sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Evangelho de hoje, Sexta-Feira, 22 de Fevereiro de 2013 (Mateus 16,13-19)

Cátedra de São Pedro, Apóstolo



— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 13Jesus foi à região de Cesareia de Filipe e ali perguntou aos seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” 14Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas”. 15Então Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?”16Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”.
17Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. 18Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la. 19Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

UM OLHAR SOBRE OS VEREADORES DE PENTECOSTE


Hoje estive participando da Sessão da Câmara de vereadores de Pentecoste. Estava proposto ser discutido a votação do aumento do Piso salarial dos Professores. No Entanto, foi adiado para outra data ainda não marcada, visto que na próxima quinta-feira não haverá sessão. Isso implica dizer que este mês receberemos mais uma vez o nosso salário sem este aumento. Um descaso! Como postei ontem, dinheiro tem. Até a data de ontem, já havia entrado mais de 1.500.000,00 na conta do FUNDEB.
Mas, gostaria aqui de parabenizar a atuação de nossos vereadores na Câmara hoje. Sei que é muito cedo para dizer onde estes vereadores vão chegar ou que marca deixarão neste mandato de 4 anos. Porém, posso afirmar que muita coisa mudou. Na sessão de hoje todos vereadores presentes falaram. Ao contrário da Câmara passada que a gente tinha vergonha olhar para eles. Eram apáticos e pouco ou quase nada influenciaram para que Pentecoste tivesse alcançado algum êxito da parte dos vereadores anteriores, exceto uns dois ou três, entre eles citamos Dra. Valéria.
hoje sentimos os vereadores mais entusiasmados, mais preocupados em dar uma nova cara a Câmara e ao mesmo tempo, pessoas mais conhecedora do que estavam dizendo. Claro, umas mais e outras menos. Notamos esta diferença pelos membros que formam a nova Câmara. Temos representantes do Ministério Público, temos professores que estão na ativa, tanto em nível do Ensino Fundamental, Médio, quanto no Ensino Superior. Mas também temos vereadores que são pessoas do povo, representantes de comunidade e sindicatos  agricultores etc. Entretanto, como disse, sentimos mais emoção na pessoa dos vereadores. Vejo isso com bons olhos e espero que tenhamos realmente mudanças significativas e que, de fato, a nossa política passe a ser uma referência para o Estado do Ceará. O primeiro passo já foi dado. A Câmara já criou um sit  para informa todas as atividades da Câmara, bem como de dar transparência para a população de Pentecoste, de todos os seus trabalhos. Segundo foi dito, dos 184 município cearenses, Pentecoste é o primeiro dar transparência de suas ações.
Portanto, sem querer ser apressado, vejo com muita esperança de que Pentecoste possa vir a ser um exemplo de política para o Ceará e quiçá para ao Brasil.     
Professor Valdeni Cruz  

Evangelho de hoje,Quinta-Feira, 21 de Fevereiro de 2013 (Mateus 7,7-12)

 1ª Semana da Quaresma

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 7“Pedi e vos será dado! Procurai e achareis! Batei e a porta vos será aberta! 8Pois todo aquele que pede recebe; quem procura encontra; e a quem bate a porta será aberta.
9Quem de vós dá ao filho uma pedra, quando ele pede um pão? 10Ou lhe dá uma cobra, quando ele pede um peixe? 11Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai que está nos céus dará coisas boas aos que lhe pedirem! 12Tudo quanto quereis que os outros vos façam, fazei também a eles. Nisto consiste a Lei e os Profetas”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Papa em retiro: reflexões sobre a fé como adesão consciente

Da Redação, com Rádio Vaticano



Reuters
Cardeal Ravasi conduz as meditações dos exercícios espirituais da Quaresma
A fé como adesão consciente, livre e apaixonada e o encontro do homem com o limite. Sobre estes dois temas foram desenvolvidas as meditações do Cardeal Gianfranco Ravasi nesta quarta-feira, 20, no retiro espiritual do Papa e da Cúria Romana. O Cardeal, que é presidente do Pontifício Conselho da Cultura, é o responsável pelas pregações dos Exercícios Espirituais do retiro deste ano.

