sábado, 17 de maio de 2014

Alunos da turma do 9º ano da Escola Waldemar Alcântara na Câmara de Vereadores

Professor Valdeni Cruz
Fotos das atividades do Professor Valdeni Cruz e da Escola Waldemar Alcântara nesta semana.

Foi uma uma manhã bastante proveitosa pedagogicamente falando. Eu e os alunos fizemos a caminhada a pé, da Escola até a Câmara. Assistimos boa parte da Sessão. Fomos bem acolhidos pela Presidente da Câmara, Valdelice Braga. A mesma fez um acolhimentos a mim e aos alunos, parabenizou-nos pela iniciativa e depois fez algumas considerações aos alunos sobre os três poderes constituídos. Gardel Paiva também fez uso da palavra parabenizando-nos pela iniciativa e ainda o vereador Deca disse estar feliz por essas atitudes e que já estudou na referida escola.
No final, foi oferecido aos alunos um lanche de bolo com refrigerante. 
Em nome da Escola Waldemar Alcântara e dos alunos do 9º, quero agradecer a Câmara de vereadores, em nome da Presidente VALDELICE, pela oportunidade que tivemos que participar deste momento. 





PROGRAMA A VOZ DO SINDSEP - 17 DE MAIO 2014

Logo mais ao meio dia Teremos pela Rádio Difusora Vale Do Curu o Programa a voz do Sindsep,
Hoje trataremos novamente sobre concurso público;
um terço de planejamento;
um terço de férias;
Assembleia sindica;
Piso dos Professores;

Outros assuntos...
Não perca!
Fica informado sobre tudo, mas principalmente sobre o que lhe diz respeito.

Aguardamos sua audiência

http://difusoravaledocuru.com.br/index

terça-feira, 13 de maio de 2014

Dia de Nossa Senhora de Fátima - Os segredos de Fátima


1°, 2°e 3º segredos de Fátima
nossasenhoradefatima11º segredo - A visão do inferno: Muitas pessoas não acreditam que existe… Contudo, as crianças videntes ao vê-lo, ficaram impressionadas e apavoradas. Viram homens e mulheres, jovens e velhos, se debatendo num mar incandescente, devorados pelas chamas eternas. Davam gritos terríveis e vociferavam abomináveis imprecações.
A propósito da forte impressão que o Inferno lhe causou, irmã Lúcia escreveu numa carta ao Bispo de Leiria: “Esta visão foi num momento, e graças à nossa boa Mãe Celeste, que antes nos tinha prevenido com a promessa de nos levar para o Céu. Se assim não fosse, creio que teríamos morrido de susto e pavor”. Ela explica na carta, que o Inferno é formado por um imenso mar de chamas onde os condenados flutuam e onde as suas almas pecadoras são devorados pelas labaredas eternas, queimando e elevando como fagulhas de um grande incêndio.
Também faz parte do Primeiro Segredo um aviso de Nossa Senhora sobre a Guerra: “A 1ª Grande Guerra Mundial vai acabar… todavia Deus quer a conversão da humanidade, caso contrário acontecerá uma outra guerra muito pior” (…).
2º segredo – É divido em duas partes:
2.1 – Instituição da devoção ao Imaculado Coração de Maria – Nossa Senhora revelou que DEUS quer a instituição da Devoção ao seu Imaculado Coração, através da Comunhão Reparadora. As pessoas em estado de graça, deverão comungar durante 5 (cinco) primeiros sábados de cada mês, seguidamente, rezar um Terço e fazer 15 minutos de adoração ao Santíssimo Sacramento, para consolo e desagravo de todas as maldade, ofensas e pecados que diariamente são cometidos contra o Imaculado Coração de Maria. Aqueles que acolherem a solicitação, não morrerão em pecado mortal e na hora da morte, receberão a visita consoladora da Mãe de Deus.
2.2 – Consagração da Russia ao Imaculado Coração – Ela pediu que todos os Bispos do mundo unidos ao Santo Padre, o Papa, fizessem a “Consagração da Rússia ao seu Imaculado Coração”.
NOSSA SENHORA prometeu, se atenderem estes dois pedidos, a Rússia se converterá, muitos pecadores farão penitência e o mundo viverá um período de paz. Caso contrário, o mal crescerá, os dirigentes da nação comunista espalharão os seus erros e o materialismo ateu por todas as partes, crescerá a “apostasia” e nascerá a “impiedade”. Acontecerá uma devastadora Guerra Mundial (a Segunda) onde morrerão muitas pessoas e nações serão dizimadas.
3º segredo – A Íntegra do Terceiro Segredo de Fátima
Esta é a terceira parte do segredo revelado no dia 13 de julho de 1917 às três crianças na caverna de Iria, na cidade de Fátima, e transcrito pela Sóror Lucia no dia 3 de janeiro de 1944.
“Escrevo em obediência ao senhor, meu Deus, que me ordena fazê-lo por intermédio de Sua Excelência Reverendíssima, o Senhor Bispo de Leiria e da Santíssima Madre sua e minha”.
“Depois das duas partes que já expusemos, vimos, no lado esquerdo de Nossa Senhora, um pouco mais para o alto, um anjo com uma espada de fogo na mão esquerda; brilhando soltava chamas que pareciam incendiar o mundo; mas se apagavam no contato com o esplendor que Nossa Senhora irradiava com sua mão direita na direção do anjo, que disse, apontando para a terra com a sua mão direita: penitência, penitência, penitência!
E vimos uma imensa luz que é Deus: ‘algo semelhante a como as pessoas se veem quando passam diante de um espelho’. ‘Vimos um bispo vestido de branco e tivemos o pressentimento de que fosse o Santo Padre’.
Também vimos outros bispos, sacerdotes, religiosos e religiosas subirem uma montanha íngreme, em cujo topo havia uma grande Cruz de madeira simples; o Santo Padre, antes de chegar até ela, atravessou uma grande cidade em ruínas, tremendo e com um passo vacilante, com um semblante pesado de dor e pena, rezando pelas almas dos cadáveres que encontrava pelo caminho; chegando no alto do monte, prostrado de joelhos aos pés da grande Cruz foi morto por um grupo de soldados que dispararam vários tiros de arma de fogo e flechas; e do mesmo modo morreram, uns atrás dos outros, os bispos, os sacerdotes, os religiosos, as religiosas e diversas pessoas do povo, homens e mulheres de distintas classes e posições.
Sob os dois braços da Cruz, havia dois anjos, cada um deles com uma jarra de cristal na mão, com as quais recolhiam o sangue dos mártires, e com ele regavam as almas que se aproximavam de Deus.
Fonte: http://blog.cancaonova.com/felipeaquino/2014/05/13/15591/

