quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Mantega é expulso de bar paulistano sob xingamentos de brasileiros cansados da crise e da roubalheira


guido_mantega_38
Endereço errado – Demitido por antecipação e ainda no exercício do cargo, o que configura situação ridícula e vexatória, o petista Guido Mantega começa a colher os frutos ácidos da lambança que protagonizou como ministro da Fazenda nos quatro anos, período em que tentou emplacar, sem sucesso, pelo menos duas dúzias de medidas de estímulo à economia.

No último sábado (20), como se fosse uma celebridade, Mantega resolveu molhar as cordas vocais em um dos badalados bares da cidade de São Paulo, o Astor, localizado no bairro boêmio de Vila Madalena. Carregando no rosto aquele conhecido sorriso de mordomo de sacristia, o ainda ministro adentrou ao bar e se deparou com inesperado e ruidoso aplauso dos frequentadores do local.
Certo de que a calorosa recepção era verdadeira, Mantega, que estava acompanhado e uma mulher, apertou o passo e esperava pelos cumprimentos, o que não aconteceu. Repentinamente, o petista tornou-se alvo de ofensas, como “explica aquele dinheiro que vocês fizeram sumir”, clara referência ao Petrolão, o maior escândalo de corrupção da história brasileira. Guido Mantega tentou se justificar, mas o clima esquentou e a situação ficou pior. O ministro foi chamado de “chefe de quadrilha”.
O concorrido bar da Pauliceia Desvairada estava lotado e, coincidentemente, contava com algumas tiveram Guido Mantega como professor, mas a pressão foi muito maior do que imaginava o petista. O clima ficou insustentável e Mantega, sem saber o que fazer, deixou o local debaixo de mais ofensas e xingamentos, como “vai embora seu ladrão, filho da p…”.
Responsável, juntamente com a presidente Dilma Rousseff, por ter levado a economia brasileira à beira do despenhadeiro da crise, Mantega experimentou o que pode ocorrer com muitos dos integrantes do governo mais corrupto da história nacional: a hostilidade de uma população cansada de tanta roubalheira. Ao longo dos últimos quatro anos, Guido Mantega, que há muito já era alvo de piadas no mercado financeiro, caiu em descrédito ainda maior por conta das estabanadas previsões sobre o crescimento do Produto Interno Bruto, o agora minúsculo PIB.
A recepção nada simpática que obrigou Mantega a deixar o bar Astor mostra, de forma inequívoca, que os brasileiros começaram a sentir no bolso os efeitos da desenfreada corrupção que tomou conta do País com a explícita anuência de um partido que se assemelha a uma organização criminosa, como acertadamente têm afirmado os partidos de oposição. A exemplo do que tem noticiado o UCHO.INFO, a Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, que desbaratou o carrossel de corrupção que funcionava na Petrobras, está em seus primeiros capítulos e a reação da sociedade deve piorar com o avanço das investigações.
Para quem estava acostumado a reunir-se com banqueiros ao redor de mesas fartas de caros e elegantes restaurantes paulistanos, Mantega percebeu na Vila Madalena que seu período de estrelato terminou muito antes do que imaginava. Se o que aconteceu no Astor tomar conta do País, o governo de Dilma Rousseff não dura muito tempo.
Fonte: http://ucho.info/mantega-e-expulso-de-bar-paulistano-debaixo-de-xingamentos-de-brasileiros-cansados-da-roubalheira

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Dilma Rousseff anuncia 13 novos ministros

Yahoo Notícias – 43 minutos atrás


Em nota, o Palácio do Planalto anunciou na noite desta terça-feira, 23, os novos ministros que farão parte da equipe de Dilma Rousseff em seu segundo mandato. No total, foram anunciados 13 nomes: Aldo Rebelo (Ciência Tecnologia e Inovação), Cid Gomes (Educação), Edinho Araújo (Secretaria de Portos), Eduardo Braga (Minas e Energia), Eliseu Padilha (Secretaria de Aviação Civil), George Hilton (Esporte); Gilberto Kassab (Cidades); Helder Barbalho (Secretaria de Aquicultura e Pesca).

