sexta-feira, 22 de outubro de 2010

CONSCIÊNCIA POLITICA E SOCIAL

William Pereira da Silva

Existem atividades que merecem aplausos pela iniciativa e desempenho dos envolvidos, entretanto muitas ações têm dispêndio e finalidades pífias e que poderiam servir para algo mais relevante em termo de mudanças políticas, sociais e educacionais.
As situações que afligem a sociedade em geral merecem mais atenção e ações enérgicas que contraponham as políticas mantenedoras de tudo de ruim que existe no contexto social. Muito dos movimentos sociais gastam tempo e dinheiro não atingindo os objetivos para que mudem o quadro do caos e da violência na sociedade brasileira. Vemos campanha contra o fumo, consciência ambiental, consciência negra, movimentos dos sem-tetos, sem-terras, contra a corrupção... Todos merecem respeito e atenção, porém não são eles que modificarão a realidade nefasta que ora se apresenta.  O governo juntamente com o grande capital financia e apóiam muitos destes movimentos que na maioria das vezes não resultam em nada, apenas temos a impressão que algo vai acontecer de diferente dando a sensação do dever cumprido. Temos de criar mecanismos sociais que atuem para insuflar a massa a combater o que realmente causa os transtornos. Lembremos dos movimentos para As Diretas Já, o povo nas ruas em todo Brasil vibrando, aclamando, reivindicando, lutando, mostrando sua força para manter a transição do regime militar para a democracia, que hoje deixa muita a desejar.
A casca do ovo tem de ser rompida, conseguimos apenas vencer uma etapa para a transição democrática que por enquanto somente serviu para oficializar a corrupção e a ética da sujeira moral. Nossas instituições estão corrompidas acarretando um enorme prejuízo para a população em geral e as instituições governamentais. A quebra da casca do ovo tem de  começar pelas escolas, pela educação, devemos abandonar, em parte, a pratica do repasse de conteúdos programáticos e passar a ensinar nossos alunos conteúdos relacionados à consciência política e social revolucionária no sentido de mudar a realidade em que nos encontramos. Devemos ensinar quem são as pessoas responsáveis pelo caos e incitar aos estudantes ir para as ruas com atos idênticos aos movimentos das Diretas Já, caso seja necessário inclusive o uso da força, da revolta.
Muita gente que se diz honrada, ética e tudo o mais, querem mudanças, desejam e apóiam certas ações, incentivam através da imprensa, divulgam que é preciso mudar, denunciam o caos social, a guerra civil disfarçada, no entanto não indica o caminho correto para transpor os obstáculos que nos é imposto pela corrupção profunda. Não se pode mudar uma realidade se não mudamos os componentes que criam esta realidade. Temos de lutar para combater o mal pela raiz. Mudar sem haver conflito, confronto, intrigas é pura utopia de sonhadores que pensam esta ocasionando grandes mudanças com os movimentos sociais que aí estão. Muitos se acomodam em instituições representativas e similares, pensando que isto mudará algo, puro engano, a cada dia a sociedade entra em crise profunda e elas nada resolvem.
Nada muda se eu não mudar, nada muda se você não mudar, querer mudar e permanecer fazendo a mesma coisa todo dia é uma inconseqüência sem limites.
Albert Einstein disse: "É insanidade continuar fazendo à mesma coisa e esperar resultados diferentes." Se tudo  deve mudar, então muita coisa deve mudar. Se todos continuam fazendo à mesma coisa, como é que a nossa realidade se modificará por si mesma?
UM POUCO DE CONVERSA