A primeira meditação do Cardeal concentrou-se sobre o Salmo 130, um Salmo curto, uma espécie de símbolo de uma espiritualidade da infância e no qual encontrar a peculiaridade do crente, aquele que “tem em plenitude a sua fidelidade a Deus”, conforme precisou o Cardeal.


A liberdade, segundo lembrou o Cardeal, é outra palavra chave para o cristão. E é na imagem da “criança no seio materno”, típica da simbologia oriental, que o salmista celebra uma fé que é adesão e ao mesmo tempo uma escolha. Uma criança agora já grande, não mais embarcado pela mãe que o alimenta, mas separado por um ato de amor e liberdade.

“A fé que é adesão, mas adesão consciente, adesão livre, adesão intensa, apaixonada. Sem dúvida, não por nada, repete-se duas vezes ‘como uma criança no seio materno’ e o último versículo então é o convite a toda Israel a esperar, também a ter confiança no Senhor. Devemos aprender também nós com a grande história da espiritualidade, devemos aprendê-la, sobretudo nós, quando estamos talvez chegando a um nível de responsabilidade, de dignidade também dentro da Igreja, ou em funções de uma certa importância, do qual dependem, tantas vezes, também escolhas que afetam as pessoas. Provavelmente a tentação se ramifica em nós, leve e sutil, a tentação de ser aqueles que olham do alto”.

E é no permanecer criança que se conota a fé: o ser pequena de Santa Tereza de Lisieux – recordou o Cardeal Ravasi – mas é todo o ensinamento de Jesus que se desenvolve neste sentido. Crianças das quais aprender a pureza, mas sobretudo a confiança.

Na segunda meditação, sobre o Salmo 39, o Cardeal Ravasi concentrou-se sobre o homem criatura frágil, testado pela dor de viver, angustiado, que experimenta o limite e a finitude da sua pessoa.

“Pensemos somente na televisão, que é a verdadeira e grande Moloch dentro das casas. Já sabemos tudo sobre a moda, sobre aquilo que devemos comer, vestir, escolher, mas não temos mais – muitas vezes – uma voz que nos indica o caminho e também o sentido desta vida, sobretudo quando esta é tão frágil, tão miserável. Eis porque é importante retornar aos grandes temas. Ter a coragem de propor as grandes reflexões, creio que seja um dos grandes problemas dos jovens de hoje que não são capazes de encontrar as respostas de sentido e então se abandonam a este fluxo que está à deriva da sociedade contemporânea”.

Então, ter um senso do limite para superar a superficialidade, mas o Cardeal também enfatizou a necessidade de voltar para a "oração pobre, nu, simples" e convidou a questionar-se sobre o sofrimento com "palavras não só reconfortantes, de segunda mão e frias". Aquele que sofre, tocando de perto o limite, descobre estar em crise. Mas, conforme concluiu o Cardeal, apesar das trevas, a experiência cristã abre sempre a um horizonte de luz para o qual a escuridão não tem nunca a última palavra.

Na meditação de ontem, Cardeal Ravasi falou sobre o homem e o olhar de Deus sobre ele. A criatura humana, conforme destacou, transforma-se o “lugar no qual interceptar a presença de Deus”, já no embrião Deus vê “o esplendor e as misérias”. A tarefa do homem que tem uma “aliança com Deus” é “representar o seu Senhor”.
Fonte: Canção Nova Notícias
 

Evangelho de hoje, Quarta-Feira, 20 de Fevereiro de 2013 (Lucas 11,29-32)

