sábado, 9 de abril de 2011

MASSAGRE NO RIO - PAPA MANDA MENSAGEM DE SOLIDARIEDADE ÁS FAMILIAS.

“O papa Bento XVI enviou mensagem de solidariedade às famílias das crianças mortas por um atirador na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, zona oeste do Rio de Janeiro.


A mensagem foi encaminhada ao arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta. Na mensagem, o papa Bento XVI deseja pronta recuperação às crianças que ficaram feridas e convida todos os cariocas a dizer não à violência. “Santo Padre convida todos os cariocas, diante desta tragédia, a dizer não à violência que constitui caminho sem futuro, procurando construir uma sociedade fundada sobre a justiça e o respeito pelas pessoas, sobretudo os mais fracos e indefesos”. Na próxima quarta-feira, o arcebispo dom Orani Tempesta celebra missa às 9h em homenagem às vítimas, no pátio da Escola Municipal Tasso da Silveira, palco da tragédia. Em nota divulgada nesta quinta feira(7), dom Orani lamentou o ocorrido e disse rezar pela dor de todos que foram vitimados, pais, parentes e amigos. “Peço ao Senhor Jesus, neste tempo de Quaresma, que a todos conforte, e envio também uma bênção especial, pedindo a Deus que tal fato não volte a acontecer em nossa cidade”.

 (Agência Brasil)

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Ola!
Boa meus caros e honrados leitores!

Hoje me dirijo a todos com um pouco de tristeza. Sempre falo que precisamos e devemos fazer o nosso dia. Entretanto, como somos humanos é inevitável que algumas vezes nos sintamos com que frustrados por alguns acontecimentos. É nessas horas que sempre me vem a mente o que Jesus disse: no mundo sempre havereis de ter aflições... Ele disse ainda: os dias são maus. E quando analisamos os fatos de maneira reflexiva, chegamos a conclusão de que tudo o que eles disse é verdade.
Ontem a tarde foi realizada mais uma reunião do SINDSEP com a prefeitura, que pela qual nós aguardávamos um resultado favorável aos servidores. Porém, não foi o que esperávamos. O que ouvimos o tempo todo foi lamentações sem fim. Mas uma vez não deu tempo fazer o estudo das folhas de funcionários. Lembrando a todos que esse estudo começou faz algum tempo. Acho que quando se concluir esse estudo estarão todos como PHD em conhecimentos estatísticos. É para se lamentar. 
Quando se diz que Pentecoste está crescendo e se tornando o melhor município, como é que pode isso se funcionários estão com 5 anos se aumento?
Como sou otimista, acho que as coisas vão sempre dar certo, fico decepcionado, pois acabo achando que realmente as pessoas tinham intenção de melhorar de fato a vida das pessoas. Como não aconteceu....
Mas não sou de desanimar não. Devemos continuar a luta. Pois não podemos também nós ficarmos de braços cruzados. É hora de darmos uma respirada e entender que a história se faz de lutas, derrotas e acima de tudo, de entusiasmo pra continuarmos lutando por um mundo mais justo. 
Aqui não estou fazendo lamentação política, mas lamentando a falta de coragem de nossos gestores de assumir uma posição de coragem perante o povo que acreditou neles, dando-lhes respostas dignas de serem acreditadas.
Mas, como todos sabem, o poder é passageiro. Amanhã com certeza será um novo dia e o horizonte estará tendo uma  nova formação.
Acredito de fato que dias melhores virão.
Professor Valdeni Cruz            

PENTECOSTE: FALTA DE AUMENTO OU FALTA DE RESPEITO?

Foto: Valdeni Cruz
Ontem, 07 de abril de 2011, houve a reunião entre o SINDSEP e a prefeitura Municipal de Pentecoste.

Na pauta o principal assunto a ser discutido era o reajuste do salário dos servidores públicos deste município. Ao iniciar a reunião a procuradora do município, Dra. Clara Pinho, dissertou sobre o comentário feito neste blog acerca do adiamento da reunião, dizendo que teriam duvidado da morte de um parente seu e classificou como DESRESPEITO o comentário feito.

Foi esclarecido pela vereadora Dra. Valéria que a mesma jamais duvidou de que alguém houvesse morrido e que havia feito o comentário por querer externar a sua indignação com o adiamento, haja vista que outros representantes do município poderiam ter conduzido a reunião.

No entanto para surpresa geral a advogada procuradora disse que era desnecessária a presença da vereadora na discussão, esquecendo-se da sua qualidade de representante eleita pelo povo, demonstrando seu desprezo pela Câmara Municipal de Pentecoste.

