sábado, 18 de junho de 2011

Ex-presidente Fernando Henrique Cardoso faz 80 anos neste sábado

Tucano, que governou entre 1995 e 2002, é ainda hoje figura influente da política nacional  

CRÉDITO: ILUSTRATIVA   
Com o Plano Real, o tucano conseguiu domar o monstro da inflação
Com o Plano Real, o tucano conseguiu domar o monstro da inflação
Quarto presidente do Brasil na era pós-redemocratização, que teve início em 1985, o sociólogo Fernando Henrique Cardoso completa 80 anos neste sábado (18) e se mantém como um dos personagens mais importantes da política nacional.

O tucano, que chegou ao Palácio do Planalto após vencer a eleição de 1994, foi também o primeiro presidente a se reeleger para governar o país por dois mandatos consecutivos. Em ambas as disputas que ganhou (a segunda foi em 1998), o adversário era o petista Luiz Inácio Lula da Silva, que mais tarde, em 2002, tornou-se seu sucessor.

A relação entre FHC e Lula, aliás, é uma das mais inusitadas do universo do poder brasileiro. As duas eleições que disputaram, mais a vitória do petista, o que obrigou o tucano a entregar justamente a ele a faixa presidencial, aos poucos foram forjando uma ligação de antagonismo.

É comum ouvir, tanto deste quanto daquele, declarações que exaltam seus próprios governos e desdenham do outro. Enquanto Lula, que eternizou o bordão “nunca antes na história desse país”,passou os últimos anos minimizando os feitos do antecessor, Fernando Henrique costuma dizer que o rival apenas deu continuidade a um projeto que ele próprio concebeu.

Nesta semana, a troca de farpas entre os dois ganhou um novo capítulo. Em entrevista ao jornal Correio Braziliense, FHC disse que, embora se dê bem com Lula, a relação entre ambos não é melhor porque o petista “tem dificuldade em fazer gestos” com ele.

A afirmação foi feita porque Lula não cumprimentou o tucano por seu aniversário de 80 anos.

- Ele nunca me ligou por aniversário algum. O Lula e eu, quando estamos juntos, nos damos bem. Agora, ele deve ter algum problema psicológico, tem dificuldade em fazer gestos comigo.

O que colaborou para alimentar a polêmica foi uma carta elogiosa enviada a FHC pela presidente Dilma Rousseff. O tucano garantiu que não está magoado, mas lamentou a situação.

- Não é que me doa. Mas, do ponto de vista do Brasil, ex-presidente é bom que tenha uma relação civilizada.

Trajetória

Antes de ser presidente, FHC foi senador e ministro das Relações Exteriores. Mas foi no comando do Ministério da Fazenda, entre 1993 e 1994, durante o governo de Itamar Franco, que construiu a plataforma que mais tarde o alçaria à mais importante função do país.

Com o Plano Real, o tucano conseguiu domar o monstro da inflação, um dos mais crônicos problemas da economia brasileira, e se credenciou a ocupar a cadeira que era de Itamar.

Tanto em 1994 como em 1998, FHC derrotou Lula ainda no primeiro turno, prova de que, naquela época, desfrutava de altos níveis de popularidade.

Ninho tucano

Recentemente, Fernando Henrique voltou a ocupar lugar de destaque no PSDB. No mês passado, sua participação foi uma das mais festejadas no encontro que elegeu a nova Executiva Nacional do partido.

Os correligionários pretendem, aliás, fazer uma festa ainda em junho para homenageá-lo. O evento, marcado para o dia 30, ainda não tem local para ocorrer. O Senado, em Brasília, é uma opção.

Fernando Henrique Cardoso nasceu no Rio de Janeiro, mas vive em São Paulo. É professor emérito da USP (Universidade de São Paulo), lecionou no exterior e trabalhou na Cepal (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe). Foi casado com a antropóloga Ruth Cardoso, morta em 2008, e é pai de três filhos.