 1ª Semana da Quaresma

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 29quando as multidões se reuniram em grande quantidade, Jesus começou a dizer: “Esta geração é uma geração má. Ela busca um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal de Jonas.
30Com efeito, assim como Jonas foi um sinal para os ninivitas, assim também será o Filho do Homem para esta geração. 31No dia do julgamento, a rainha do Sul se levantará juntamente com os homens desta geração, e os condenará. Porque ela veio de uma terra distante para ouvir a sabedoria de Salomão. E aqui está quem é maior que Salomão.
32No dia do julgamento, os ninivitas se levantarão juntamente com esta geração e a condenarão. Porque eles se converteram quando ouviram a pregação de Jonas. E aqui está quem é maior do que Jonas”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Dilma tenta fazer seu pé de meia em cima de Programas sociais para reeleição e 2014


Rafael Moraes Moura e Lilian Venturini, de O Estado de S.Paulo
 
Em clima de palanque e com frases de efeito, a presidente Dilma Rousseff anunciou nesta terça-feira, 19, a ampliação do número de brasileiros atendidos pelo programa Brasil Sem Miséria, o que permitirá ao governo dizer que retirou 22 milhões de pessoas da miséria. "O Brasil vira uma página decisiva na longa história de exclusão social", disse Dilma durante cerimônia no Palácio do Planalto.
 
A erradicação da pobreza extrema foi uma das promessas de campanha da petista. "Não estamos dizendo que não haja mais brasileiros extremamente pobres. O que estamos garantindo é que o mais difícil já foi feito. Dito em outras palavras: por não termos abandonando o nosso povo, a miséria está nos abandonando", afirmou a presidente.
 
Acompanhada da ministra do Desenvolvimento Social, Tereza Campello, Dilma assinou a Medida Provisória que garante complemento em dinheiro para 2,5 milhões de pessoas com renda per capita inferior a R$ 70 - patamar estabelecido para o enquadramento na faixa de extrema pobreza. "Sim, nós construímos a tecnologia social mais avançada do mundo", disse Dilma.
 
O benefício é para pessoas que recebem o Bolsa Família, mas possuem renda per capita inferior a R$ 70 e, além disso, não se encaixam nas regras do programa Brasil Carinhoso, que só contempla quem tem filhos de até 15 anos. O governo avalia que a complementação de renda, a ser paga a partir de março, representará um custo adicional de R$ 773 milhões só neste ano.
 
Dilma enfatizou que o modelo de desenvolvimento construído no Brasil desafia a "lógica simplista, o disse me disse da política pequena". O modelo, segundo ela, seria incompreendido pelos "conservadores". "É por isso que as correntes do pensamento conservador, aquelas mesmas correntes que quase empurram o mundo para o abismo da crise, insistem em não entender o Brasil e a originalidade do nosso modelo."
Slogan. Ao final da cerimônia, Dilma chamou atenção para faixa com o slogan "O fim da miséria é só um começo", usada para enfeitar a cerimônia. A frase, de autoria do marqueteiro João Santana, faz parte das ações da presidente para cumprir a promessa de erradicar a pobreza extrema no País, provável tema de sua campanha à reeleição em 2014.
 
Abaixo, os principais momentos da cerimônia:
 
12h36 -
Dilma: "Quero aproveitar o espírito de competição para propor um campeonato pela justiça e igualdade. Vamos desvelar e varrer por completo a pobreza extrema e invisível do nosso território." "Vamos vencer esse campeonato e aí vamos entrar para história como um país que de forma acelerada e determinada eliminou a pobreza extrema." "Vejo aqui nessa parede a frase "O fim da miséria é só um começo". Pra mim, essa frase é irmã de "País rico é país sem pobreza". (...) Sinto hoje imensa alegria ao ver que, juntos, tornamos possível de realizar a meta de atingir o fim da pobreza extrema no País. (...) Temos que vê-la como um início, nada mais que um início." Dilma encerra seu discurso.
 