Lembramos que na primeira reunião, estavam representando a administração o prefeito, a procuradora, o secretário de educação, a professora Wiliane e o Arnold, não estando presente a primeira dama. Grife-se que na reunião de ontem, o prefeito João Bosco estava no prédio da prefeitura até a hora marcada para início da reunião, contudo desta não participou ou deram qualquer justificação para a sua ausência.

Em seguida a procuradora esclareceu que depois de muito estudar as folhas de pagamento do município durante o final de semana, juntamente com parte do secretariado, ficou a conclusão de que: NÃO É POSSÍVEL O REAJUSTE SALARIAL NO QUADRIMESTRE (MESES JANEIRO A ABRIL). Ressalte-se que o servidor público municipal está sem aumento a mais de quatro anos e deveria ser de conhecimento da administração que a data base do servidor é abril, assim, se tivessem boas intenções já teriam estudado o impacto do reajuste há pelo menos um mês.

Com toda a indignação que me é permitida eu pergunto: SERÁ QUE ERA NECESSÁRIO ADIAR A REUNIÃO QUE ESTAVA MARCADA PARA 06 DE ABRIL? SERÁ QUE APENAS A PRIMEIRA DAMA E A PROCURADORA PODERIAM DAR A NOTÍCIA DE QUE NÃO HAVERIA AUMENTO PORQUE A FOLHA ENCONTRA-SE NO LIMITE PRUDENCIAL ACEITO PELO CONSELHO DE CONTAS? Diante de tudo o que foi dito na reunião a vereadora finaliza dizendo que falta de respeito é o que faz a administração novo tempo, quando: · Nega ao servidor público o direito constitucional de ter um reajuste anual; · Paga diárias em desacordo com a lei;
· Diferencia salário para privilegiar apadrinhados; ·

Tenta retirar direitos já conquistados da Lei maior do município; ·

Paga valor inferior ao mínimo legal a servidores; · Licita e opera com empresas fantasmas; ·

É investigada pela polícia federal (operação província);Fica a conclusão de que os funcionários não terão aumento salarial por conta de contratações politiqueira feita pelo prefeito João Bosco e seus quarenta assessores/secretários, que incharam a folha de pagamento.

DR. VALÉRIA

Plenário discute ADI que questiona piso nacional e jornada de trabalho dos professores




O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julga, neste momento, o mérito da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4167, ajuizada em outubro de 2008 pelos governadores de Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Ceará para contestar dispositivos da Lei nº 11.738/2008, que instituiu o piso nacional e a jornada de trabalho dos professores de ensino básico das escolas públicas brasileiras.
Em dezembro de 2008, ao julgar pedido de liminar formulado na ação, o Plenário já havia concedido a medida parcialmente. Na época, definiu que o termo “piso” a que se refere a lei impugnada, em seu artigo 2º, deve ser entendido como a remuneração mínima a ser recebida pelos professores.
No mesmo julgamento, o Plenário manteve a jornada semanal de 40 horas, mas suspendeu, por maioria de votos, o parágrafo 4º do artigo 2º da lei, que determina o cumprimento de, no máximo, dois terços da carga horária dos professores para desempenho de atividades em sala de aula, enquanto um terço fica resguardado para preparo de aulas, correção de provas e outras atividades suplementares.
Hoje, na primeira parte da sessão plenária, o relator da ADI, ministro Joaquim Barbosa, apresentou seu relatório e, em seguida, foram abertas as sustentações orais contra e a favor dos dispositivos impugnados da Lei 11.738/2008.
Alegações
A tônica da argumentação dos governos estaduais que constestam a lei, na sessão de hoje representados pelos procuradores de Mato Grosso do Sul e de Santa Catarina, foi a de que houve excesso legislativo, pois a lei impugnada teria violado o princípio federativo, ao invadir área financeira e administrativa, de competência privativa dos governos estaduais, quando fixou a remuneração dos professores estaduais e sua jornada de trabalho, bem como a proporcionalidade de horas a serem dedicadas ao trabalho em sala de aula e fora dela.
O procurador de Santa Catarina, Ezequiel Pires, destacou que seu estado já paga o piso salarial e que sua preocupação principal em relação à lei 11.738 é quanto ao que ela representa em termos de violação do pacto federativo por parte da União, com a colaboração do Congresso Nacional.
“Não somos divisão administrativa do governo federal”, afirmou, observando que estados e municípios têm autonomia administrativa, e que esta deve ser observada. Segundo ele, “federação” significa aliança, pacto, com divisão de poderes e atribuições, mas, no entender dele, a União vem, gradativamente, sufocando estados e municípios com novas propostas legislativas.
Ele disse que, com os gastos decorrentes da Lei 11.738, muitos estados e municípios correm o risco de ultrapassar o limite de gastos com pessoal fixado pela Constituição, inclusive com a possibilidade de violar a Lei de Responsabilidade Fiscal.

