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

31Naquela hora, alguns fariseus aproximaram-se e disseram a Jesus: “Tu deves ir embora daqui, porque Herodes quer te matar”. 32Jesus disse: “Ide dizer a essa raposa: eu expulso demônios e faço curas hoje e amanhã; e no terceiro dia terminarei o meu trabalho. 33Entretanto, preciso caminhar hoje, amanhã e depois de amanhã, porque não convém que um profeta morra fora de Jerusalém.
34Jerusalém, Jerusalém! Tu que matas os profetas e apedrejas os que te foram enviados! Quantas vezes eu quis reunir teus filhos, como a galinha reúne os pintinhos debaixo das asas, mas tu não quiseste! 35Eis que vossa casa ficará abandonada. Eu vos digo: não me vereis mais, até que chegue o tempo em que vós mesmos direis: Bendito aquele que vem em nome do Senhor”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

CNTE FINGE QUE DEFENDE DIREITOS DOS PROFESSORES EM BRASÍLIA


30/10/2013, a CNTE fez manifestação em Brasília, dando muita visibilidade ao seu acampamento em frente ao Congresso Nacional e depois indo aos gabinetes dos deputados SUPOSTAMENTE em defesa do direito dos professores. Depois indo para frente do MEC. COISA PARA INGLÊS VER!   UMA ESTRANHA FORMA DE FAZER MUITO BARULHO POR NADA! SEM QUALQUER PRIORIDADE! SEM QUALQUER POSSIBILIDADE REAL DE PROTEGER DIREITO DOS PROFESSORES! LUTA SEM QUALQUER EFICÁCIA!  Pois o que é mais urgente no momento e retirar de votação o PL 3776/2008, que acaba com a Lei do Piso, que se encontra na Câmara dos Deputados para ser votado em regime de urgência urgentíssima.  CLARO QUE NA PAUTA PODERIA INCLUIR OUTROS PONTOS. MAS IGNORAR O PL 3776/2008 E NADA FAZER, ISSO É IMPERDOÁVEL! Confira o projeto na íntegra e veja o status de urgência urgentíssima no seguinte link:



O PL 3776/2008 MUDA O ARTIGO 5º DA LEI DO PISO, que prevê que o reajuste do piso do professor deve ser anual, em janeiro de cada ano e pelo aumento do valor aluno. O PL 3776/2008 muda o indexador de reajuste para ser pelo INPC. Para se ter uma ideia, se não mudar o valor aluno até o final de 2013, o reajuste do piso para 2014, na pior das hipóteses, será de no mínimo 19%. SE O PL 3776/2008 FOR APROVADO ATÉ FINAL DE DEZEMBRO/2013, o reajuste cairá para cerca de 5%. HAVENDO UM PREJUÍZO PARA OS PROFESSORES DO BRASIL, NO SEU REAJUSTE EM 2014, de 14%.    

NO PROTESTO DO DIA 30/10/2013 A CNTE SEQUER CITOU O PL 3776/2013! ELA DEVE EXPLICAR TAL OMISSÃO AOS PROFESSORES DO BRASIL! DEVERIA TER FEITO UM MANIFESTO RADICAL PELA RETIRADA DE VOTAÇÃO DO PL 3776/2008. SÓ A PRESIDENTA DILMA PODE RETIRAR TAL PROJETO DE VOTAÇÃO. VAMOS, CNTE! OU PERDERÁ A CREDIBILIDADE DE VEZ! 



 O estranho da manifestação da CNTE é a pauta que ela fez. SEM DAR PRIORIDADE AO QUE DEVERIA TER PRIORIDADE. PROTEGER, SOBRETUDO A LEI DO PISO DA VOTAÇÃO DO PL 3776/2008. SEQUER EM SUA MANIFESTAÇÃO CITOU TAL PROJETO DE LEI. A presidente Dilma deveria ser a destinatária da manifestação pela retirada desse terrível PL que acaba com a Lei do Piso. MAS FORAM AOS GABINETES DOS DEPUTADOS, APENAS PARA  PRESSIONAR PELA APROVAÇÃO DOS SEGUINTES PROJETOS QUE NÃO TÊM QUALQUER PRIORIDADE, EIS A PAUTA DA CNTE JUNTO AO CONGRESSO NACIONAL E MEC, em 30/10/2013, com comentários em letra vermelha:

• (SENADO) PLC nº 23/2012, que institui o dia 6 de agosto como Dia Nacional dos Profissionais da Educação. Relator: senador Aníbal Diniz (PT-AC), Gabinete 08, ala senador Teotônio Vilela. A matéria já foi aprovada na Comissão de Educação do Senado e falta ser pautada em plenário, antes de seguir para sanção presidencial. Pedir ao senador Aníbal que a paute com urgência. COMENTÁRIO: Pra que esse dia se o professor já tem o seu dia em 15 de outubro de todo ano? O PROFESSOR PRECISA É DE UM PISO JUSTO, CARREIRA, DIGNA, VALORIZAÇÃO, RESPEITO, DE 1/3 EXTRACLASSE, MANUTENÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO TOTAL DA LEI DO PISO. NÃO DE MAIS UM DIA PARA SER HOMENAGEADO! Mais direito e menos homenagem!