12h34 - Dilma: "Sabemos que a superação da miséria não se faz apenas pela renda. (...) O grande começo que estamos apreendendo (agora) é o acesso ao emprego para os adultos e o acesso de educação de qualidade para crianças e jovens." "Nosso desafio agora é garantir a educação integral e creche para os integrantes do Bolsa Família." Dilma destaca a participação dos Estados e municípios na elaboração e atualização do cadastro e busca de famílias em situação de pobreza ainda não atendidos pelo governo.
 
12h28 -
Dilma: "O marco que comemoramos hoje não se deu por mágica nem foi fruto do acaso. É fruto de 10 anos de tentativa e de coragem de execução. Quando se tem boa política e se dá continuidade a ela, os números se ampliam." "O Brasil Sem Miséria é hoje o plano social mais focado, mais amplo e mais moderno do mundo."
 
12h21 -
Dilma: "Nós construímos a tecnologia social mais avançada do mundo. Um país só pode tirar 36 milhões de pessoas da miséria com o Bolsa Família, quando, além de ter sensibilidade, possui também capacidade técnica, qualidade de gestão, honestidade moral e coragem política para gerar um feito dessa magnitude." "Priorizamos as mulheres, as mães, como as recebedoras dos recursos do Bolsa Família." "Não estamos apenas conseguindo extinguir a miséria, como estamos exportando a tecnologia social. (...) Um fato que nos diferencia entre as nações e é diferente do que está sendo praticado no mundo." "É por isso que as correntes do pensamento conservador insistem em não entender o Brasil e a originalidade de nosso modelo."
 
12h16 - Presidente Dilma: "Nessa sala eu já assinei vários atos. Nenhum deles têm a força simbólica e a marca desse ato que hoje assino. Com ele o Brasil vira uma página decisiva na longa história de exclusão social." "Nesse ato há um detalhe marcante: eles são dos últimos brasileiros (inscritos nos programas do governo) extremamente pobres a transporem a linha da miséria. Não estamos dizendo que não haja mais brasileiros extremamente pobre (...) por isso o Estado deve ir atrás. O que estamos garantindo é que o mais difícil já foi feita. Que superemos prazos e metas e que falta pouco. É isso o que estamos dizendo. Dito em outras palavras: por não termos abandonando no nosso povo, a miséria está nos abandonando."
 
12h07 -
Governador de Sergipe: "Hoje é um dia histórico para aqueles que integram seu governo. É um dia histórico para os prefeitos, sem os quais essa meta não seria alcançada", diz Marcelo Déda em um discurso repleto de elogios aos governos Dilma e Lula e com direito a referências a Camões e Fernando Pessoa. Foi aplaudido de pé ao final do discurso. Dilma assina a Medida Provisória que amplia o número de famílias que poderão receber recursos e, assim, saírem da linha de extrema pobreza.
 
11h58 -
O governador sergipano afirma que o slogan usado por Dilma ("O fim da miséria é só um começo") não é apenas marca da administração, mas o compromisso político da presidente. A exemplo da prefeita de Arapiraca, o governador petista rasga elogios a Dilma. O slogan usado para o programa deve ser usado na campanha eleitoral da presidente em 2014.
 
11h54 -
Prefeita de Arapiraca (AL), Célia Rocha, discursou. Agora o governador de Sergipe, Marcelo Déda (PT), tem a palavra.
 
11h44 -
A ministra afirma que agora o foco da pasta é identificar as famílias ainda não contempladas pelos programas de renda. "Já localizamos quase 800 mil famílias (ainda não cadastradas) e com apoio dos prefeitos pretendemos localizar outras 700 mil, que é nossa estimativa." "Não vamos nos limitar à miséria monetária", diz a ministra para afirmar que o Cadastro Único serve de guia para ações nas áreas de educação e de trabalho. "É o mapa da pobreza", define.
 
11h39 -
Segundo a ministra, 70% dos chefes de família beneficiados pelo Bolsa Família trabalham, mas são mal-remunerados. Os critérios de repasse de recurso vão levar em consideração o grau de pobreza. A expectativa é de que, com a medida anunciada nesta terça, 2,5 milhões de pessoas deixarão a linha de extrema pobreza. Com isso, o governo atinge 22 milhões de atendidos pelo programa. Os R$ 70 são o patamar estabelecido para o enquadramento na faixa de extrema pobreza.
 