Também foram anunciados Jacques Wagner (Defesa), Kátia Abreu (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), Nilma Lino Gomes (Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial), Valdir Simão (Controladoria Geral da União) e Vinicius Lajes (Turismo).

De acordo com o Palácio do Planalto, a posse será no dia 1º de janeiro, mesmo dia em que Dilma assume o segundo mandato. Na nota divulgada à imprensa, a presidente agradece a "dedicação" dos atuais ministros que deixarão os cargos. São eles: Cesar Borges (Portos), Clélio Campolina Diniz (Ciência, Tecnologia e Inovação), Edson Lobão (Minas e Energia); Eduardo Lopes (Pesca), Gilberto Occhi (Cidades), Henrique Paim (Educação), Jorge Hage (CGU), Luiza Barrios (SPPIR), Moreira Franco (Aviação Civil) e Neri Geller (Agricultura).

O restante de sua equipe ministerial deve ser anunciado na próxima segunda-feira, 29.

Fonte: https://br.noticias.yahoo.com/dilma-rousseff-anuncia-13-novos-ministros-221753091.html

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Papa alerta Cúria sobre “doenças” e pede exame de consciência



Ao listar tentações que podem atingir tanto a Cúria Romana quando cada cristão, Francisco pediu exame de consciência como preparação ao Natal
Jéssica Marçal
Da Redação
Francisco alerta a Cúria Romana sobre tentações às quais ela está suscetível / Foto: Reprodução CTV
Francisco alerta a Cúria Romana sobre tentações às quais ela está suscetível / Foto: Reprodução CTV
O Papa Francisco reuniu-se na manhã desta segunda-feira, 22, com a Cúria Romana, para os tradicionais votos de fim de ano. Ele falou do perigo de algumas doenças que podem afetar tanto a Cúria quanto cada cristão, propondo, assim, um exame de consciência a fim de preparar o coração para o Natal. Ele também enfatizou que o Espírito Santo é capaz de curar toda enfermidade.
A imagem sobre a qual o Pontífice se concentrou em seu discurso foi a do Corpo de Jesus, comparando a Cúria a um pequeno modelo da Igreja, ou seja, um corpo que procura ser mais vivo, mais harmonioso e unido em si mesmo e em Cristo.
O Santo Padre reconheceu a complexidade da Cúria Romana que, justamente por sua dinamicidade,  não pode viver sem o relacionamento vital com Cristo. Um membro da Cúria que não se alimenta disso acaba se tornando um burocrata, um ramo que murcha e morre lentamente, disse.
“A oração cotidiana, a participação assídua nos Sacramentos, de modo particular na Eucaristia e na reconciliação, o contato cotidiano com a palavra de Deus e a espiritualidade traduzida em caridade vivida são alimento vital para cada um de nós”, indicou.
Francisco lembrou que a Cúria é chamada a melhorar constantemente e a crescer em comunhão, santidade e sabedoria para realizar sua missão. Porém, como todo corpo, ela também está exposta a algumas doenças, que enfraquecem o serviço a Deus.
O Santo Padre fez um “catálogo” dessas doenças que podem afetar a Cúria, elencando 15 itens:
1 – sentir-se imortal, imune ou até mesmo indispensável, negligenciando os controles necessários e habituais
2 – a doença do “martalismo” (que vem de Marta), da ocupação excessiva
3 – a doença do “empedramento” mental e espiritual, isso é, daqueles que têm coração de pedra
4 – planejamento excessivo e funcionalismo, tornando o apóstolo um contador ou comercialista
5 – má coordenação, sem harmonia entre as partes do “corpo”
6 – “Alzheimer espiritual”, ou seja, o esquecimento da história da Salvação, da história com o Senhor, do “primeiro amor”
7- rivalidade e orgulho, quando a aparência, as cores das vestes e insígnias de honra tornam-se o objetivo primário da vida
8– esquizofrenia existencial, que é a doença dos que vivem uma vida dupla, fruto da hipocrisia típica do medíocre e do progressivo vazio espiritual que licenciaturas ou títulos acadêmicos não podem preencher
9 – fofocas, murmurações e mexericos
10 – a doença de divinizar os chefes, que é a daqueles que cortejam os superiores esperando obter sua benevolência
11- indiferença para com os outros
12 – doença da “cara fúnebre”, de pessoas carrancudas que pensam que para serem sérias é preciso pintar a face de melancolia, de severidade e tratar os outros com rigidez, dureza e arrogância
13 – a doença do acumular, quando o apóstolo procura preencher um vazio existencial no seu coração acumulando bens materiais, não por necessidade, mas para se sentir seguro
14 – doença dos círculos fechados, onde a pertença ao grupinho se torna mais forte que aquela ao Corpo e, em algumas situações, ao próprio Cristo
15 – a doença do lucro mundano, do exibicionismo
“Irmãos, tais doenças e tentações são naturalmente um perigo para cada cristão e para cada cúria, comunidade, congregação, paróquia, movimento eclesial…e podem atingir seja em nível individual seja comunitário”, disse o Papa, lembrando que apenas o Espírito Santo é capaz de curar toda enfermidade.
Fonte: http://papa.cancaonova.com/papa-alerta-curia-sobre-doencas-e-pede-exame-de-consciencia/

