sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Proclamação da República marcada pela prisão dos condenados do mensalão


Deodoro da Fonseca: executor de uma mudança construída ao longo do tempo.
O processo histórico em que se desenvolveu o fim do regime monárquico brasileiro e a ascensão da ordem republicana no Brasil perpassa por uma série de transformações em que visualizamos a chegada dos militares ao poder. De fato, a proposta de um regime republicano já vivia uma longa história manifestada em diferentes revoltas. Entre tantas tentativas de transformação, a Revolução Farroupilha (1835-1845) foi a última a levantar-se contra a monarquia.

Podemos destacar a importância do processo de industrialização e o crescimento da cafeicultura enquanto fatores de mudança sócio-econômica. As classes médias urbanas e os cafeicultores do Oeste paulista buscavam ampliar sua participação política através de uma nova forma de governo. Ao mesmo tempo, os militares que saíram vitoriosos da Guerra do Paraguai se aproximaram do pensamento positivista, defensor de um governo republicano centralizado.

Além dessa demanda por transformação política, devemos também destacar como a campanha abolicionista começou a divulgar uma forte propaganda contra o regime monárquico. Vários entusiastas da causa abolicionista relacionavam os entraves do desenvolvimento nacional às desigualdades de um tipo de relação de trabalho legitimado pelas mãos de Dom Pedro II. Dessa forma, o fim da monarquia era uma opção viável para muitos daqueles que combatiam a mão de obra escrava.

Até aqui podemos ver que os mais proeminentes intelectuais e mais importantes membros da elite agroexportadora nacional não mais apoiavam a monarquia. Essa perda de sustentação política pode ser ainda explicada com as consequências de duas leis que merecem destaque. Em 1850, a lei Eusébio de Queiroz proibiu a tráfico de escravos, encarecendo o uso desse tipo de força de trabalho. Naquele mesmo ano, a Lei de Terras preservava a economia nas mãos dos grandes proprietários de terra.

O conjunto dessas transformações ganhou maior força a partir de 1870. Naquele ano, os republicanos se organizaram em um partido e publicaram suas ideias no Manifesto Republicano. Naquela altura, os militares se mobilizaram contra os poderes amplos do imperador e, pouco depois, a Igreja se voltou contra a monarquia depois de ter suas medidas contra a presença de maçons na Igreja anuladas pelos poderes concedidos ao rei.

No ano de 1888, a abolição da escravidão promovida pelas mãos da princesa Isabel deu o último suspiro à Monarquia Brasileira. O latifúndio e a sociedade escravista que justificavam a presença de um imperador enérgico e autoritário, não faziam mais sentido às novas feições da sociedade brasileira do século XIX. Os clubes republicanos já se espalhavam em todo o país e naquela mesma época diversos boatos davam conta sobre a intenção de Dom Pedro II em reconfigurar os quadros da Guarda Nacional.

A ameaça de deposição e mudança dentro do exército serviu de motivação suficiente para que o Marechal Deodoro da Fonseca agrupasse as tropas do Rio de Janeiro e invadisse o Ministério da Guerra. Segundo alguns relatos, os militares pretendiam inicialmente exigir somente a mudança do Ministro da Guerra. No entanto, a ameaça militar foi suficiente para dissolver o gabinete imperial e proclamar a República.

O golpe militar promovido em 15 de novembro de 1889 foi reafirmado com a proclamação civil de integrantes do Partido Republicano, na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro. Ao contrário do que aparentou, a proclamação foi consequência de um governo que não mais possuía base de sustentação política e não contou com intensa participação popular. Conforme salientado pelo ministro Aristides Lobo, a proclamação ocorreu às vistas de um povo que assistiu tudo de forma bestializada.


Por Rainer Sousa
Graduado em História
Equipe Brasil Escola


Comentário Valdeni Cruz


Tinha que ser numa data como esta em que estes infelizes do mensalão foram enviados pro cadeia. É um exemplo péssimos para o país, pois aqueles dizem ter lutado tanto pelo país se tornam réus de um dos maiores escândalos deste país.
Ninguem se gloria por alguém ser preso, agora dizer que estes infelizes são inocentes,ai já quem pensa isso são podemos considerar imbecis e desclassificar o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL DO BRASIL.
Eles precisam, não ser preso, mas devolver todo o dinheiro desviado aos cofres públicos. Precisam de punição exemplar. São do vermes de nossa política, os leões  em forma de gente. Mas finalmente podemos ter esperanças na justiça de nosso país.

