sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Seca no Nordeste



Seca no Nordeste

Informações, causas da seca, regiões atingidas, foto, falta de chuvas, problemas
            Seca no Nordeste 
                 Seca no Nordeste: falta de chuvas e solo seco


Introdução

Ao contrário do que muitos pensam, a seca não atinge toda região nordeste. Ela se concentra numa área conhecida como Polígono das Secas. Esta área envolve parte de oito estados nordestinos (Alagoas, BahiaCeará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe) e parte do norte de Minas Gerais. 
Causas da Seca

As principais causas da seca do nordeste são naturais. A região está localizada numa área em que as chuvas ocorrem poucas vezes durante o ano. Esta área recebe pouca influência de massas de ar úmidas e frias vindas do sul. Logo, permanece durante muito tempo, no sertão nordestino, uma massa de ar quente e seca, não gerando precipitações pluviométricas (chuvas).

O desmatamento na região da Zona da Mata também contribui para o aumento da temperatura na região do sertão nordestino.

Características da região

- Baixo índice pluviométrico anual (pouca chuva);
- Baixa umidade;
- Clima semi-árido;
- Solo seco e rachado;
Vegetação com presença de arbustos com galhos retorcidos e poucas folhas (caatinga);
- Temperaturas elevadas em grande parte do ano.

Seca, fome e miséria: um problema social

A seca, além de ser um problema climático, é uma situação que gera dificuldades sociais para as pessoas que habitam a região. Com a falta de água, torna-se difícil o desenvolvimento da agricultura e a criação de animais. Desta forma, a seca provoca a falta de recursos econômicos, gerando fome e miséria no sertão nordestino. Muitas vezes, as pessoas precisam andar durante horas, sob Sol e calor forte, para pegar água, muitas vezes suja e contaminada. Com uma alimentação precária e consumo de água de péssima qualidade, os habitantes do sertão nordestino acabam vítimas de muitas doenças.
O desemprego nesta região também é muito elevado, provocando o êxodo rural (saída das pessoas do campo em direção as cidades). Muitas habitantes fogem da seca em busca de melhores condições de vida nas cidades.
Estas regiões ficam na dependência de ações públicas assistencialistas que nem sempre funcionam e, mesmo quando funcionam, não gera condições para um desenvolvimento sustentável da região.

Ações para diminuir o impacto da seca

- Construções de cisternas, açudes e barragens;
- Investimentos em infra-estrutura na região;
- Distribuição de água através de carros-pipa em épocas de estiagem (situações de emergência);
- Implantação de um sistema de desenvolvimento sustentável na região, para que as pessoas não necessitem sempre de ações assistencialistas do governo;
- Incentivo público à agricultura adaptada ao clima e solo da região, com sistemas de irrigação.

Transposição do rio São Francisco

A transposição do rio São Francisco é um projeto do governo federal que visa a construção de dois canais (totalizando 700 quilômetros de extensão) para levar água do rio para regiões semi-áridas do Nordeste. Desta forma, diminuiria o impacto da seca sobre a sofrida população residente, pois facilitaria o desenvolvimento da agricultura na região.

A Seca de 2012

A seca que atingiu o nordeste no começo de 2012 foi a pior dos últimos 30 anos. A região mais afetada foi o semiárido nordestino, principalmente do estado da Bahia. Neste estado, cerca de 230 municípios foram atingidos. Municípios de Alagoas e Piauí também sofreram com a falta de chuvas. A seca trouxe muito prejuízo para as principais fontes de renda da região: pecuária e agricultura de milho e feijão. 

REFLEXÃO PARA O DIA DE HOJE



O Brasil cresceu visivelmente nos últimos 80 anos. Cresceu mal, porém. Cresceu como um boi mantido, desde bezerro, dentro de uma jaula de ferro. Nossa jaula são as estruturas sociais medíocres, inscritas nas leis, para compor um país da pobreza na província mais bela da terra. Sendo assim, no Brasil do futuro, a maioria da gente nascerá e viverá nas ruas, em fome canina e ignorância figadal, enquanto a minoria rica, com medo dos pobres, se recolherá em confortáveis campos de concentração, cercados de arame farpado e eletrificado.
Entretanto, é tão fácil nos livrarmos dessas teias, e tão necessário, que dói em nós... A nossa conivência culposa.