Defensores

O advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, a vice-procuradora-geral da República, Deborah Duprat, e os advogados de entidades de classe dos trabalhadores em educação defenderam a integralidade da lei.
Diversos deles citaram a posição vergonhosa do Brasil, em termos de educação mundial (88º lugar entre 127 países, segundo a UNESCO, e 53º entre 65 países, segundo a OCDE) e observaram que a Lei 11.738 vem na sequência de diversos atos federais destinados a melhorar o ensino e valorizar o magistério, conforme previsão contida na no artigo 206 da Constituição Federal (CF).

Prevê esse dispositivo que o ensino será ministrado com base nos princípios da igualdade de condições para o acesso e permanência na escola; liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber; pluralismo de ideias e de concepções pedagógicas e coexistência de instituições públicas e privadas de ensino; a gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais e, por fim, a valorização dos professores, planos de carreira para o magistério e piso salarial profissional, além de ingresso no ensino público por meio de concurso.
O advogado da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, Roberto de Figueiredo Caldas, lembrou que a lei 11.738 foi aprovada por unanimidade no Congresso Nacional, não tendo havido nenhum voto contra.
O advogado-geral da União informou que em 2009 apenas 29 municípios pediram suplementação da União para pagar o piso e, em 2010, foram 40. E o advogado da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimentos de ensino informou que, para 2011, já há uma previsão orçamentária da União de R$ 800 milhões destinada a esta suplementação.
Ele destacou a necessidade de a lei ser mantida em sua integridade, lembrando que, hoje, está cada dia mais difícil preencher vagas de professor, diante do desestímulo gradual a que a categoria foi submetida.
Segundo ele, o Brasil é, hoje, um dos países que pior remuneram seus professores. Citando uma pesquisa da Fundação Carlos Chagas, ele disse que, diante disso e das más condições de trabalho dos professores, é cada vez menor o número, entre os melhores alunos do ensino fundamental e médio, que escolhem a magistratura. E esta, segundo ele, é uma inversão de valores, porque, nos países desenvolvidos ocorre o contrário: os melhores alunos vão para o magistério.

Última a se manifestar, a vice-procuradora-geral da República, Deborah Duprat, lembrou que a lei é de 2008 e previu adaptação gradual. Portanto, três anos depois, os estados não têm mais o direito de reclamar problemas orçamentários, pois tiveram tempo para se adaptar. Além disso, a própria lei prevê que a União subsidiará aqueles estados e municípios que não tiverem condições de pagar o piso salarial nacional dos professores.
Fonte: Supremo Tribunal Federal.

PSICOPATIA


Psicopatia.jpg
A Psicopatia, também conhecida como Sociopatia, tem sido associada ao protótipo do assassino em série, porém, nem todos os assassinos são psicopatas e nem todos os psicopatas chegam a ser assassino, ou mesmo fisicamente violentos!