 
Fonte: Do R7

Livros pra inguinorantes, por Carlos Eduardo Novaes

Jornal do Brasil
Carlos Eduardo Novaes
 
Confeço qui to morrendo de enveja da fessora Heloisa Ramos que escrevinhou um livro cheio de erros de Português e vendeu 485 mil ezemplares para o Minestério da Educassão. Eu dou um duro danado para não tropesssar na Gramática e nunca tive nenhum dos meus 42 livros comprados pelo Pograma Naçional do Livro Didáctico. Vai ver que é por isso: escrevo para quem sabe Portugues!
A fessora se ex-plica dizendo que previlegiou a linguagem horal sobre a escrevida. Só qui no meu modexto entender a linguajem horal é para sair pela boca e não para ser botada no papel. A palavra impreça deve obedecer o que manda a Gramática. Ou então a nossa língua vai virar um vale-tudo sem normas nem regras e agente nem precisamos ir a escola para aprender Português.
A fessora dice também que escreveu desse jeito para subestituir a nossão de “certo e errado” pela de “adequado e inadequado”. Vai ver que quis livrar a cara do Lula que agora vive dando palestas e fala muita coisa inadequada. Só que a Gramatica eziste para encinar agente como falar e escrever corretamente no idioma portugues. A Gramática é uma espéce de Constituissão do edioma pátrio e para ela não existe essa coisa de adequado e inadequado. Ou você segue direitinho a Constituição ou você está fora da lei - como se diz? - magna.
Diante do pobrema um acessor do Minestério declarou que “o ministro Fernando Adade não faz análise dos livros didáticos”. E quem pediu a ele pra fazer?  Ele é um homem muito ocupado, mas deve ter alguém que fassa por ele e esse alguém com certesa só conhece a linguajem horal. O asceçor afirmou ainda que o Minestério não é dono da Verdade e o ministro seria um tirano se disseçe o que está certo e o que está errado. Que arjumento absurdo! Ele não tem que dizer nada. Tem é que ficar caladinho por causa que quem dis o que está certo é a Gramática. Até segunda ordem a Gramática é que é a dona da verdade e o Minestério que é da Educassão deve ser o primeiro a respeitar.
São essas as contradições do Brasil. Eita pais pra não aprender...


Juiz Odilon diz que decisão do STF pró-marchas da maconha é 'loucura'

MARIA MATHEUS 

18/06/2011 00h02
 
foto
Foto: Gerson Oliveira/Correio do Estado
Juiz Odilon de Oliveira afirma que decisão pode brecha para se fazer apologia a assassinato


O juiz federal Odilon de Oliveira classificou como "loucura" a decisão do Supremo Tribunal Federal de liberar as "marchas da maconha", passeatas em favor da descriminalização da droga. "É o cúmulo à quinta potência. O absurdo dos absurdos", comentou ontem, no lançamento da Política Estadual Antidrogas, na Câmara Municipal de Campo Grande.
Para o representante regional do escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime para o Brasil e o Cone Sul, Bo Mathiasen, o direito à livre manifestação do pensamento, ainda que sobre temas controversos, é um dos pilares da democracia.
Na interpretação de Odilon, juiz da 3ª Vara Federal Criminal, a decisão do Supremo abre brecha para que se faça apologia, por exemplo, ao assassinato. "Pode-se fazer passeata com relação ao homicídio, caminhada pelo roubo. É a mesma coisa", declarou. "Tenho quase certeza de que (decisões como essa) são sinais que indicam a liberação do uso de drogas".
Questionado sobre o fato de se discutir a liberação da maconha justamente na Semana Nacional Antidrogas, Odilon disse que o STF caminha na contramão da vida. "É uma loucura", opinou. "Enquanto na semana antidrogas a gente defende a vida, determinados segmentos da sociedade como o Supremo Tribunal Federal caminham na contramão, propagando a liberação de drogas sem naturalmente pensar nos efeitos desastrosos".
 O secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, também se posicionou contrário à decisão do tribunal, mas preferiu não comentá-la. "Não podemos comentar decisões da mais alta Corte do País", justificou.
 Liberdade de expressão
Para o representante regional das Nações Unidas, Bo Mathiasen, a livre expressão do pensamento - principal argumento dos ministros do STF para permitir as marchas da maconha - é direito fundamental em sociedades democráticas. "Mesmo em relação a temas controversos, como o consumo de maconha, questões de sexualidade, aborto e outros assuntos que dividem a sociedade".
Ele destacou que, embora permitidas, as passeatas não devem fazer apologia da droga e cabe às autoridades e organizadores fiscalizar para que isso não aconteça.
"É claro que para as Nações Unidas - e isso foi estabelecido em convenção em 1961 - maconha é uma planta prejudicial à saúde. Os países devem tomar as medidas necessárias para prevenir o uso, plantio e comercialização".
Sobre a descriminalização da droga, Mathiasen considera que cabe a cada país determinar como fará o controle da substância e que medidas tomará para desestimular o uso da maconha. "A descriminalização é uma questão muito complexa. Países como Holanda, Portugal e alguns estados dos Estados Unidos tem políticas bastante permissivas, mas investem muito na prevenção".