(DARCY RIBEIRO)

O CAMBALACHO DOS PREFEITOS NOS MUNICÍPIOS


Dr valdecy Alves


QUEM LUCRA MAIS - MARQUE COM UM "X" ? AS QUADRILHAS DE LADRÕES QUE EXPLODEM CAIXA ELETRÔNICOS ( ) OU AS QUADRILHAS LIDERADOS POR PREFEITOS CORRUPTOS ( )? Acertou quem marcou as quadrilhas de prefeitos que assaltam as prefeituras. PESQUISANDO - EM MENOS DE 15 MUNICÍPIOS CEARENSES ONDE PREFEITOS FORAM PRESOS OU AFASTADOS O ASSALTO AO DINHEIRO PÚBLICO ATINGE MAIS DE R$ 100 MILHÕES DE REAIS - Segundo a PROCAP só numa das modalidades de corrupção 84 municípios teriam que ser investigados - - JÁ OS 10 MAIORES ASSALTOS A CAIXAS ELETRÔNICOS EXPLODIDOS NO CEARÁ NÃO CHEGAM NEM A R$ 500 MIL REAIS. Pelo visto os que explodem para maior eficácia do seu negócio tem que entrarem na política, pois: ASSALTARÃO MUITO MAIS, MILHÕES E MILHÕES, COM MENOR RISCO, TERÃO DINHEIRO PARA COMPRAR OS VOTOS DO POVO NECESSITADO, sem falar que os fóruns do interior só terão funcionários se eles cederem, bem como policiais e delegacias do interior só funcionarão se eles derem a gasolina para as viaturas, sem falar que terão foro privilegiado... ... NÃO BASTASSE TUDO ISSO - VEM AÍ O HORROR DO DESMONTE QUE JÁ COMEÇOU EM ALGUNS MUNICÍPIOS .... ... QUE PAÍS É ESSE??????

Incêndio em equipamento provocou apagão no Norte e Nordeste do país


Agência Brasil
O incêndio em um equipamento entre as subestações de Colinas (TO) e Imperatriz (MA) foi a causa do desabastecimento de energia ocorrido na Região Nordeste e em parte do Norte do país, na madrugada de hoje (26). O problema ocorreu justamente na interligação entre os sistemas Norte-Nordeste e Sul-Sudeste.
Segundo informação da assessoria de imprensa do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o problema ocorreu pouco depois da meia-noite e demorou pouco mais de uma hora para ser resolvido. Portanto, por volta de 1h30 da manhã, a energia na linha principal já tinha sido restabelecida. No entanto, as distribuidoras de energia levaram mais tempo para restaurar a energia nas linhas secundárias.
Uma reunião de técnicos às 14h desta sexta-feira (28), na sede do ONS, no Rio, vai analisar mais profundamente o problema. Pela manhã, o assunto deve ser discutido em uma reunião do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico, em Brasília.

Incêndio em equipamento causou apagão no Nordeste, diz diretor do ONS


O apagão que afetou os nove estados do Nordeste desde o final da noite de quinta-feira e início da madrugada desta sexta foi causado por um incêndio em uma chave seccionadora de um capacitor entre as subestações de Colinas e Imperatriz. A informação é do diretor  do Operador Nacional do Sistema, Hermes Chipp. 
Segundo ele, o problema ocorreu na interligação dos sistemas Norte e Nordeste ao sistema Sul Sudeste. 
No entanto, as causas do incêndio ainda não foram identificadas. O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico convocou uma reunião para a manhã desta sexta-feira para discutir o assunto.