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Dilma Rousseff veta projeto que criaria novos municípios no País


A proposta acarretaria, segundo Dilma, no aumento das despesas dos Estados. Conforme o Ministério da Fazenda, não há receitas suficientes que permitam a cobertura dos novos gastos

Dilma Rousseff
O despacho presidencial ao Congresso foi publicado nesta quinta (14) em edição extra no Diário Oficial da União (Wilson Dias/ABr)
A presidenta Dilma Rousseff vetou integralmente o Projeto de Lei 98/2002 que criava, incorporava, fundia e desmembrava municípios. No despacho presidencial ao Congresso, publicado hoje em edição extra no Diário Oficial da União, Dilma diz que a proposta de lei devolvida ao Congresso contraria “o interesse público”. A matéria foi devolvida hoje ao presidente do Legislativo, Renan Calheiros (PMDB-AL) que terá que colocar o veto para a análise dos deputados e senadores.
Segundo o despacho presidencial, o Ministério da Fazenda ponderou que a medida expandiria “a expansão expressiva do número de municípios” o que acarretaria no aumento das despesas do Estado com a manutenção da estrutura administrativa e representativa. O ministério ponderou, ainda, que o crescimento de despesas não será acompanhado por receitas que permitam a cobertura dos novos gastos, “o que impactará negativamente a sustentabilidade fiscal e a estabilidade macroeconômica”.
Além disso, os técnicos da área econômica destacaram que, com o crescimento de municípios brasileiros, haveria uma “pulverização” na repartição do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Isso, acrescentam na justificativa para o veto presidencial, acarretaria em prejuízos para as cidades menores, além de maiores dificuldades financeiras.
Fonte:
http://acritica.uol.com.br

Evangelho de hoje, 14 de novembro de 2013

Evangelho (Lc 17,20-25)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 20os fariseus perguntaram a Jesus sobre o momento em que chegaria o Reino de Deus. Jesus respondeu: “O Reino de Deus não vem ostensivamente. 21Nem se poderá dizer: ‘Está aqui’ ou ‘Está ali’, porque o Reino de Deus está entre vós”.
22E Jesus disse aos discípulos: “Dias virão em que desejareis ver um só dia do Filho do Homem e não podereis ver. 23As pessoas vos dirão: ‘Ele está ali’ ou ‘Ele está aqui’. Não deveis ir, nem correr atrás. 24Pois, como o relâmpago brilha de um lado até o outro do céu, assim também será o Filho do Homem, no seu dia. 25Antes, porém, ele deverá sofrer muito e ser rejeitado por esta geração”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

Fechamento de prisões - Suécia fecha quatro presídios por falta de detentos


Taxa de ocupação do sistema carcerário do país vem caindo desde 2004

Suécia
Vista da cidade de Estocolmo, na Suécia (Thinkstock)
A Suécia passa por uma drástica queda no número de prisões nos últimos dois anos e, por esse motivo, as autoridades decidiram fechar quatro penitenciárias e um centro de detenção, informa reportagem do jornal britânico The Guardian. "Vemos um declínio extraordinário no número de detentos. Agora temos a oportunidade de fechar parte de nossa infraestrutura", disse Nils Oberg, diretor de Serviços Penitenciários do país.
O serviço penitenciário sueco fechou presídios em quatro cidades: Aby, Haja, Bashagen e Kristianstad. Dois desses prédios devem ser vendidos para a iniciativa privada e os outros dois devem abrigar temporariamente outras instituições estatais.

Leia também

O número de detentos na Suécia vinha sendo reduzido em cerca de 1% ao ano desde 2004. Entre 2011 e 2012, a redução ampliou para 6% ao ano, taxa que deve ser mantida em 2013 e 2014. Oberg declarou que a abordagem liberal adotada pela Suécia quanto às prisões, com prioridade na reabilitação de prisioneiros e trabalhos voluntários, influenciou a queda de ocupação no sistema prisional do país.
"Nós acreditamos que os esforços em investir na reabilitação e prevenção de recaída de crimes tiveram um impacto", disse Oberg. Tribunais suecos vêm adotando penas mais brandas para crimes relacionados com drogas após uma decisão da Suprema Corte em 2011, explicando, pelo menos, parte da queda brusca do número de detenções.
O governo sueco, no entanto, vai manter a opção de reabrir pelo menos duas das prisões fechadas se o número de detentos voltar a crescer. "Nós não estamos no ponto de concluir que esta [queda das prisões] é uma tendência de longo prazo e que é uma mudança de paradigma", disse Oberg. "O que temos certeza é de que a pressão sobre o sistema de justiça criminal tem caído acentuadamente nos últimos anos", concluiu.
População carcerária – Segundo dados compilados pela organização World Prison Brief (WPB), os Estados Unidos têm a maior população carcerária do mundo, com 2 239 751 de detentos. A China ocupa o segundo lugar com 1 640 000 pessoas atrás das grades. Os presos da Rússia totalizam 681 600 pessoas e, em quarto lugar, está o Brasil, com 548 003 encarcerados. A Suécia tem 4 852 presos.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