 • (SENADO) PLS nº 560/2009, que garante aos profissionais da educação básica pública período reservado a estudos, planejamento, avaliação e participação na comunidade, nunca inferior a um terço de sua jornada de trabalho remunerado. Relator: senador Eduardo Braga (PMDB-AM), Anexo I, 12º andar, salas 1 a 6. A matéria foi aprovada na Comissão da Educação do Senado e agora aguarda parecer do senador Eduardo Braga, na Comissão de Assuntos Sociais. COMENTÁRIO: Tal direito já está previsto na lei do piso e não foi implementado. 1/3 extraclasse precisa ser efetivado, não previsto uma segunda vez! A CNTE não conhece a lei do piso. Eis o previsto no § 4º, do artigo 2º, da Lei do Piso, julgado constitucional pelo STF, na ADI 4167: § 4o  Na composição da jornada de trabalho, observar-se-á o limite máximo de 2/3 (dois terços) da carga horária para o desempenho das atividades de interação com os educandos.

 • (SENADO) PLS nº 62/2012, que prevê excepcionar da Lei de Responsabilidade Fiscal os gastos com pagamento de pessoal da educação básica pública. A matéria foi rejeitada na última semana na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, porém abriu-se prazo até 1º de novembro para apresentar emendas à mesa diretora da Casa. Orientação: visitar o senador Randolfe Rodrigues, autor do projeto (Gab. 17, ala senador Teotônio Vilela), o senador Lindbergh Farias, presidente da CAE-Senado (Gab. 07, ala senador Teotônio Vilela) e o senador Wellington Dias, líder do bloco de apoio ao Governo (Gab. 06, ala senador Afonso Arinos) para propor apresentação de emendas favoráveis à reapreciação da matéria em plenário do Senado, uma vez que a Comissão de Educação aprovou parecer favorável ao projeto.  COMENTÁRIO: Aí é o que os prefeitos e governadores querem. SERÁ O FIM DA AUSTERIDADE. Abrirá a comporta para corrupção, para o abuso... não dando certeza da garantia da implementação do direitos dos professores do Brasil, que podem também ser definidos como profissionais da educação básica.

 • (CÂMARA) PL nº 2.142/2011, que visa incluir os cursos de formação de profissionais da educação em nível médio e superior entre os objetivos dos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Relator: deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), Gabinete 208, Anexo IV. O projeto já foi aprovado na Comissão de Educação da Câmara e apenas aguarda parecer da CJJ para seguir à sanção presidencial. COMENTÁRIO: Não tem qualquer prioridade no momento. DE QUE ADINTARÁ TER FORMAÇÃO COM PISO MISERÁVEL E CARREIRA INEXISTENTE???

CNTE,  E COMO FICA O PL 3776/2008, QUE ESTÁ PARA SER VOTADO EM REGIME DE URGÊNCIA URGENTÍSSMA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS! PARECE QUE A CNTE PERDEU O RUMO DE VEZ! DE NADA SERVIU ESSE MANIFESTO! E... QUEM MESMO PAGARÁ A CONTA POR TANTO GASTO INEFICAZ????

16h - Retorno à Tenda da CNTE:  COMENTÁRIO: Voltar pra tenda após uma luta ineficaz, sem priorizar o que deveria ser prioridade, para ineficazmente ficar na tenda.

17h30 - Audiência com Ministro da Educação, Aloizio Mercadante (comissão representativa da CNTE e sindicatos filiados) COMENTÁRIO: Deveria pedir ao MEC 02 coisas: 

1) Para o MEC adotar o piso legal, conforme a lei do piso, aumentando o piso pirata do MEC de 2013 de R$ 1.567,00 para R$ 1.800,25, o piso legal. Conforme artigo 5º da Lei do Piso. e   

2) DEVERIA PEDIR TAMBÉM AO MINISTRO PARA RETIRAR O PEDIDO DE URGÊNCIA URGENTÍSSIMA QUE O MEC FEZ A CÂMARA DOS DEPUTADOS PARA APROVAR PARA ONTEM O PROJETO DE LEI 3776/2008, QUE É UM VERDADEIRO TIRO DE MISERICÓRDIA NA LEI DO PISO. SE FOR APROVADO, COM CERTEZA, OS PROFESSORES OCUPARÃO AS RUAS DO BRASIL EM 2014 ATRAINDO MULTIDÕES E ACABANDO COM QUALQUER CHANCE DA PRESIDENTE DILMA SER REELEITA. QUEM DUVIDA, QUE PAGUE PRA VER!


C O N C L U S Ã O:

1) SE A CNTE NÃO SABE DA EXISTÊNCIA DO Projeto de Lei 3776/2008, CUJA RETIRADA DEVERIA SER SUA BANDEIRA MAIS URGENTE, NO MOMENTO. ENTÃO A CNTE NÃO TEM CONDIÇÕES DE REPRESENTAR OS PROFESSORES DO BRASIL!

2) SE A CNTE SABE DA EXISTÊNCIA DO PROJETO DE LEI 3776/2008, PIOR AINDA! POIS ESTÁ SE OMITINDO EM FAZER O BÁSICO, O FEIJÃO COM ARROZ! QUE É, NO MÍNIMO, PROTEGER A INTEGRIDADE DA LEI DO PISO E LUTAR POR SUA TOTAL IMPLEMENTAÇÃO. EM SEGUIDA E PARALELAMENTE ADOTAR OUTRAS PAUTAS. MAS JAMAIS IGNORAR E NADA FAZER PELA RETIRADA DO PL QUE SERÁ A DESGRAÇA DA LEI DO PISO E DO FIM DA CARREIRA DO PROFESSOR, POIS O PISO NACIONAL, TAMBÉM É  PISO BASE DA CARREIRA!


Fonte: Blog do Dr. Valdecy Alvez

INFORMAÇÕES DO TCE - MUNICÍPIO DE PENTECOSTE

PARA OS QUE GOSTAM DE FICAR INFORMADOS E SABER DE DADOS VERDADEIROS, DISPONHAM LEIA TUDO E SE INFORME. ESSES SÃO DADOS OFICIAIS. NÃO ES...