Importa desmistificar esta ideia, porque podemos estar a lidar diariamente com um psicopata, sem termos a noção que aquela pessoa está realmente doente e que afinal, todas as intrigas, confusões, desacatos, mentiras e mau-estar causados pelo mesmo, não são apenas fruto de “mau feitio”. Há pessoas que só se apercebem que têm lidado de perto com um psicopata, momentos antes de uma fatalidade lhes acontecer, nomeadamente o seu homicídio.
Embora esta doença seja mais comum no homens, também é possível encontrar mulheres sociopatas.
Os primeiros sinais começam a tornar-se mais evidentes a partir dos 15 anos de idade, embora se possam reconhecer algumas atitudes que apontem neste sentido em idade mais tenra. Eis então os sintomas principais que um psicopata apresenta:
Ausência de Culpa: Nunca sente arrependimento, nem remorsos. Os outros é que são os culpados de tudo o que acontece de mal e vive com a certeza absoluta que nunca erra, nem errou. Não teme a punição por ter a certeza que tudo o que faz tem um propósito benéfico, (para ele, claro!), embora tenha a noção de que os seus actos são anti-sociais.
Quando é denunciado, recusa a reabilitação ou qualquer tratamento e na impossibilidade de fugir, simula uma mudança de carácter, para mais tarde voltar aos padrões comportamentais que lhe são característicos e até, vingar-se de quem o tentou ajudar!
Mestres da Mentira: Para eles a realidade e a ilusão fundem-se num só conceito pelo qual regem o seu mundo. São capazes de contar uma mentira como se estivessem a descrever detalhadamente uma situação real. Não mentem apenas para fugirem de uma situação constrangedora, mas pura e simplesmente porque não sabem viver sem mentir.
Manipulação e Egoísmo: Não tem a noção de bem comum. Desde que ele esteja bem, o resto do mundo não lhe interessa. O psicopata é um indivíduo extremamente manipulador que usa o seu encanto para atingir os seus objectivos, nunca pensando nas emoções alheias. Não reconhece a dor que provoca nos outros e por isso, usa as pessoas como peões, objectos que pode pôr e dispor conforme lhe convêm. Manifesta facilidade em lidar com as palavras e convencer as pessoas mais vulneráveis a entrarem no “jogo” dele.
Querem controlar todos os relacionamentos, impedindo que familiares e amigos confraternizem paralelamente, sem a sua presença. Para tal recorrem as esquemas, intrigas e claro, ao seu charme para se fingir amigo.
Inteligência: O QI costuma ser acima da média. Há casos de psicopatas que conseguem passar por médicos, advogados, professores, etc, sem nunca terem frequentado uma universidade! São peritos no disfarce, excelentes auto-didactas e fazem-no na perfeição.
- Ausência de Afecto: Não são pessoas afectuosas com o próximo e enquanto pais, não são do género de “dar colo” aos filhos. Usam os filhos como “marionetas”, em função dos seus próprios interesses, não respeitando as suas escolhas, quer a nível pessoal, quer profissional! Baseia os seus “métodos educativos” na humilhação e chega a ser totalmente negligente para com os seus.
Impulsivo: Devido ao défice do superego, não consegue conter os seus impulsos, podendo cometer toda a espécie de crimes, friamente e sem noção de culpa. Costuma fintar até o teste do polígrafo, porque o seu ritmo cardíaco não se altera quando profere mentiras e nem quando comete crimes.
Isolamento: Gostam de viver sós e quando vivem com outros, querem liderar o grupo, mesmo que para isso destrua uma família inteira.
Existem mais sintomas que denunciam a Psicopatia e, após a leitura deste texto, até pode ser que reconheça alguns destes sinais em familiares seus e pessoas que lhe são próximas. Para um conhecimento mais detalhado desta doença, recomendo a leitura deste artigo.

FINALMENTE O PISO É LEI NACIONAL - CUMPRA-SE!


Caminhada dos Professores nas Ruas de Fortaleza - 2010 -  Em defesa do Piso


A parte principal da ADI 4167/2008, dos 05 governadores, atualmente só quatro a mantêm, dentre eles o Governador do Ceará Cid Gomes, foi julgada ontem e terá muito impacto na vida de milhões de profissionais da educação.  O Supremo Tribunal Federal Declarou:

1) O Piso Nacional é Constitucional, cabe realmente à União fixá-lo. Não como defendiam ser de competência de cada Estado e de cada Município fixar que piso pagar aos professores. NESSE PONTO FOI MANTIDO O MESMO ENTENDIMENTO QUANDO DO JULGAMENTO DA LIMINAR DE 2008, QUE TAMBÉM JULGARA CONSTITUCIONAL O PISO;

2) O piso é vencimento básico e não remuneração. Aqui há uma grande mudança, pois na liminar, ficara decidido até julgamento final, que piso seria remuneração, que corresponderia à soma de tudo que o professor ganhava na época: vencimento + gratificações e etc. Muitos Municípios e Estados só incorporaram as gratificações, nada mudando na totalidade dos valores pagos e ainda declarando que pagavam além do piso. Só QUE O SUPREMO, AO DECLARAR O PISO CONSTITUCIONAL, TAMBÉM DECIDIU QUE O PISO É VENCIMENTO BÁSICO E NÃO REMUNERAÇÃO. Logo todo Município que fabricou o falso piso, sobretudo no ano de 2009, considerando a remuneração, vai ter que voltar atrás. Como se voltasse no tempo, como se as incorporações nunca tivessem existido. 