11h31 -
Ministra resgata programas do governo Lula na área social, como o Bolsa Família. Afirma que o Brasil Carinhoso, lançado por Dilma, mudou as formas de repasse de renda do Bolsa Família. Anuncia que a partir de 18 de março os beneficiários do Bolsa Família vão receber R$ 70. "São os últimos beneficiários a ultrapassar a linha da miséria", diz a ministra.
 
11h26 - Após exibição de um filme institucional sobre o programa Brasil Sem Miséria, a ministra do Desenvolvimento Social,
 
Tereza Campello, abre a cerimônia.

Conclave terá 19 cardeais da América Latina

Gaudium Press

Arquivo
Segundo o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, o conclave pode começar no início de março.
De acordo com estatísticas do Colégio Cardinalício publicadas pela Sala de Imprensa da Santa Sé, a América Latina conta com 19 Cardeais que participarão do Conclave que elegerá o próximo Papa.
O maior número de cardeais na América Latina pertence ao Brasil com cinco eleitores. Logo depois vem o México com três e a Argentina com dois. Colômbia, Chile, Venezuela, Honduras, República Dominicana, Cuba, Peru, Bolívia e Equador, possuem um Cardeal em cada um dos países.

Do Brasil: Dom Geraldo Majella Agnello, Arcebispo emérito de Salvador (BA); Dom Raymundo Damasceno Assis, Arcebispo de Aparecida (SP); Dom João Braz de Aviz, Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e Sociedades de Vida Apostólica e Arcebispo emérito de Brasília (DF); Dom Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo (SP); Dom Cláudio Hummes OFM, Prefeito emérito da Congregação para o Clero e Arcebispo emérito de São Paulo (SP).
Do México: Dom Juan Sandoval Íñiguez, Arcebispo emérito de Guadalajara; Dom Norberto Rivera Carrera, Arcebispo do México; Dom Francisco Robles Ortega, Arcebispo de Guadalajara.
Da Argentina: Dom Jorge Mario Bergoglio, Arcebispo de Buenos Aires; Dom Leonardo Sandri, Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais.
Da Colômbia: Dom Rubén Salazar Gómez, Arcebispo de Bogotá.
Do Chile: Dom Francisco Javier Errázuriz Ossa (Padres de Schoenstatt), Arcebispo emérito de Santiago.
Da Venezuela: Dom Jorge Liberato Urosa Savino, Arcebispo de Caracas.
De Honduras: Dom Oscar Andrés Rodríguez Maradiaga SDB, Arcebispo de Tegucigalpa.
Da República Dominicana: Dom Nicolás de Jesús López Rodríguez, Arcebispo de Santo Domingo.
De Cuba: Dom Jaime Lucas Ortega y Alamino, Arcebispo de San Cristóbal de La Habana.
Do Peru: Dom Juan Luis Cipriani Thorne, Arcebispo de Lima.
Da Bolívia: Dom Julio Terrazas Sandoval C.SS.R., Arcebispo de Santa Cruz de la Sierra.
Do Equador: Dom Raúl Eduardo Vela Chiriboga, Arcebispo emérito de Quito.

Fonte: Canção Nova Notícias

Evangelho de hoje, Terça-Feira, 19 de Fevereiro de 2013 (Mateus 6,7-15)


1ª Semana da Quaresma

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 7“Quando orardes, não useis muitas palavras, como fazem os pagãos. Eles pensam que serão ouvidos por força das muitas palavras.
8Não sejais como eles, pois vosso Pai sabe do que precisais, muito antes que vós o peçais. 9Vós deveis rezar assim: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; 10venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como nos céus. 11O pão nosso de cada dia dá-nos hoje. 12Perdoa as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido, 13e não nos deixes cair em tentação, mas livra-nos do mal.
14De fato, se vós perdoardes aos homens as faltas que eles cometeram, vosso Pai que está nos céus também vos perdoará. 15Mas, se vós não perdoardes aos homens, vosso Pai também não perdoará as faltas que vós cometestes”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Bento XVI convida Igreja a superar "orgulho e egoísmo