Sempre fui considerado polêmico e contrário a determinadas situações. Faço parte há mais ou menos 15 anos de uma Comunidade Católica. Preciso dizer com toda a sinceridade: tudo o que sou hoje, deve-se a experiência que tive com DEUS lá pelo ano de 1994. Desde então, minha vida nunca mais foi a mesma. Deus me transformou na pessoa que sou hoje. Mudou minha maneira de pensar de ver o mundo. Durante muitos anos visitei muitas comunidades e preguei o evangelho pra muita gente. Sou um defensor da riqueza da igreja e seus valores espirituais. Tenho plena consciência do papel das novas comunidades para a igreja. Creio no poder Deus e de sua ação na humanidade de todos os tempo. As comunidade Carismáticas que surgiram no mundo nas ultimas décadas, tem contribuído de forma eficaz para o crescimento espiritual da igreja.
Creio piamente no poder de Deus e em sua palavra. Creio nos ensinamentos da igreja e em sua autoridade máxima (PAPA). Isso não me é estranho, pois sei que a igreja está fundamenta sobre a Rocha que é Jesus, o Cristo.
Durante toda a história da igreja surgiram inúmeras heresias e inúmeros falsos profetas, charlatães, entre outros.
Aparecerem os chamados mercenários e outros títulos mais fortes.
Estamos vivendo nos últimos dias uma avalanche de comentários de políticos e tantos outros indivíduos sobre a questão do aborto e por causa disso, tem se gerado um turbilhão de confusão na mente das pessoas mais simples. É um padre que diz isso, é outro que disse outra coisa. Depois não era bem isso que se queria dizer. O que acontece é que no fim deixam as pessoas mais confusas do que elas já são e ficam algumas pseudas pessoas, que se consideram donas da verdade e da" sabedoria divina", em demonizar o candidato A ou o candidato B, por aquilo que disse ou deixou de dizer. Que pena, que em vez esclarecer bem o povo, mas sem impor o seu desejo pessoal ou seu ponto de vista pessoal, querem obrigar as pessoas a fazer tal qual como está sendo dito. Ainda vem com a desculpa de que está evitando que as pessoas cometam erros contra a fé e outras coisas semelhantes. Acho isso perigoso. Dá a impressão de que são donos da razão e como fez a igreja na Idade Media, obedeçam sem questionamentos próprios.
A última agora é a propagação de um vídeo da canção nova, em que um padre diz em alto e bom tom que não se deve votar em determinado candidato porque aprova isso ou aquilo. É verdade que se deve primar pela verdade, pelo bem comum e acima de tudo, pela vida desde a concepção até a morte. Acontece que para alguém preservar vida é preciso entender o que é a vida. E, para entender a vida é preciso ter quem explique o que ela é. Porém, corre-se o risco de preservar tanto uma lei que esquece de anunciar a vida que é Deus. Se a religião fosse mais incisa em anunciar a verdade e se preocupasse mais com o reino de Deus e fizesse com que as pessoas fossem iluminadas por Deus e tivesse a capacidade de discernir o que é bom e o que é ruim, com certeza a história seria outra. No caso de clarear a mente das pessoas para exercerem sua cidadania da melhor forma possível. Lembrando que independente de qualquer coisa, no Brasil, as leis são votadas e discutidas no congresso. São esses homens que representam o Brasil. São eles que precisam ser iluminados pela graça de Deus. Para isso, é preciso que os cristãos orem e se manifestem contra qualquer situação contrária a fé. Porém não temos o direito de condenar quem quer que seja porque alguem disse que aquela pessoa é quase um demônio. Isso já é julgamento e o julgamento antecipado é anti-cristão. Portanto, se alguem se incomoda com esse meu pensamento, exponha suas  idéias contrárias. Vivemos numa democracia e isso é mais do que normal a discordância, desde que preservemos o direito de outros de também manifestar seus pontos de vista.
Esse texto está aberto a comentários. Não sou dono da verdade e portanto, estou sujeito a criticas e a sugestões.

Professor Valdeni Cruz   





 

INFORMAÇÕES DO TCE - MUNICÍPIO DE PENTECOSTE

PARA OS QUE GOSTAM DE FICAR INFORMADOS E SABER DE DADOS VERDADEIROS, DISPONHAM LEIA TUDO E SE INFORME. ESSES SÃO DADOS OFICIAIS. NÃO ES...