sábado, 24 de maio de 2014

PROGRAMA A VOZ DOS SINDSEP


PROGRAMA A VOZ DO SINDSEP PENTECOSTE

Daqui a pouco, ao meio dia, teremos o Programa a voz do sindsep pela Rádio Difusora Vale do Curu.
Contamos com sua audiência.
Freqüência AM
Fone: 91935480 

Mensagem do dia.

Política

O que a política?

Política é a ciência da governação de um Estado ou Nação e também uma arte de negociação para compatibilizar interesses. O termo tem origem no grego politiká, uma derivação de polis que designa aquilo que é público. O significado de política é muito abrangente e está, em geral, relacionado com aquilo que diz respeito ao espaço público.

Na ciência política, trata-se da forma de atuação de um governo em relação a determinados temas sociais e econômicos de interesse público: política educacional, política de segurança, política salarial, política habitacional, política ambiental, etc.

O sistema político é uma forma de governo que engloba instituições políticas para governar uma Nação. Monarquia e República são os sistemas políticos tradicionais. Dentro de cada um desses sistemas podem ainda haver variações significativas ao nível da organização. Por exemplo, o Brasil é uma República Presidencialista, enquanto Portugal é uma República Parlamentarista.

Num significado mais abrangente, o termo pode ser utilizado como um conjunto de regras ou normas de uma determinada instituição. Por exemplo, uma empresa pode ter uma política de contratação de pessoas com algum tipo de deficiência ou de não contratação de mulheres com filhos menores. A política de trabalho de uma empresa também é definida pela sua visão, missão, valores e compromissos com os clientes.


É natural que com o passar do tempo, seja necessário proceder a uma alteração de algumas leis ou políticas estabelecidas por um determinado país. No Brasil. a expressão "reforma política" remete para as alterações propostas para o melhoramento do sistema político e eleitoral. Essas propostas são debatidas no Congresso Nacional e são aceites ou recusadas.

Para que serve a política?



Jornalista de profissão, de paixão e de sobrevivência
 
Para que serve, afinal, a Política? 

O termo Política geralmente é utilizado para caracterizar escândalos protagonizados por figuras públicas, corrupção, jogo de interesses e fisiologismo. É natural que esse termo, assim como qualquer outro que sai das paredes positivistas da academia e se torna de uso corriqueiro, ganha uma nova amplitude semântica e se esvazia do seu verdadeiro significado. Entretanto é necessário buscar as origens para não perder de vista o verdadeiro valor da Política.
Desde a antigüidade existe a preocupação de organizar a população sob a tutela de um governo, arrecadar e geriri os recursos e garantir o bem comum. Filósofos como Platão e Aristóteles dedicaram boa parte dos seus escritos ao estudo da Política; definiram formas ideais e degeneradas de governo e exaltaram as virtudes que não só o homem público, mas todo cidadão deveria exercer (vide Ética, de Aristóteles). No entanto a gerência dos recursos do Estado não constitui por si só o objetivo geral da Política.
Não é possível comparar as formas antigas de governo com as atuais, são contextos em grande parte distintos. Mas o objetivo é o mesmo enquanto houver Política: a felicidade e o bem-estar geral. Evidentemente há implicações nem sempre tão nobres ára se chegar a esse fim, discussões bem mais amplas e dezenas de outros conceitos. Mas ao se falar de Política, não se pode esquecer dessas palavras: felicidade e bem-estar geral.