Evangelho do dia de hoje, 13 de maio de 2014


Evangelho (Jo 10,22-30)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

22Celebrava-se, em Jerusalém, a festa da Dedicação do Templo. Era inverno. 23Jesus passeava pelo Templo, no pórtico de Salomão. 24Os judeus rodeavam-no e disseram: “Até quando nos deixarás em dúvida? Se tu és o Messias, dize-nos abertamente”.
25Jesus respondeu: “Já vo-lo disse, mas vós não acreditais. As obras que eu faço em nome do meu Pai dão testemunho de mim; 26vós, porém, não acreditais, porque não sois das minhas ovelhas. 27As minhas ovelhas escutam a minha voz, eu as conheço e elas me seguem. 28Eu dou-lhes a vida eterna e elas jamais se perderão. E ninguém vai arrancá-las de minha mão.
29Meu Pai, que me deu estas ovelhas, é maior que todos, e ninguém pode arrebatá-las da mão do Pai. 30Eu e o Pai somos um”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Papa exorta fiéis a serem dóceis ao Espírito Santo


Francisco destacou a docilidade ao Espírito Santo como uma característica necessária para entendermos as coisas de Deus
Da Redação, com Rádio Vaticano
homilia papaNão se pode entender as coisas de Deus somente com a cabeça, é preciso abrir o coração ao Espírito Santo. Foi o que afirmou o Papa Francisco, na Missa desta terça-feira, 13, na Casa Santa Marta. O Pontífice também destacou que a fé é um dom do Senhor, mas que não pode ser recebido se a pessoa vive “separada” do povo de Deus, da Igreja.
A partir das leituras do dia, Francisco elencou dois grupos de pessoas: aquelas que são dóceis ao Espírito Santo e aquelas que se pautam pelo orgulho, pelas próprias ideias, e, assim, fecham o coração ao Espírito. Como exemplo dos que são dóceis, ele citou os perseguidos após a morte de Estêvão, pessoas que levaram consigo a semente do Evangelho.
“Este povo não disse ‘vamos primeiro aos judeus, depois aos gregos, aos pagãos, a todos’. Não! Deixou-se levar pelo Espírito Santo! Foi dócil a Ele. Uma coisa vem após a outra e eles terminam abrindo as portas a todos. Este é o primeiro grupo de pessoas, aquelas que são dóceis ao Espírito Santo”.
Já os doutores da lei são exemplos do povo fechado, pois acreditavam que a religião era feita só de leis, consideravam somente o intelecto. “Estes não abrem o coração ao Espírito Santo! Acreditam que também as coisas de Deus podem ser entendidas somente com a cabeça, com as próprias ideias. São orgulhosos. Acreditam saber tudo”.
Francisco recordou as palavras de Jesus para esse grupo de pessoas: “Vocês não acreditam, porque não fazem parte das minhas ovelhas!”. Ele explicou que essas pessoas tinham se separado do povo de Deus e, por isso, não podiam acreditar n’Ele. “A fé é um dom de Deus! Mas a fé vem se você está com seu povo”.
Diante desses dois grupos, Francisco convidou os fiéis a pedirem a graça da docilidade ao Espírito. “Peçamos a graça da docilidade, e que o Espírito Santo nos ajude a nos defendermos desse outro espírito da suficiência, do orgulho, do fechamento de coração ao Espírito Santo”.
Fonte: http://papa.cancaonova.com/papa-exorta-fieis-a-serem-doceis-ao-espirito-santo/