Governo recomenda uso de antiviral em caso de gripe suína

Diante da chegada do inverno e da tendência de aparecimento de novos casos de H1N1, o Ministério da Saúde ampliou a recomendação do uso do antiviral oseltamivir entre pacientes com gripe. Agora, todos que apresentem fatores de risco devem tomar o remédio a partir do aparecimento dos primeiros sinais da doença. "Essas pessoas não devem esperar os sintomas se agravarem ou a confirmação laboratorial", avisou o secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa.

Além disso, qualquer pessoa que apresente sinais de síndrome respiratória aguda deve tomar a droga - independentemente de quando os primeiros sintomas apareceram. Pela recomendação anterior, o início do tratamento somente era permitido até 48 horas contadas a partir dos primeiros sinais da infecção. Moradores de instituições fechadas (como asilos)e portadores de doenças crônicas que não tenham sido vacinados deverão também tomar o remédio quando tiverem contato com outra pessoa infectada.Embora descarte a possibilidade de uma epidemia de gripe H1N1, Barbosa reconhece o risco de aparecimento de pequenos grupos com pessoas infectadas pelo vírus em pontos isolados do País. Este ano, foram registrados 10 casos graves no Rio Grande do Sul. Ontem, mais uma morte foi notificada no Estado, aumentando para quatro o número de casos fatais este ano. Além disso, outras 19 infecções foram identificadas no Acre, nenhum deles grave."Houve casos isolados no Chile, México e Venezuela. Não descartamos a possibilidade de que no Brasil haja pacientes com a infecção sem ser identificados", disse Barbosa. A nova recomendação, feita depois de discussão com médicos especialistas, foi apresentada para representantes de Estados e municípios. Secretarias locais foram aconselhadas a fazer um levantamento dos estoques do remédio.
Lígia Formenti

Hoje tem programa a voz do Sindsep não, perca

Logo mais ao meio dia, pela FM 98,7, mais um programa a voz do sindsep.
trataremos de assuntos referente a saúde de Pentecoste.
Falar sobre a reunião da administração com diretores e coordenadores das escolas do município.
Reuniões que vem ocorrendo com representantes da agricultura familiar.
Avaliações que começam nesta segunda.
Vacinação para as crianças.
Inauguração da Escola Técnica neta terça- feira, 21 de junho as 9:00 horas da manha com a presença do Governador do Estado, Cid Gomes.

O programa vai esta ótimo.
Aguardamos sua Audiência.

Professor Valdeni Cruz.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

MINISTRO PAULO BERNARDO


Internet a R$ 35 causará 'congestionamento', diz Paulo Bernardo
17 de junho de 2011  21h18

comentários
9
Ministro das Comunicações disse que o governo precisará fazer investimentos além dos previstos pelas empresas privadas
Foto: Agência Brasil