Este foi o segundo apagão na Região Nordeste em 35 dias. Em 22 de setembro, um problema nas interligações Sudeste/Norte e Sudeste/Nordeste atingiu o fornecimento de energia elétrica em parte da região.
O apagão desta madrugada atingiu os estados da Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Alagoas, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe, além de parte do Pará, Tocantins e Distrito Federal.
Grandes cidades como Juazeiro do Norte (CE), Olinda (PE) e Vitória da Conquista (BA), além das capitais Salvador (BA), Aracaju (SE), Maceió (AL), Recife (PE), João Pessoa (PB), Natal (RN), Fortaleza (CE), Teresina (PI) e São Luís (MA) ainda estavam sem luz por volta das 4h (de Brasília).
Regiões dos estados do Pará e do Tocantins, incluindo as respectivas capitais Belém e Palmas, também foram atingidas. Também houve falta de energia elétrica em estados de outras regiões brasileiras, como Minas Gerais, Distrito Federal, Goiás e Mato Grosso do Sul.
Segundo o Operador Nacional do Sistema (ONS), o problema foi registrado inicialmente à 0h14 (horário de Brasília), embora alguns lugares do Nordeste tenham apresentado falhas de luz cerca de uma hora antes. 
O diretor do ONS, Hermes Chipp, disse que não se trata de um problema em cadeia, apenas um fato pontual.

Evangelho de hoje (Lucas 12,54-59)


Sexta-Feira, 26 de Outubro de 2012
29ª Semana Comum


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 54Jesus dizia às multidões: “Quando vedes uma nuvem vinda do ocidente, logo dizeis que vem chuva. E assim acontece. 55Quando sentis soprar o vento do sul, logo dizeis que vai fazer calor. E assim acontece. 56Hipócritas! Vós sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu. Como é que não sabeis interpretar o tempo presente? 57Por que não julgais por vós mesmos o que é justo?
58Quando, pois, tu vais com o teu adversário apresentar-te diante do magistrado, procura resolver o caso com ele enquanto estais a caminho. Senão ele te levará ao juiz, o juiz te entregará ao guarda, e o guarda te jogará na cadeia. 59Eu te digo: daí tu não sairás, enquanto não pagares o último centavo”.


- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

STJ- Ramon Hollerbach tem pena parcial de 14 anos de prisão

Ele é o 2º réu cuja pena está sendo fixada pelo STF no processo do mensalão


Agência Brasil
 
Débora Zampir
 
Brasília – O publicitário Ramon Hollerbach, ex-sócio de Marcos Valério em agências de publicidade em Minas Gerais, já tem pena parcial de prisão de 14 anos, três meses e 20 dias e multa aproximada de R$ 1,634 milhão pelos crimes de formação de quadrilha e de desvio de dinheiro público na Câmara dos Deputados e no Banco do Brasil. Ele é o segundo réu cuja pena está sendo fixada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na Ação Penal 470, o processo do mensalão.
Nas argumentações, os ministros destacaram que Hollerbach teve papel menor que Valério nos fatos e que por isso as penas deveriam ser mais brandas. No entanto, a Corte levou em consideração a gravidade dos crimes contra a administração pública e a sociedade para elevar as penas mínimas previstas em lei.
O julgamento começou com a análise do crime de formação de quadrilha, descrito no Capítulo 2 da denúncia do Ministério Público Federal (MPF). A faixa de punição para esse tipo de crime é um a três anos de prisão. A pena proposta pelo relator da ação penal, Joaquim Barbosa, foi seguida por unanimidade: dois anos e três meses de reclusão.
Em seguida, os ministros passaram a analisar os crimes descritos no Capítulo 3, começando pela corrupção ativa relativa ao deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP), cuja faixa de punição era de um a oito anos de prisão. A pena fixada foi de dois anos e seis meses de reclusão, além de 100 dias-multa de dez salários mínimos cada.
“Pode parecer muito baixo em relação ao que foi fixado para Marcos Valério [condenado a quatro anos e um mês pelo mesmo crime], mas eu tenho em conta para Marcos Valério não só a qualificadora específica, mas o papel largamente preponderante de Valério em toda a trama criminosa em comparação com seus dois sócios”, justificou Joaquim Barbosa.
Em relação ao crime de peculato na Câmara dos Deputados, cuja faixa de punição é dois a doze anos de prisão, mais uma vez venceu o voto de Barbosa. A pena fixada para desvio em contrato que favoreceu a agência de publicidade SMP&B foi três anos de reclusão, além de 180 dias-multa de dez salários mínimos cada.
A partir do próximo item, envolvendo desvios no Banco do Brasil, os debates ficaram mais acirrados, pois começou a votar o revisor Ricardo Lewandowski, que tem estipulado penas mais brandas em comparação às do relator. Ele não havia se pronunciado até então, porque tinha absolvido Hollerbach dos crimes anteriores.
Quanto ao crime de corrupção ativa envolvendo o ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, Lewandowski fixou pena de dois anos, o que levaria o caso à prescrição. “Não temo absolutamente a eventual ocorrência da prescrição porque, primeiro, isto é um dado objetivo da lei. E em segundo lugar, esta Corte e a Justiça tem assentado que não se pode penalizar o réu a uma sanção maior que ele deveria receber tendo em conta a demora do Estado na prestação da jurisdição.”
O caso ainda provocou discussão porque a pena usada como base, fixada por Barbosa, acabou sendo maior que a de Valério, considerado o líder do grupo. A anomalia ocorreu porque, em relação a Valério, predominou o voto de Lewandowski, que era por pena mais branda. Depois do relator readaptar o voto, a Corte acabou seguindo Barbosa por placar de 6 votos a 5, fixando pena de dois anos e oito meses de reclusão, além de 180 dias-multa de dez salários mínimos cada para Hollerbach.
No último item do Capítulo 3, que tratava de peculato por desvio de R$ 74 milhões do Fundo Visanet e do bônus de volume do Banco do Brasil, a maioria também seguiu Barbosa para condenar Hollerbach a três anos, dez meses e 20 dias, além de 190 dias-multa de dez salários mínimos cada.
Confira placar das penas já fixadas para o réu Ramon Hollerbach (ex-sócio de Marcos Valério):
Capítulo 2 – Formação de quadrilha
1) formação de quadrilha: dois anos e três meses de reclusão
Capítulo 3 – Desvio de dinheiro público
1) Câmara dos Deputados
a) corrupção ativa (de João Paulo Cunha): dois anos e seis meses de reclusão + 100 dias-multa de dez salários mínimos cada (R$ 240 mil)
b) peculato (contrato da SMP&B): três anos de reclusão + 180 dias-multa de dez salários mínimos cada (R$ 468 mil)
2) Banco do Brasil
a) corrupção ativa (de Henrique Pizzolato): dois anos e oito meses de reclusão + 180 dias-multa de dez salários mínimos cada (R$ 432 mil)
b) peculato (bônus de volume e Fundo Visanet): três anos, 10 meses e 20 dias + 190 dias-multa de dez salários mínimos cada (R$ 494 mil).

 http://www.jb.com.br

CONQUISTA E LUTAS DO SINDSEP


-->
Professor Valdeni Cruz
 25/10/2012

Como é do conhecimento de todos, a maioria dos governantes tem verdadeira aversão aos sindicatos. Aqui não me refiro exclusivamente ao nosso município, mas também. Como todos sabem o sindsep, aqui em Pentecoste, durante este tempo de existência, viveu alguns embates com o governo atual. Esses embates sempre ocorreram pelo fato de o sindicato querer fazer com que os direitos dos servidores fossem cumpridos, respeitados. Que todos os funcionários fossem reconhecidos como aqueles responsáveis pelo crescimento do município e assim sendo, fossem remunerados dignamente. Porém, passaram-se 7 anos e estes profissionais foram simplesmente deixados de lado. As vezes que nos encontramos: sindicato e governo, nada foram possíveis, pois sempre recebemos como resposta de que nada poderia ser feito por estes servidores. A resposta era sempre de que não havia recursos para dar qualquer aumento. Porém, muitos benefícios foram conseguidos via SINDSEP e ninguém vai poder negar.