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Santo Padre pediu aos novos padres que tenham sempre em mente a imagem do Bom Pastor, que é misericordioso e veio para servir, não para ser servido


Jéssica Marçal
Da Redação
papa_ordena novos sacerdotes
Foto: Rádio Vaticano
Na manhã deste domingo, 11, Papa Francisco celebrou a Santa Missa na Basílica Vaticana e ordenou 13 novos sacerdotes, entre eles um brasileiro: Rodrigo Paiva dos Reis, 28 anos, da Diocese de Roma.  Ele destacou aos novos padres a necessidade de estarem conscientes de sua participação na missão de Cristo e serem sempre misericordiosos, a exemplo de Jesus.
Na homilia, Francisco recordou que Jesus quis escolher alguns de seus discípulos para que, exercendo publicamente o ofício sacerdotal na Igreja em seu nome, continuassem a sua missão pessoal de mestre, sacerdote e pastor. Assim, os novos sacerdotes hoje ordenados cooperam para edificar o corpo de Cristo que é a Igreja.
Dirigindo-se aos seminaristas que estavam prestes a receber a ordenação, o Papa pediu que eles sempre considerem sua participação na missão de Cristo, que levem a todos a Palavra que eles receberam com alegria e que saibam ensinar o que aprenderam na fé e viver o que ensinam. “Seja, portanto,  alimento para o povo de Deus a vossa doutrina, que não é vossa: vocês não são patrões da doutrina! É a doutrina de Deus e vocês devem ser fiéis à doutrina do Senhor”.
Francisco destacou que, com o sacramento do Batismo, os novos padres agregarão novos fiéis ao povo de Deus e com o sacramento da Penitência, vão perdoar os pecados em nome de Cristo e da Igreja. Nesse ponto, o Papa pediu que os sacerdotes jamais percam essa atitude de misericórdia.
“Pelo amor de Jesus Cristo: não se cansem de ser misericordiosos! Por favor! Tenham aquela capacidade de perdão que o Senhor teve, Ele que não veio para condenar, mas para perdoar! Tenham muita misericórdia!”, disse Francisco, que revelou sua tristeza ao saber que há pessoas que deixaram de se confessar porque foram repreendidas. “È como se a igreja lhes batesse a porta na cara. Por favor, não façam isso: misericórdia, misericórdia!”.
Conscientes de terem sido escolhidos para atender à coisas de Deus, o Papa também lembrou aos novos padres que eles precisam exercer a obra sacerdotal de Cristo para agradar unicamente a Deus, e não a eles mesmos.
“Tenham sempre diante dos olhos o exemplo do Bom Pastor, que não veio para ser servido, mas para servir e para procurar e salvar o que estava perdido”.
Fonte: Canção Nova Notícias

Evangelho para esta segunda-feira, 12 de maio de 2013


Evangelho (Jo 10,11-18)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus: 11“Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida por suas ovelhas. 12O mercenário, que não é pastor e não é dono das ovelhas, vê o lobo chegar, abandona as ovelhas e foge, e o lobo as ataca e dispersa. 13Pois ele é apenas um mercenário e não se importa com as ovelhas.
14Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem, 15assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai. Eu dou minha vida pelas ovelhas. 16Tenho ainda outras ovelhas que não são deste redil: também a elas devo conduzir; escutarão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor.
17É por isso que o Pai me ama, porque dou a minha vida, para depois recebê-la novamente. 18Ninguém tira a minha vida, eu a dou por mim mesmo; tenho poder de entregá-la e tenho poder de recebê-la novamente; esta é a ordem que recebi de meu Pai”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS PARA O MUNICÍPIO DE PENTECOSTE EM 2016

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS PARA O MUNICÍPIO DE PENTECOSTE/ CEARÁ   EXERCÍCIO: 2016 Total destinado aos favorecidos situados n...