Sobre Deveres e Direitos

Introdução
Todos os brasileiros, independente da condição social, cor, etnia ou religião, possuem direitos e deveres. Portanto, os cidadãos, para exercer sua cidadania plena, precisam conhecer, ter consciência da importância e colocar em prática seus direitos (exigindo-os e usufruindo-os) e deveres (exercendo-os). Em resumo, o cidadão exerce a cidadania quando cumpre seus deveres com o Estado e a sociedade e usufrui de seus direitos.
Direitos e deveres na legislação brasileira
Os direitos e deveres do cidadão estão previstos na Constituição do Brasil, principalmente no Título II, Capítulo I (Dos direitos e deveres individuais e coletivos). 
Principais direitos e deveres do cidadão brasileiro:
DEVERES
- Respeitar e cumprir a legislação (leis) do país;
- Escolher, através do voto, os governantes do país (presidente da República, deputadores federais e estaduais; senadores, prefeitos, governadores de estados e vereadores);
- Respeitar os direitos dos outros cidadãos, sejam eles brasileiros ou estrangeiros;
- Tratar com respeito e solidariedade todos os cidadãos, principalmente os idosos, as crianças e as pessoas com deficiências físicas;
- Proteger e educar, da melhor forma possível, os filhos e outras pessoas que dependem de nós;
- Colaborar para a preservação do patrimônio histórico-cultural do Brasil;
- Ter atitudes que ajudem na preservação do meio ambiente e dos recursos naturais.
DIREITOS
- Direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade;
- Direito à educação, saúde, moradia, trabalho e lazer;
- Proteção à maternidade e à infância;
- Liberdade de manifestação de pensamento, sendo vedado o anonimato;
- Seguir a crença religiosa que desejar;
- Exercer a profissão que quiser, respeitando as exigências relacionadas às qualificações profissionais;
- Não ser tratado de forma desumana ou degradante. Não ser submetido a atos de tortura física, psicológica ou de qualquer outra natureza.
Suapesquisa.com

terça-feira, 20 de maio de 2014

'O Ceará é campeão em educação. O Ceará respira educação'


Ter, 20 de Maio de 2014 17:09
01
"É  uma grande honra participar dessa festa da educação. O dia de hoje representa um casamento. Um casamento entre a vontade de um gestor de mudar a educação do seu estado e a mobilização das pessoas. Cid Gomes é um dos poucos que pensa o estado como um todo. A gente sabe que a educação poucas vezes nos dá motivos para celebrar, mas o PAIC mostra que com parceria e em regime de colaboração é possível obter resultados vitoriosos. Para o Governo Federal o Ceara virou referência. O Ceará é campeão. O Ceará respira educação. Por isso O PNAIC é um programa inspirado no PAIC e agora o Brasil está dando o passo que esse estado deu em 2007. O Ceará tem tantos projetos que brinco que vou mudar o nome do Ministério para Ministério da Educação do Ceará" destacou o ministro da educação, José Henrique Paim, durante o anúncio dos resultados do Programa Alfabetização na idade certa (PAIC). A solenidade aconteceu nesta terça-feira (20), no Centro de Eventos do Ceará, onde o governador Cid Gomes também anunciou os resultados do Programa Aprendizagem na Idade Certa (PAIC +5) e agraciou as unidades de educação do Estado com o Prêmio Escola Nota 10.


02
Os números apresentados pelo Governado do Estado, por meio da Secretaria da Educação (Seduc), confirma o sucesso do PAIC e PAIC + 5 na educação das crianças cearenses. O PAIC avalia a alfabetização das crianças no 2º ano do Ensino Fundamental enquanto o PAIC +5, implantado em 2011, avalia a situação das crianças de 3º, 4º e 5º ano referentes às disciplinas de Português e Matemática. Os resultados mostram que de 2007, quando foi implantado o PAIC, até o ano de 2013 a média da alfabetização passou de 118.9 para 165.2. Isso representa que 81,6% das crianças cearenses estão alfabetizadas ao final do 2º ano contra 39,8% em 2007.


Já os resultados do PAIC +5 mostram que média de proficiência em Português aumentou de 167.8, em 2008, para 200.9 em 2013. A média em matemática também evoluiu, passando de 169.5 em 2008 para 210.6 em 2013. Isso mostra que em 2013, a aprendizagem dos alunos do 5º ano, nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática, melhorou em relação ao ano de 2008. Em Língua Portuguesa, o percentual de alunos das redes municipais no nível adequado subiu para 31,1%, enquanto, em 2008, o nível era de 6,8%. Em Matemática, era de 3,5% e passou para 20,5%.

03
 “O PAIC e o PAIC +5 existem fundamentalmente pelo talento, o valor e a dedicação de todos, das crianças, professores, secretários, coordenadores, diretores, prefeitos e todos que fazem a Seduc. E é papel primordial do poder público oferecer oportunidades iguais a todos os cearenses. E esse caminho de oportunidades se oferece com educação e na educação é fundamental que exista alfabetização”, disse o governador Cid Gomes.



 
Presente na solenidade, o secretário da Educação, Maurício Holanda, reforçou o compromisso de todos que fazem a Seduc, em expandir os resultados dos Programas. “Nossa meta agora é elevar os resultados do PAIC + 5 e garantir a alfabetização de 100% das crianças cearenses no 2º ano. Hoje o sentimento é de responsabilidade por essas metas e de gratidão por tudo que já foi feito”, comemorou o gestor.