LUCIANA COBUCCI
Direto de Brasília
Ministro das Comunicações acredita que o País pode dobrar o acesso à internet em quatro anos. Foto: Agência BrasilO ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou nesta sexta-feira que o Plano Nacional de Banda Larga, que será lançado no segundo semestre deste ano e pretende ofertar amplamente o serviço ao preço de R$ 35, vai causar "congestionamento" nas redes de internet brasileiras. Paulo Bernardo, que participou da abertura do 2º Encontro Nacional dos Blogueiros Progressistas, em Brasília, disse que o governo precisará fazer investimentos além dos previstos pelas empresas privadas.
"Percebemos que quando começar a vender a internet mais barata, teremos um problema sério de infraestrutura. Vamos ter que ter investimentos, associações para construir redes de fibra ótica. Disseram que precisávamos de US$ 144 bilhões para fazer investimentos, eu não acredito nisso. A Austrália está fazendo um plano de US$ 33 bilhões", disse.
Paulo Bernardo afastou a possibilidade de deixar a responsabilidade de prover internet banda larga em ampla escala em regime público, ou seja, a cargo do governo. "Não temos como opção colocar a internet em regime público. É muito menos conflitivo, e complicado outorgar isso às empresas e não temos todo esse orçamento para dizer: vamos fazer tudo. Para administrar a briga, vai o governo Dilma inteiro. Vamos fechar um acordo onde todas as empresas vão oferecer internet a um megabyte por R$ 35, capaz que cause congestionamento, mas vamos fazer", afirmou.
O ministro das Comunicações defendeu a aprovação do novo marco regulatório das comunicações e disse que a proposta nada tem a ver com censura da imprensa. "Nossa Constituição prevê que uma parte dos meios de comunicação tenha um marco regulatório. Não pode ter concentração, monopólio, tem que observar que não pode ter racismo, preconceito, discriminação, xenofobia e tem previsão que se obedeça a um conteúdo nacional e local mínimo. Parte da mídia faz críticas extremamente hostis e ácidas, criticados também reagem e é dificil administrar isso. Acho que a mídia não gosta de ouvir crítica, mas a mídia que conquistou o direito de criticar, tem que aceitar", disse.

2º ENCONTRO DE BLOGUEIROS EM BRASÍLIA


Lula critica imprensa e diz que blogueiros evitam manipulação
17 de junho de 2011  20h42  atualizado às 20h58

comentários
623
Após deixar Presidência, Lula deu início a sua carreira como palestrante. Foto: Samir Baptista/Terra
Mesmo após deixar a presidência, Lula não deixou de estar presente em diversos eventos
Foto: Samir Baptista/Terra

LUCIANA COBUCCI
Direto de Brasília
O ex-presidente Lula fez duras críticas à imprensa na noite desta sexta-feira, em Brasília, durante a abertura do 2º Encontro Nacional dos Blogueiros Progressistas. Lula exaltou o trabalho feito por blogs independentes durante a campanha eleitoral do ano passado e lembrou do episódio em que o ex-candidato à presidência José Serra (PSDB) foi atingido por uma bolinha de papel.
"Vocês evitaram que a sociedade brasileira fosse manipulada como durante muito tempo foi. Vocês evitaram que os chamados falsos formadores de opinião pública que, às vezes, não convencem nem quem está em casa assistindo, ditassem regras. Nunca me preocupei com crítica se ela for verdadeira, me preocupo com inverdades, má-fé, más informações, como aquela pedra, aquele meteorito de papel que bateu na cabeça de um candidato no ano passado", disse.
Durante todo o discurso de abertura, Lula foi ovacionado pelos presentes sempre que criticava a imprensa. "O sucesso dos blogueiros independentes e livres é a seriedade, quanto mais atacarem vocês, mais vocês têm que agir com seriedade. Temos que ganhar deles na imagem que a sociedade vai ter da gente, não digo isso como cidadão, mas como ex-presidente: sei o bem que vocês fizeram para a democracia não deixando a sociedade acreditar em todas as mentiras. Vocês são uma alternativa, uma possibilidade que a sociedade participe que não fique refém desse ou daquele formador de opinião pública, ela pode ouvir, escutar ou ler, mas também pode falar", afirmou.
Lula disse também que é preciso avançar na regulamentação do Plano Nacional de Banda Larga, que procura ampliar o serviço em todo o País, e também no marco regulatório da comunicação. "Nós ainda temos menos computador do que deveríamos, menos internet, menos blogueiros e blogueiras, mas estamos num processo de avançar rapidamente. O que vai acontecer é que precisamos fazer da banda larga um direito de todos. Estou convencido que a companheira presidenta (sic) Dilma Rousseff vai trabalhar agora com mais força e vigor para que consiga fazer da banda larga um direito de todos e não só um privilégio de quem tem dinheiro para pagar", disse.

INFORMAÇÕES DO TCE - MUNICÍPIO DE PENTECOSTE

PARA OS QUE GOSTAM DE FICAR INFORMADOS E SABER DE DADOS VERDADEIROS, DISPONHAM LEIA TUDO E SE INFORME. ESSES SÃO DADOS OFICIAIS. NÃO ES...