Vamos relembrar:
Imagem do Google

  1. A implantação do piso salarial dos professores, que foi conseguido desde o início por causa da luta encabeçada pelo sindicato;
  2. O retorno dos agentes de endemias que haviam sidos demitidos pelo prefeito porque os mesmo não haviam votado nele.
  3. As transferências abusivas de servidores simplesmente pelo desejo de perseguição;
  4. Garantia do direito alguns professores de assumir o cargo de acordo com a classificação do concurso, pois o que estava acontecendo na época era que, em vez de chamarem as pessoas que estavam na lista de classificação do concurso, chamavam outras pessoas. O Sindicato entrou com uma ação e assim garantiu o direito destes assumirem o cargo;
  5. O sindsep lutou pela implantação do PCC do Magistério e esteve presentes em todas as etapas deste plano para que este em vez de melhorar não acabasse de vez com nossa esperanças;
  6. O sindicato, não só luta por melhores salários, mas está presente em diversos conselhos do município. Esta no Fundeb (Fundo de desenvolvimento da Educação Básica), no CAE (Conselho de Alimentação Escolar), há sempre tem representantes do Sindsep nas sessões na Câmara de vereadores, e em vários lugares que tenha como pauta a defesa da sociedade.
  7. O sindicato lutou de forma decisiva pela não aprovação da reformulação da Nova Lei Orgânica, que em vez de melhorar a vida das pessoas iria prejudicar mais ainda, retirando os direitos conquistados pelos servidores no decorrer do tempo.
  8. A luta do Sindsep pela implantação do salário mínimo para quem ganha apenas meio salário, uma questão que ainda esta nas mãos da justiça para ser cumprida;
  9. O acordo firmado entre a justiça e administração para ratear as sobras do Fundeb em forma de rateio para os professores;
  10. Acesso às folhas de pagamento concedidas pelo Ministério Público para analisar de sobras e comparar possíveis irregularidades;
  11. PROGAMA A VOZ DO SINDSEP - Durante mais de três anos o Sindsep esteve comandando um programa em uma emissora de Rádio, conhecida como FM 98,7. Programa este conhecido por grande parte da população de pentecoste, como “A VOZ DO SINDSEP, A VOZ DO POVO”. Neste programa estávamos sempre defendendo a sociedade, os servidores, os valores, os princípios e os princípios éticos e morais. Incansavelmente estávamos dizendo ao povo que era preciso mudar, agir e que não devíamos aceitar que outros nos impusessem um castigo, nos calando. Dizíamos aos cidadãos que as mudanças estavam em nossas mãos; que nós éramos os responsáveis para fazer a diferença e construir uma sociedade mais livre e mais democrática. Não hesitamos nenhuma vez sequer de propagar a liberdade de expressão e de incentivar ao povo que não aceitasse a mordaça; que eles gritassem e declarassem sua liberdade e o direito da cidadania.
  12. Durante esse tempo todo estivemos sempre na luta. Nem sempre fomos vitoriosos, mas nem por isso nos acovardamos. Tivemos derrotas, mas por eles tiramos lições continuamos o caminho. Fomos criticados, justa ou injustamente; erramos, mas sempre com a intenção de acertar.
São estas algumas das atuações de nosso SINDICATO AQUI EM PENTECOSTE. Portanto, caros amigos de Pentecostenses e servidores públicos, chegou a hora de mais uma vez lutar por esta liberdade e pela continuação desta instituição que por si só fala de seu papel e serviços inestimáveis em prol do município de Pentecoste. Devemos escolher sempre estar do lado do povo – do nosso lado. Lembre-se de uma coisa: os governantes sempre terão ao seu favor o poder e as brechas da lei. Nós, por outro lado, temos a nosso favor a Lei maior que é Constituição Federal e acima de tudo, nossa capacidade de resistir à tirania e desrespeito a cada um de nós.
Lute pela sua dignidade e dignidade dos outros. Não se acovarde, mesmo que para isso você tenha que perder algo.

INFORMAÇÕES DO TCE - MUNICÍPIO DE PENTECOSTE

PARA OS QUE GOSTAM DE FICAR INFORMADOS E SABER DE DADOS VERDADEIROS, DISPONHAM LEIA TUDO E SE INFORME. ESSES SÃO DADOS OFICIAIS. NÃO ES...