Por exemplo: Um município que em janeiro de 2009 pagasse vencimento básico de R$ 650,00 a um professor e R$ 350,00 de regência de classe, pela liminar do STF, de dezembro de 2008, pagava o piso, pois o total da remuneração, vencimento básico mais a regência, atingiam o valor de R$ 1.000,00, quando o piso era de R$ 950,00.

Só que com a decisão de ontem, 06/04/2011, tal Município não pagava o piso, faltava R$ 300,00 no vencimento básico, que era de R$ 650,00, para chegar a R$ 950,00. Logo, voltando no tempo como deve ser, tal município terá que pagar os R$ 300,00, por cada mês,  retroativamente, além da diferença da regência de classe, que também incidirá sobre os R$ 300,00, que faltaram para completar o piso ou vencimento básico, que na época deveria  ser de R$ 950,00, independentemente das demais vantagens e gratificações.

REPRESENTANTES DA CONFETAM
A Caminho do STF - Passando pelo gabinete do Deputado Federal Artur Bruno 
Apoio Quanto Julgamento da ADI 4167 - Assessorando FETAMCE e CONFETAM



Moral da História: O STF, na liminar em 2008,  já deveria ter declarado que piso era vencimento básico, não remuneração; Os Municípios e Estados, como sempre, bancando os espertinhos, contratando outros espertinhos e violando direitos dos servidores, acabaram praticando uma fraude e vão ter que pagar essa conta. TERÃO UM ENORME PASSIVO TRABALHISTA, NÃO POR FALTA DE DINHEIRO, MAS POR EXCESSO DE ESPERTEZA! Tal fato muda toda a bandeira de luta, quanto ao piso para o ano de 2011, não há mais como praticar fraude de incorporar gratificações e vantagens, daqui ora frente, bem como o vencimento básico, para 40 horas, nível médio, aumentar para R$ 1.597,00, na pior das hipóteses, mesmo que o Estado ou Município adotem o piso pirata do MEC, de R$ 1.187,00, o vencimento deverá subir. IMPORTANTE DESTACAR QUE  TAL PISO DO MEC É MAIS UMA ESPERTEZA QUE PODERÁ CAUSAR GRANDE PASSIVO TRABALHISTA AOS MESMOS ESPERTINHOS.

No Plenário do STF - Antes de Iniciado o Julgamento - Membros da CONFETAM e FETAMCE



 Um dos casos de maior impacto será para o Município de Fortaleza, que considera que paga o piso para jornada de 48 horas e computando, sobretudo, a regência de classe, que é de 50%. POIS BEM: a regência de classe não pode mais ser computada para efeito de pagamento do piso, bem como a jornada deve ser de 40 horas, não de 48 horas. ISSO MUDA TODO O PANORAMA DA CAMPANHA SALARIAL DOS PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO DE FORTALEZA!

Os prefeitos e prefeitas teriam que ter mais responsabilidade e não contratar pessoas espertas que dão um jeito, de violando direitos,  fazer sobrar dinheiro. TAL CONDUTA SÓ SERVE PARA GERAR PASSIVO TRABALHISTA, MASSACRAR O SERVIDOR E COMPROMETER A QUALIDADE DO SERVIÇO PÚBLICO. SEM FALAR NA CONSTRUÇÃO DE HERANÇAS MALDITAS.


O Plenário Estava Lotado - Professores - Sindicalistas e Advogados do Brasil Inteiro
 Quanto ao parágrafo 4º, do artigo 2º, da Lei do Piso (11738/2008) ainda por ser julgado. Trata da divisão da jornada; 2/3 para interagir com os alunos, 1/3 para atividades extraclasse, nos termos da LDB: Planejamento, Avaliação e estudo. Mais uma vez Estados e Municípios alegam que a União não poderia legislar sobre jornada. O movimento sindical entende  que a Constituição atribuiu à União a competência para legislar sobre bases e diretrizes na educação no Brasil. Logo a previsão da jornada como está no § 4º, do artigo 2º, da Lei do Piso, corresponde ao desempenho do dever da União em conformidade com a Lei Maior do País. NO JULGAMENTO DO DIA 06/04/2011, ESSE PONTO NÃO ATINGIU O QUORUM MÍNIMO DE 06 VOTOS, nos termos do artigo 97, da Constituição Federal. Por isso foi suspenso para uma futura decisão, que seja qual for tem que ter 06 votos. LOGO A MOBILIZAÇÃO CONTINUA! MAS SÓ PARA TAL PONTO.