PENTECOSTE: SINDSEP TERÁ REUNIÃO COM GESTÃO MUNICIPAL NESTA QUINTA-FEIRA

negociação coletiva

Nesta quinta-feira, 14 de novembro, a partir das 15h00min, o Sindicato dos Servidores Públicos de Pentecoste (SindSep), estará tentando junto a Administração a garantia de alguns direitos ainda não respeitados pelo município.

Com a negociação já agendada, o sindicato pretende exigir a garantia do PCCR da saúde, reformulação do PCCR Administrativo, o cumprimento do PCCR da Educação, reajuste salarial, direitos como adicional noturno, insalubridade, concurso público, dentre outros direitos não assegurados.

O sindicato pede que os servidores acompanhem todo o processo e compreendam que o fortalecimento do sindicato está em cada servidor que deseja a garantia de seus direitos.
  


Fonte: SindSep Pentecoste

MAIS UMA VITÓRIA DO SINDICATO DE PENTECOSTE.


É PRECISO ACREDITAR PARA VENCER.





Finalmente, após tantos anos de espera, os servidores de Pentecoste, os que tratam do salário mínimo, poderão ter a garantia de seu direito. O Processo percorreu a todas as instâncias desde 2007, onde sempre tínhamos a garantia de que o Município deveria pagar o salário independente da carga horária. A Prefeitura desde aquela época gastou rios de dinheiro com o processo para não cumprir um direito Constitucional, chegou a pedir  acórdão em Brasília. O Processo retornou a Pentecoste em 10 de dezembro de 2011, e desde este período o Sindicato faz plantão no Fórum na tentativa de se ter resultados. 
Após tanta espera, o Sindicato resolveu denunciar a CNJ ( Conselho Nacional de Justiça) onde, com muita rapidez entrou em contato afirmando resolver tal problema, lembrando que a Justiça do Ceará está na relação do CNJ como um dos Estados onde tem a maior lentidão na justiça.
Após tanta luta, tantas barreiras, o Sindsep Pentecoste consegue mais uma vez esta grande vitória que é a garantia do pagamento do salário mínimo independente da carga horária. Para melhor entender, o Município no ano de 2003 fez um concurso com a carga horária de (20) vinte horas e pagava seus funcionários proporcional a carga trabalhada, ato inconstitucional. A Constituição Federal é claríssima quando afirma que o salário mínimo deve ser pago a todos os trabalhadores brasileiros.
Vale salientar que, ainda hoje temos servidores com (1/2) meio salário no Município.
Ressaltamos ainda que, aqueles servidores que fizeram o concurso de 2003, com a carga de (20) vinte horas, terão seu direito ao salário mínimo, mesmo com esta carga horária.
E para finalizar, o Sindicato desde sua fundação tentou por muitas vezes negociar com a Administração para que situações ilegais fossem resolvidas, e quase sempre ouvíamos que procurássemos a Justiça, que mesmo lenta traz resultados.
Parabéns a todos os servidores que com muita honra os representamos.

Claudia Melo
Sec. de Finanças

PENTECOSTE: SINDSEP COMPLETA NOVE ANOS DE LUTA


sinsep.


“são nove anos de criação do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Pentecoste. Uma instituição que tem e sempre teve o objetivo principal de representar os servidores na luta pela melhoria da qualidade de vida e de trabalho, seja na mesa de negociação com as Administrações, seja diante do Ministério Público, seja movendo ações na Justiça, nas paralisações, nas ruas, seja nos locais de trabalho. É conscientizando sobre a importância de cada servidor na luta por melhorias, é informando sobre a luta sindical no município, é levantando a bandeira para defender aquilo que tem defesa, é buscando a concretização de direitos nunca respeitados.

Comemoramos hoje, o respeito e o reconhecimento que o Sindicato adquiriu ao longo desses 9 anos de muito trabalho e, com chave de ouro, a execução da ação judicial que garante que todos os servidores recebam o salário mínimo.”