Agência Ecclesia


Clarissa Oliveira / CN Roma
''Peço-vos que continueis a rezar por mim e pelo próximo Papa...'', convidou Bento XVI
O Papa Bento XVI convidou neste domingo, 17, os membros da Igreja a superarem o “orgulho e egoísmo” nas suas vidas e pediu orações por si e pelo seu sucessor, a poucos dias de concluir o pontificado por ter apresentado a renúncia.


“Peço-vos que continueis a rezar por mim e pelo próximo Papa, bem como pelos exercícios espirituais, que vou começar nesta tarde com os membros da Cúria Romana”, disse o Papa, em espanhol, diante de aproximadamente 50 mil peregrinos reunidos na Praça de São Pedro para a recitação do Angelus.


Num dos últimos encontros com peregrinos antes de 28 de fevereiro, Bento XVI mostrou-se "profundamente agradecido" pelas “orações e apoio” que tem recebido por parte dos fiéis desde que apresentou a sua resignação, na segunda-feira, 11.

A tradicional catequese destes encontros de oração foi dedicada ao episódio do evangelho das “tentações” de Jesus, a partir das quais o Papa alertou para a necessidade de os católicos rejeitarem os apelos “do egoísmo e o orgulho, do dinheiro e do poder”.

“A Igreja, que é mãe e mestra, chama todos os seus membros a renovar-se no espírito, a reorientar-se decididamente para Deus, renegando o orgulho e o egoísmo para viver no amor”, declarou.

Bento XVI referiu que Jesus teve de “desmascarar e recusar as falsas imagens do Messias” que se revelavam também “falsas imagens do homem, que em todos os tempos seduzem a consciência, travestindo-se de propostas convenientes e eficazes”.

“Neste Ano da Fé, a Quaresma é um tempo favorável para redescobrir a fé em Deus como critério-base da nossa vida e da vida da Igreja. Isso comporta sempre uma luta, um combate espiritual”, acrescentou.

Segundo o Papa, o “núcleo central” das tentações consiste em “instrumentalizar Deus para os próprios fins” dando mais importância “ao sucesso e aos bens materiais”.

“Desta maneira, Deus torna-se secundário, reduz-se a um meio, torna-se definitivamente irreal, já não conta, desvanece-se. Em última análise, nas tentações está em jogo a fé, porque está em jogo Deus”, precisou.

A intervenção de Bento XVI deixou votos de que a Quaresma, tempo de preparação para a Páscoa iniciado esta quarta-feira, seja para os católicos “caminho de uma autêntica conversão para Deus e tempo de partilha intensa” da fé em Jesus Cristo.

O Papa e os seus mais diretos colaboradores iniciam esta tarde uma semana de oração e reflexão, durante a qual são suspensos todos os compromissos públicos no Vaticano.

"Obrigado a todos vós", disse, em resposta aos aplausos das pessoas presentes na Praça de São Pedro.

O encontro serviu como momento de homenagem e saudação por parte da comunidade e da cidade de Roma ao Papa.

O próximo encontro de Bento XVI com os fiéis vai decorrer no dia 24, com a recitação dominical do Angelus, seguindo-se a última audiência pública do pontificado, dia 27 de fevereiro, iniciativa para a qual já estão inscritas 35 mil pessoas, segundo o Vaticano.

O último dia do pontificado, em 28 deste mês, inclui um encontro de despedida dos cardeais, pelas 11h00 (Roma), antes da partida em helicóptero, rumo à residência pontifícia de Castel Gandolfo, nos arredores de Roma, marcada para as 17h00.

