quinta-feira, 10 de abril de 2014

SÓ BASTA BALANÇAR A CUIA


A FALTA DE CONSCIÊNCIA DE NOSSO POVO FAZ COM QUE OS DESMANDO NESTE PAÍS DÊ LUGAR AO DESRESPEITO E A IMORALIDADE.



Sabemos que as obrigações de um Gestor não são poucas e em cidades pobres como as nossas os problemas são grandes. Moradias irregulares, falta de saneamento básico e falta de consciência e várias outras mazelas que se encontram dentro e fora de nossas cidades. Porém, quando os candidatos aos cargos eletivos procuram as pessoas que vivem em tudo quanto é lugar, se comovem da situação em que elas vivem, se comprometem e juram de pé junto que farão a diferença. O barulho em cima dos palanques é de ensurdecer qualquer um. Naquelas falas, todos se tornam os salvadores da pátria. Dizem ser os mais preparados e mais competentes para realizarem tais mudanças. Esta história se arrasta desde sempre. Nos últimos anos temos visto algumas mudanças em relação a consciência das pessoas, mas insignificante diante de tanta bandalheira e cretinice de nossos políticos. Agora já se vê as pessoas cobrando, falando aos blogs e mostrando a cara por meio de vídeos... Isso é louvável, mas ainda não é a mudança de verdade, consciente, pois aqueles que gritam pedindo que se resolvam os problemas são os mesmo que vendem seus votos por um pouco mais um nada e se esquecem de colocar o candidato na parede para que este se comprometa como o povo de verdade. Do contrário, pedem coisas pequenas para os candidatos, pois dizem que só tem valor nesta época. Como eles sabem que isso sempre acontece, já tem quase certeza que quando voltar aquele local e balançar a cuia, como já dizia uma antigo político aqui de nosso município, terão como resposta a votação esperada por pagar pelos votos. É esta a conclusão deste texto. Vamos penar ainda por muitos anos. Enquanto não houver mudança no comportamento da população manipulada, não teremos mudança política.

Só acho.

Professor Valdeni Cruz




O LÁPIS E SUA RELAÇÃO COM NOSSA VIDA




O LÁPIS


O menino olhava a avó escrevendo uma carta.
A certa altura, perguntou:
- Você está escrevendo uma história?
A avó parou a carta, sorriu, e comentou com o neto:
- Estou escrevendo sobre você, é verdade. Entretanto, mais importante do que as palavras, é o lápis que estou usando. Gostaria que você fosse como ele, quando crescesse.
O menino olhou para o lápis, intrigado, e não viu nada de especial.
- Mas ele é igual a todos os lápis que vi em minha vida!
- Tudo depende do modo como você olha as coisas. Há cinco qualidades nele que, se você conseguir mantê-las, será sempre uma pessoa em paz com o mundo:

Primeira: você pode fazer grandes coisas, mas não deve esquecer nunca que existe uma mão que guia seus passos. Esta mão deve sempre conduzi-lo em direção à sua vontade.
Segunda: de vez em quando, eu preciso parar o que estou escrevendo e usar o apontador. Isso faz com que o lápis sofra um pouco. Mas no final ele estará mais afiado. Portanto saiba suportar algumas dores, porque elas o farão ser uma pessoa melhor.
Terceira: o lápis é companheiro da borracha para apagar o que estava errado. Entenda que corrigir uma coisa não é necessariamente algo ruim.
Quarta: o que realmente importa no lápis não é a madeira ou sua forma exterior, mas o grafite que está dentro. Portanto, sempre cuide daquilo que acontece dentro de você.
Quinta: o lápis sempre deixa uma marca...

Portanto, lembre-se:
Tudo o que você fizer na vida, irá deixar traços...

Por isso, procure ser consciente de cada ação e que os seus desenhos sejam maravilhosos!

Fonte: http://pensasapiens.blogspot.com.br

Evangelho desta sexta-feira, 10 de abril de 2014


Evangelho (Jo 8,51-59)

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus aos judeus: 51“Em verdade, em verdade vos digo: se alguém guardar a minha palavra, jamais verá a morte”. 52Disseram então os judeus: “Agora sabemos que tens um demônio. Abraão morreu e os profetas também, e tu dizes: ‘Se alguém guardar a minha palavra jamais verá a morte’. 53Acaso és maior do que nosso pai Abraão, que morreu, como também os profetas? Quem pretendes ser?”
54Jesus respondeu: “Se me glorifico a mim mesmo, minha glória não vale nada. Quem me glorifica é o meu Pai, aquele que vós dizeis ser o vosso Deus. 55No entanto, não o conheceis. Mas eu o conheço e, se dissesse que não o conheço, seria um mentiroso, como vós! Mas eu o conheço e guardo a sua palavra. 56Vosso pai Abraão exultou, por ver o meu dia; ele o viu, e alegrou-se”.57Os judeus disseram-lhe então: “Nem sequer cinquenta anos tens, e viste Abraão!” 58Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade vos digo, antes que Abraão existisse, eu sou”. 59Então eles pegaram em pedras para apedrejar Jesus, mas ele escondeu-se e saiu do Templo.

— Palavra da Salvação.
— Glória a vós, Senhor.

INFORMAÇÕES DO TCE - MUNICÍPIO DE PENTECOSTE

PARA OS QUE GOSTAM DE FICAR INFORMADOS E SABER DE DADOS VERDADEIROS, DISPONHAM LEIA TUDO E SE INFORME. ESSES SÃO DADOS OFICIAIS. NÃO ES...