Plenário Estava Lotado - Professores - Sindicalistas e Advogados do Brasil Inteiro

Tudo indica que a Justiça começa a enxergar. A venda na Justiça não é para ser cega, mas para dar o direito a quem o tem sem levar em conta quem é ou a aparência. VENDA NÃO PODE CONDUZIR À CEGUEIRA.  Logo deve o STF manter os olhos bem abertos quanto a materializar um dos mais sagrados direitos constitucionais, que é o direito à educação de qualidade.


CONCLUSÃO: sem dúvida que foi um dia muito importante para o movimento sindical, para os trabalhadores em educação e para o futuro da educação no Brasil.  À LUTA ENTÃO, PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO DE TODO O BRASIL. A ESPERANÇA E A MOTIVAÇÃO PARA LUTAR FORAM REFORÇADAS! 
Postado por Valdecy Alves

BLOG DE DR. VALDECY ALVES



PREFEITURA DE PENTECOSTE NÃO CONCEDE REAJUSTE AO SERVIDOR

PREFEITURA DE PENTECOSTE NÃO CONCEDE REAJUSTE AO SERVIDOR

Pelo quinto ano seguido, a Prefeitura de Pentecoste resolve não conceder reajuste aos servidores públicos municipaisalegando não existir recursos para tal. O último reajuste foi dado no ano de 2006.
Sãoauxiliares de serviços geraisvigias,motoristasauxiliares e agentes administrativosoperadores de computadoragentes e fiscais da vigilância sanitária, técnicos e auxiliares de enfermagem, secretários escolares, fiscais de tributos, monitores de esportes, bombeiros hidráulicos, eletricistas, mecânicos, carpinteiros, fiscais de tributos, auxiliares e técnicos em contabilidade, que continuarão sofrendo com os baixos salários.  

E AGORA?

O Sindsep Pentecoste reunirá toda a categoria dos servidores públicos para tomarem uma posição relacionada ao descaso da Prefeitura com os trabalhadores e trabalhadoras do nosso município. E você é um deles!
      
A data será divulgada em carros de som, programas de rádio e blogs de nossa cidade!


Publicado pelo Sindsep Pentecoste

quarta-feira, 6 de abril de 2011

CONHEÇA UM POUCO SOBRE A FORMAÇÃO DO VALE DO CURU

Região do Vale do Curu

Municípios: Itatira, Canindé, Caridade, Paramoti, General Sampaio, Tejuçuoca, Apuiarés, Irauçuba, Itapajé, Pentecoste, Umirim, São Luís do Curu, São Gonçalo do Amarante, Paraipaba e Paracuru.
Para determinar estes municipios levou-se em conta a bacia hidrográfica do Rio Curu da nascente a foz pasando por 15 municípios comprendidos:
Alto Curu: Itatira, Canindé, Caridade e Paramoti.
Médio Curu: General Sampaio, Tejuçuoca, Apuiarés, Irauçuba, Iatapajé, Pentecoste, Umirim e São Luis do Curu.
Baixo Curu: São Gonçalo do Amarante, Paraipaba e Paracuru.
Robério Soares – São Gonçalo Noticia
Continue lendo...

ATENÇÃO!

Vem aí concurso público para o INSS com 2 mil vagas

Deverá ser publicado em breve edital para concurso público do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).
O concurso será destinado à nomeação de 2 mil vagas para os cargos de Técnico e Analista do Seguro Social.
Segundo informações, o pedido para realização do Concurso INSS 2011 já foi feito ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) e tramita na Secretaria de Administração e Recursos Humanos do órgão.
Exigências
Para o cargo de analista, o candidato deve ter concluído o nível superior em qualquer área de formação. Já para concorrer ao cargo de técnico, é preciso ter o ensino médio completo.
Remuneração
Segundo informações, atualmente, as remunerações iniciais são de R$4.667 para analista e de R$2.676,44 para técnico, mais gratificação de desempenho.
Os servidores também terão direito ao auxílio alimentação, que varia de R$126 a R$161,99, de acordo com o estado de lotação.
Previdência Social
Continue lendo...

JUIZ DE PENTECOSTE DETERMINA AO MUNICÍPIO DE PENTECOSTE A CUMPRIR EXECUÇÃO DE SENTENÇA QUE GARANTE SALÁRIO MÍNIMO AOS SERVIDORES DE PENTECOSTE MESMO COM CARGA HORARIA REDUZIDA

Caríssimos companheiros e companheiras, boa tarde! É com imensa satisfação que o SINDSEP (Sindicato dos Servidores Municipais ...