quinta-feira, 31 de agosto de 2017

SERVIDOR DE PENTECOSTE FAZ DESABAFO APÓS TER SEUS DIREITOS NEGADOS



Quero aqui externar minha indignação contra esta gestão municipal que é injusta e mal intencionada. Vejam de acordo com o PCC do magistério Art. 61 e Estatuto do servidor Art. 49 e 53, que concede direito ao servidor (o auxilio deslocamento) pra quem se desloca e realiza despesas para a execução de serviços ou melhor exercer sua função. Fiz um requerimento e protocolado no setor pessoal deste município em março/2017 onde a Sra. Lila me disse que aguardasse uma resposta e que o setor teria três meses pra essa resposta. Tendo percorrido esse tempo retornei hoje, apos dois meses ao tempo previsto, o Sr. Paulo (que trabalha no setor Jurídico) me informou que não teria direito e nem havia mais esse direito ao funcionário e até porque o mesmo fez o concurso e poderia ser lotado em qualquer lugar do município. Falei a ele que poderia ser lotado em qualquer lugar, desde que o município der condições para o deslocamento.Disse também que a gestão está negando meu direito concedido em lei, mas eu sei onde buscar e fazer com que meus direitos sejam respeitados e que iria falar com o promotor. Me disse que era um direito meu falar com o promotor. Pedi por escrito seu parecer, sua resposta e disse que na próxima semana daria.


O que se observa que a gestão quando é pra punir usa o que está na Lei e quando é pra dar o direito não há Lei para conceder. 



Nós servidores não podemos ficar de braços cruzados esperando a boa vontade deles, mas ir em busca e fazer com que os direitos sejam cumpridos, é inaceitável e porque esse povo sempre nega direitos? Gente, temos a liberdade e o dever de lutar por nossos direitos, assumir nossa cidadania, como vamos educar e formar cidadãos se não buscamos nossos próprios direitos?



Aqui também quero expor outra falha desta gestão, desde sexta-feira (dia 25/08), que dezenas de estudantes no turno da manhã da nossa escola(Domingos da Cunha Braga), localidade Umburanas estão impossibilitados de estudar por falta de transporte. O ônibus que faz a rota Minguá Terra, Pedra Branca Terra e Ferrão e até a sede do município, ônibus este que também faz a rota no turno tarde transportando os estudantes do Ensino Médio, está quebrado e ainda não foi concertado. Enquanto isto os estudantes perdendo aulas, funcionários sendo obrigados pagar transporte particular, pagando até R$ 5,00, só a inda por exemplo. E a Secretaria de Educação mandando comunicado à gestão da escola, que os funcionário tem que ir trabalhar, cumprir sua obrigação. E a obrigação deles estão fazendo?

Por que já não tem um transporte pra substituir os ônibus que quebram? Esse problema já aconteceu no primeiro semestre por vários dias. E ai vai repetir isso quantas vezes durante o ano letivo? Ah, outra falha desta gestão, fecham escolas com o discurso que a Crede não quer mais turmas multisseriadas, levando alunos pra uma escola maior, juntam turmas, multisseriado. Como por ex. (juntou as turmas 8º ano 15 alunos e 9º ano com 16 anos, ficando uma turma com mais de trinta alunos), como trabalhar nesta turma ministrando aulas com dois conteúdo diferentes? Qual será a qualidade e aprendizagem dos educandos? Só umas verdades, desculpa se ofendi alguém.








Fonte: https://www.facebook.com/lucio.sousa.5492/posts/794791757366489 - Lúcio Sousa


JUIZ DE PENTECOSTE DETERMINA AO MUNICÍPIO DE PENTECOSTE A CUMPRIR EXECUÇÃO DE SENTENÇA QUE GARANTE SALÁRIO MÍNIMO AOS SERVIDORES DE PENTECOSTE MESMO COM CARGA HORARIA REDUZIDA

Caríssimos companheiros e companheiras, boa tarde! É com imensa satisfação que o SINDSEP (Sindicato dos Servidores Municipais ...