Página do Facebook da Entidade 

Sindsep Pentecoste

LITURGIA PARA ESTE DIA 13 DE NOVEMBRO - QUARTA-FEIRA

DIA 13 DE NOVEMBRO - QUARTA-FEIRA

XXXII SEMANA DO TEMPO COMUM
(VERDE – OFÍCIO DO DIA)

Antífona da entrada: Chegue até vós a minha súplica; inclinai vosso ouvido à minha prece (Sl 87,3).
Oração do dia
Deus de poder e misericórdia, afastai de nós todo obstáculo para que, inteiramente disponíveis, nos dediquemos ao vosso serviço. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Leitura (Sabedoria 6,1-11)
Leitura do livro da Sabedoria.
6 1 Ouvi, pois, ó reis, e entendei; aprendei vós que governais o universo! 
2 Prestai ouvidos, vós que reinais sobre as nações e vos gloriais do número de vossos povos! 
3 Porque é do Senhor que recebestes o poder, e é do Altíssimo que tendes o poderio; é ele que examinará vossas obras e sondará vossos pensamentos! 
4 Se, ministros do reino, vós não julgastes eqüitativamente, nem observastes a lei, nem andastes segundo a vontade de Deus, 
5 ele se apresentará a vós, terrível, inesperado, porque aqueles que dominam serão rigorosamente julgados. 
6 Ao menor, com efeito, a compaixão atrai o perdão, mas os poderosos serão examinados sem piedade. 
7 O Senhor de todos não fará exceção para ninguém, e não se deixará impor pela grandeza, porque, pequenos ou grandes, é ele que a todos criou, e de todos cuida igualmente; 
8 mas para os poderosos o julgamento será severo. 
9 É a vós, pois, ó príncipes, que me dirijo, para que aprendais a Sabedoria e não resvaleis, 
10 porque aqueles que santamente observarem as santas leis serão santificados, e os que as tiverem estudado poderão justificar-se. 
11 Anelai, pois, pelas minhas palavras, reclamai-as ardentemente e sereis instruídos. 
Palavra do Senhor.
Salmo responsorial 81/82
Levantai-vos, ó Senhor, julgai a terra! 

“Fazei justiça aos indefesos e aos órfãos, 
ao pobre e ao humilde absolvei! 
Libertai o oprimido, o infeliz, 
da mão dos opressores arrancai-os!” 

Eu disse: “Ó juízes, vós sois deuses, 
sois filhos todos vós do Deus Altíssimo! 
E, contudo, como homens morrereis, 
caireis como qualquer dos poderosos!”
Evangelho (Lucas 17,11-19)
Aleluia, aleluia, aleluia.
Em tudo Dai graças, pois esta é a vontade de Deus para convosco, em Cristo o Senhor (1Ts 5,18),

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas.

17 11 Sempre em caminho para Jerusalém, Jesus passava pelos confins da Samaria e da Galiléia. 
12 Ao entrar numa aldeia, vieram ao encontro de Jesus dez leprosos, que pararam ao longe e elevaram a voz, clamando: 
13 “Jesus, Mestre, tem compaixão de nós!” 
14 Jesus viu-os e disse-lhes: “Ide, mostrai-vos ao sacerdote”. E quando eles iam andando, ficaram curados. 
15 Um deles, vendo-se curado, voltou, glorificando a Deus em alta voz. 
16 Prostrou-se aos pés de Jesus e lhe agradecia. E era um samaritano. 
17 Jesus lhe disse: “Não ficaram curados todos os dez? Onde estão os outros nove? 
18 Não se achou senão este estrangeiro que voltasse para agradecer a Deus?!” 
19 E acrescentou: “Levanta-te e vai, tua fé te salvou”. 
Palavra da Salvação.
Comentário ao Evangelho
SENTIMENTO DE GRATIDÃO
O reconhecimento e a gratidão são sentimentos nobres de quem sabe acolher como dom os benefícios recebidos de Deus. Apesar de serem tantas as pessoas beneficiadas por seus milagres, Jesus estava atento para este aspecto. Não lhe passava despercebida a reação de quem se via curado por obra de seu amor misericordioso.
Por ocasião da cura de dez leprosos, só um teve a gentileza de voltar para agradecer a Jesus. E era um samaritano, portanto, um estrangeiro, na mentalidade dos judeus. A gratidão brotou de um excluído e desprezado como pagão. Só ele foi capaz de glorificar a Deus, cujo Reino se fez presente em sua vida pela ação de Jesus. O gesto de adoração do samaritano, prostrado com o rosto em terra, aos pés do Mestre, demonstrou a consolidação de sua fé naquele, a quem recorrera com tanta confiança. E foi salvo pela fé.
O que se passou com os outros nove curados? Por que não voltaram para agradecer o dom da cura, que lhes permitiu reconquistar o direito de cidadania? Talvez, se tivessem esquecido de que haviam recebido um dom totalmente gratuito, ou pensassem que Jesus havia feito simplesmente sua obrigação. Logo, não era necessário voltar para agradecer-lhe. 
É a ingratidão de quem, sendo agraciado com os benefícios divinos, permanece fechado aos apelos do Reino de Deus.