04
Na ocasião o chefe do executivo lembrou que a evolução nessa área têm sido exitosa em todas avaliações da escola pública. E lembrou dos dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica  (Ideb) que aponta que o Ceará passou de 17º entre os estados do Norte e Nordeste, em 2007, para 1º lugar, em 2011, quando aconteceu a última avaliação. “Isso só mostra que aquela velha história de que investir na educação os resultados demoram a aparecer não é uma verdade. Quando há envolvimento e iniciativa os resultados acontecem e acontecem em curto espaço de tempo. Está acontecendo aqui no Ceará”, comemorou.


Prêmio Escola Nota 10
Durante a solenidade também foram premiadas as escolas que obtiveram os melhores resultados na alfabetização das crianças do 2º ano e 5º ano. Em sua sexta edição, a premiação é destinada às 150 escolas públicas que obtiveram os melhores resultados de alfabetização, tendo por base o Índice de Desempenho Escolar – Alfabetização (IDE-Alfa), dentre outros critérios, e às 150 escolas públicas que obtiveram os melhores resultados do 5º ano, tendo por base o Índice de Desempenho Escolar 5º ano – (IDE 5), entre outros critérios. A iniciativa também prevê apoio a 150 escolas que tenham obtido os menores resultados de alfabetização, no 2º ano, e em Língua Portuguesa e Matemática, no 5º ano, respectivamente.

05
Em 2008, somente 148 escolas atingiram IDE-ALFA igual ou superior a 8,5 pontos. Em 2013, o número de escolas elegíveis ficou em 321. Desse número, as 150 melhores classificadas receberam o prêmio. As escolas premiadas receberão o prêmio em dinheiro equivalente a R$ 2.000,00 por aluno avaliado por meio do Spaece, enquanto as apoiadas ganharão R$ 1.000,00.



Também na ocasião foi assinado o Termo de Repactuação entre o Governo do Estado, por meio da Seduc, e entidades parceiras do PAIC e PAIC +5. Entre as entidades que firmaram o compromisso estão a Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece); Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef); União dos Dirigentes Municipais de Educação do Ceará, além da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult). 
 



06
“Ao longo desses sete anos e cinco meses de gestão procurei me dedicar a servir os cearenses com toda minha fibra, com todo o meu tempo e com toda a minha dedicação. E nós conseguimos avançar em muitos aspectos, mesmo tendo muito o que fazer ainda. A educação pública mudou e mudou em curto espaço de tempo. E vou sentir muito orgulho em dizer aos meus netos que mudou durante o tempo que tive o privilégio de ser Governador do Ceará”, destacou Cid Gomes. Ele finalizou as fala lembrando de mais resultado exitoso na educação, fazendo referência ao anúncio do Ministro José Henrique Paim de que o Ceará tem o maior número de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio, em termos populacionais. “Mais uma vez estamos dando um exemplo. E agora as meta é com que 87% dos jovens que se inscrevem para o curso de medicina no Enem sejam oriundos das escolas públicas, é esse o objetivo que temos que ter. Sabemos que esse é um grande desafio e a caminhada para isso será longa, mais estamos hoje dando os primeiros passos”, finalizou Cid Gomes.


Prestigiaram a solenidade o vice-governador, Domingos Filho; o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, José Albuquerque; os secretários e gestores estaduais Danilo Serpa (Gabinete do Governador), Paulo Mamede (Cultura); Silvia Correia (Controladora Geral), Socorro França (Assessora Especial de Políticas sobre Drogas), a ex-secretária estadual da Educação, Izolda Cela; os deputados estaduais Ivo Gomes, Mauro Filho, Camilo Santana, Sineval Roque, Rachel Marques, Wellington Landin, Lula Morais, Dedé Teixeira e Osmar Baquit; os deputados federais Arthur Bruno e José Guimarães; o presidente em exercício da Aprece, Expedito Nascimento; o coordenador do Unicef para o Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte, Rui Aguiar; o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, prefeitos e representantes dos municípios agraciados com a premiação.

20.05.2014
Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil ( comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898)

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS PARA O MUNICÍPIO DE PENTECOSTE EM 2016

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS PARA O MUNICÍPIO DE PENTECOSTE/ CEARÁ   EXERCÍCIO: 2016 Total destinado aos favorecidos situados n...