domingo, 21 de dezembro de 2014

PENTECOSTE, O PAÍS DAS MARAVILHAS - DÁ UMA CONFERIDA E CONFIRME


Trecho retirado do Blog do Sindsep
1. Não dá reajuste salarial aos servidores;
2. Não paga insalubridade;
3. Não paga periculosidade;
4. Não paga adicional noturno;
5. Não respeita o (1/3) terço de planejamento para a educação infantil e profissionais da zona rural;
6. Não respeita o PCCR do magistério;
7. Não valoriza os profissionais do magistério;
8. Não utiliza o percentual dos 40% para incentivo à formação;
9. Não dá condições básicas para um bom desenho na sala de aula;
10. Não dá condições de trabalho para os demais servidores da educação;
11. Retira o direito ao incentivo deslocamento garantido no PCCR do magistério;
12. Não permite a progressão funcional dos professores;
13. Não paga qüinqüênio, pó de giz ( garantido na lei orgânica);
14. Não valoriza secretários escolares;
15. Não valoriza auxiliares, vigias, agentes........;
16. Não paga o piso dos agentes de endemias;
17. Não valoriza os servidores da saúde;
18. Não permite a criação do PCCR da saúde;
19. Não paga diárias aos motoristas da saúde ( garantidos em lei municipal);
20. Não paga o direito a (1/3) um terço de férias;
21. Desvaloriza os motoristas efetivos quando retira dos mesmos o direito ao mesmo salário base dos contratados;
22. E outros desrespeitos que se falado aqui teremos uma quilometragem até a região do Cariri.
Agora esta mesma prefeita:
1. Comete abuso de poder;
2. Seus assessores e gestores da administração cometem assédio moral;
3. Ameaçam servidores;
4. Desrespeita o Supremo Tribunal Federal;
5. Desrespeita o Ministério Público;
6. Desrespeita o Tribunal de Justiça do Ceará;
7. Retira da população de Pentecoste o direito à saúde, quando a mesma envia para a UPA todos os atendimentos médicos e de emergência, lembrando que a UPA não tem médicos...................
Visualizando o site da prefeitura que só serve para propagar o ”impropagável”, visualizei: (Trecho escrito por Claudia Melo - Retirado -http://pentecostesindsep.blogspot.com.br)

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS PARA O MUNICÍPIO DE PENTECOSTE EM 2016

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS PARA O MUNICÍPIO DE PENTECOSTE/ CEARÁ   EXERCÍCIO: 2016 Total destinado aos favorecidos situados n...