Oração 
Senhor Jesus, quero ter um coração agradecido, que saiba reconhecer tantos benefícios que eu, sem mérito algum, recebo, cada dia, de ti.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Evangelho de hoje, 11 de novembro de 2013

Evangelho (Lc 17,1-6)


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus disse a seus discípulos: “É inevitável que aconteçam escândalos. Mas ai daquele que produz escândalos! 2Seria melhor para ele que lhe amarrassem uma pedra de moinho no pescoço e o jogassem no mar, do que escandalizar um desses pequeninos.
3Prestai atenção: se o teu irmão pecar, repreende-o. Se ele se converter, perdoa-lhe.4Se ele pecar contra ti sete vezes num só dia, e sete vezes vier a ti, dizendo: ‘Estou arrependido’, tu deves perdoá-lo”.
5Os apóstolos disseram ao Senhor: “Aumenta a nossa fé!” 6O Senhor respondeu: “Se vós tivésseis fé, mesmo pequena como um grão de mostarda, poderíeis dizer a esta amoreira: ‘Arranca-te daqui e planta-te no mar’, e ela vos obedeceria”.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

domingo, 10 de novembro de 2013

Dilma vem ao Ceará no próximo dia 19 de novembro, anuncia Cid


Na última visita a Fortaleza, em julho deste ano, Dilma inaugurou duas estações do Metrô (Foto: Divulgação/ Roberto Stuckert Filho/PR)
Na última visita a Fortaleza, em julho deste ano, Dilma inaugurou duas estações do Metrô (Foto: Divulgação/ Roberto Stuckert Filho/PR)
O governador Cid Gomes (PROS) anunciou, na noite desta sexta-feira (8), que a presidente Dilma Rousseff (PT) deve vir ao Ceará no próximo dia 19 de novembro, para inaugurar algumas obras, entre elas a Policlínica de Caucaia. O anúncio foi feito em entrevista à imprensa, durante o jantar de adesão ao PROS, no Clube dos Diários, em Fortaleza.
De acordo com o chefe do Executivo Estadual, inicialmente Dilma Rousseff viria ao  Estado na próxima quinta-feira (14). Entretanto, em razão da cerimônia fúnebre para receber os restos mortais do ex-presidente João Goulart, em Brasília, a viagem teve de ser adiada. A visita ao Ceará, contudo, ainda não consta na agenda oficial da presidente.
última visita da presidente Dilma ao Ceará ocorreu em 18 de julho deste ano. Na ocasião, a chefe do Executivo Federal participou das cerimônias de inauguração das estações José de Alencar e Chico da Silva do Metrô de Fortaleza, de assinatura da Ordem de Serviço do Cinturão das Águas e de formatura de 2,5 mil jovens que participaram do Pronatec.
 Fonte: blogs.diariodonordeste.com.b

Cantora norte-americana elogia apresentação do cearense Sam Alves no The Voice Brasil

Sam Alves no The Voice Brasil
Apresentação de Sam Alves com Marcela Bueno foi exibido no programa da noite da última quinta-feira (foto: Reprodução TV Globo)
A grande apresentação do Cearense Sam Alves, na batalha da primeira fase do The Voice Brasil, rendeu elogios internacionais.
Sam dividiu o palco com a paulista Marcela Bueno para cantar o hit ‘A Thousand Years’, sucesso da cantora Christina Perri. Via redes sociais, a norte-americana parabenizou os participantes pela interpretação de sua música e ainda compartilhou o vídeo da apresentação com seus milhares de seguidores.
Twitter Christina Perri
Christina Perri fez elogios via twitter (foto: reprodução internet)
“Queridos Sam Alves e Marcela Bueno, parabéns a ambos. Essa foi de longe a minha versão favorita de A THOUSAND YEARS! Absolutamente linda!!”, escreveu em seu perfil no twitter.
A apresentação de Sam Alves com Marcela Bueno foi exibida no programa da noite da última quinta-feira (7). O cearense foi aprovado por Cláudia Leitte (sua técnica) e seguiu na competição.

INFORMAÇÕES DO TCE - MUNICÍPIO DE PENTECOSTE

PARA OS QUE GOSTAM DE FICAR INFORMADOS E SABER DE DADOS VERDADEIROS, DISPONHAM LEIA TUDO E SE INFORME. ESSES SÃO DADOS OFICIAIS. NÃO ES...