Fonte: Canção Nova

Evangelho de hoje, Segunda-Feira, 18 de Fevereiro de 2013 (Mateus 25,31-46)


1ª Semana da Quaresma


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 31“Quando o Filho do Homem vier em sua glória, acompanhado de todos os anjos, então se assentará em seu trono glorioso. 32Todos os povos da terra serão reunidos diante dele, e ele separará uns dos outros, assim como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. 33E colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda. 34Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Vinde benditos de meu Pai! Recebei como herança o Reino que meu Pai vos preparou desde a criação do mundo! 35Pois eu estava com fome e me destes de comer; eu estava com sede e me destes de beber; eu era estrangeiro e me rece­bestes em casa; 36eu estava nu e me vestistes; eu estava doente e cuidastes de mim; eu estava na prisão e fostes me visitar’. 37Então os justos lhe perguntarão: ‘Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? Com sede e te demos de beber? 38Quando foi que te vimos como estrangeiro e te recebemos em casa, e sem roupa e te vestimos? 39Quando foi que te vimos doente ou preso, e fomos te visitar?’ 40Então o Rei lhes responderá: ‘Em verdade eu vos digo, que todas as vezes que fizestes isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizestes!’ 41Depois o Rei dirá aos que estiverem à sua esquerda: ‘Afastai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno, preparado para o diabo e para os seus anjos. 42Pois eu estava com fome e não me destes de comer; eu estava com sede e não me destes de beber; 43eu era estrangeiro e não me recebestes em casa; eu estava nu e não me vestistes; eu estava doente e na prisão e não fostes me visitar’. 44E responderão também eles: ‘Senhor, quando foi que te vimos com fome, ou com sede, como estrangeiro, ou nu, doente ou preso, e não te servimos?’ 45Então o Rei lhes responderá: ‘Em verdade eu vos digo, todas as vezes que não fizestes isso a um desses pequeninos, foi a mim que não o fizestes!’ 46Portanto, estes irão para o castigo eterno, enquanto os justos irão para a vida eterna”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Evangelho de hoje, Domingo, 17 de Fevereiro de 2013 (Lucas 4,1-13)


 1º Domingo da Quaresma

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 1Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão, e, no deserto, ele era guiado pelo Espírito. 2Ali foi tentado pelo diabo durante quarenta dias. Não comeu nada naqueles dias e, depois disso, sentiu fome. 3O diabo disse, então, a Jesus: “Se és Filho de Deus, manda que esta pedra se mude em pão”. 4Jesus respondeu: “A Escritura diz: ‘Não só de pão vive o homem’”
5O diabo levou Jesus para o alto, mostrou-lhe por um instante todos os reinos do mundo 6e lhe disse: “Eu te darei todo este poder e toda a sua glória, porque tudo isto foi entregue a mim e posso dá-lo a quem quiser. 7Portanto, se te prostrares diante de mim em adoração, tudo isso será teu”.
8Jesus respondeu: “A Escritura diz: ‘Adorarás o Senhor teu Deus, e só a ele servirás’”.
9Depois o diabo levou Jesus a Jerusalém, colocou-o sobre a parte mais alta do Templo e lhe disse: “Se és Filho de Deus, atira-te daqui abaixo! 10Porque a Escritura diz: ‘Deus ordenará aos seus anjos a teu respeito, que te guardem com cuidado!’ 11E mais ainda: ‘Eles te levarão nas mãos, para que não tropeces em alguma pedra’”.
12Jesus, porém, respondeu: “A Escritura diz: ‘Não tentarás o Senhor teu Deus’”.
13Terminada toda a tentação, o diabo afastou-se de Jesus, para retornar no tempo oportuno.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

INFORMAÇÕES DO TCE - MUNICÍPIO DE PENTECOSTE

PARA OS QUE GOSTAM DE FICAR INFORMADOS E SABER DE DADOS VERDADEIROS, DISPONHAM LEIA TUDO E SE INFORME. ESSES SÃO DADOS OFICIAIS. NÃO ES...