quinta-feira, 22 de julho de 2010

FACIL E DIFICIL

Um poema de Drummond para refletirmos e reverenciarmos a vida…
Falar é completamente fácil, quando se tem palavras em mente que expressem sua opinião.
Difícil é expressar por gestos e atitudes o que realmente queremos dizer, o quanto queremos dizer, antes que a pessoa se vá.
 Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias.
Difícil é encontrar e refletir sobre os seus erros, ou tentar fazer diferente algo que já fez muito errado.
 Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir.
Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer sempre a verdade quando for preciso. E com confiança no que diz.
 Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre esta situação.
Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer. Ou ter coragem pra fazer.
 Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado.
Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece, te respeita e te entende. E é assim que perdemos pessoas especiais.
 Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar.
Difícil é mentir para o nosso coração.
 Fácil é ver o que queremos enxergar.
Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto. Admitir que nos deixamos levar, mais uma vez, isso é difícil.
 Fácil é dizer “oi” ou “como vai?”
Difícil é dizer “adeus”. Principalmente quando somos culpados pela partida de alguém de nossas vidas…
 Fácil é abraçar, apertar as mãos, beijar de olhos fechados.
Difícil é sentir a energia que é transmitida. Aquela que toma conta do corpo como uma corrente elétrica quando tocamos a pessoa certa.
 Fácil é querer ser amado.
Difícil é amar completamente só. Amar de verdade, sem ter medo de viver, sem ter medo do depois. Amar e se entregar. E aprender a dar valor somente a quem te ama.
 Fácil é ouvir a música que toca.
Difícil é ouvir a sua consciência. Acenando o tempo todo, mostrando nossas escolhas erradas.
 Fácil é ditar regras.
Difícil é seguí-las. Ter a noção exata de nossas próprias vidas, ao invés de ter noção das vidas dos outros.
 Fácil é perguntar o que deseja saber.
Difícil é estar preparado para escutar esta resposta. Ou querer entender a resposta.

Fácil é chorar ou sorrir quando der vontade.
Difícil é sorrir com vontade de chorar ou chorar de rir, de alegria.
 Fácil é dar um beijo.
Difícil é entregar a alma. Sinceramente, por inteiro.
 Fácil é sair com várias pessoas ao longo da vida.
Difícil é entender que pouquíssimas delas vão te aceitar como você é e te fazer feliz por inteiro.
 Fácil é ocupar um lugar na caderneta telefônica.
Difícil é ocupar o coração de alguém. Saber que se é realmente amado.
Fácil é sonhar todas as noites.
Difícil é lutar por um sonho…

BLOG DO GABRIEL CHALITA

quarta-feira, 21 de julho de 2010



Somos aquilo que somos e tal como somos viemos de Deus e isso é tudo para os que creem nele. Somos a mais perefeita obra das mãos do criador. Viemos ao mundo potencializados para desenvolver a inteligência e para isso não nos faltou os requisitos necessários para o desabrochar dessa façanha.
Ah! Qão maravilhoso é compreender essa verdade. Ter plena certeza do amor de Deus. Poder dormir e acordar como essa certeza pertinente que muitas vezes nos levam ao riso ou as lágrimas. Bendito Deus que criou tudo perfeito e que revelou sua perfeição no homem, obra prima de suas mãos, dando não só a condiçao de ser Deus mas de agir como ele agiria e de amar como ele amou. Bendita natureza que a todo instante regozija-se em seu explendor de contentamento por saber quem o criou.
Esse é meu Deus, meu tudo, minha única e suficiente riqueza. Nele eu tenho tudo e nada me falta.
Com ele, embora nao tenha nada, tenho tudo. Do contrário, nada terei, embora esteja cerdado de tudo. Tamanho é o preenchimento na alma provocada pelo meu Senhor.

A esse Deus sejam dadas a honra, a glória e o poder agora e por toda eternidade. Amem!!!!!!!     

terça-feira, 20 de julho de 2010

DIA DO AMIGO


Não posso dar soluções para todos os problemas de tua vida,


nem tenho respostas para todas tuas dúvidas e temores,


mas posso escutar-te e buscá-las junto contigo.


Não posso mudar teu passado, nem teu futuro,


mas quando necessitares de mim estarei junto a ti.


Não posso evitar que tropeces.


Somente posso oferecer-te minha mão para que te segure e não caia.


Tuas alegrias, teus triunfos e teus êxitos não são meus,


mas alegro-me sinceramente quando te vejo feliz.


Não julgo as decisões que tomas na vida.


Limito-me a apoiar-te, a estimular-te e a ajudar-te se me pedires.


Não posso traçar limites dentro dos quais deves viver,


mas sim te ofereço espaço necessário para crescer.


Não posso evitar teus sofrimentos quando algo te parta o coração,


mas posso chorar contigo e recolher os pedaços para arrumá-lo de novo.


Não posso dizer-te quem és, nem quem deverias ser.


Somente posso querer-te como és e ser teu amigo.


Nestes dias orei por ti.


Nestes dias me pus a recordar minhas amizades mais preciosas.


Sou uma pessoa feliz: tenho mais amigos do que imaginava.


Isso é o que eles me dizem, me demonstram.


É o que sinto por todos eles.


Vejo o brilho em seus olhos, o sorriso espontâneo e a alegria que sentem ao me ver.


E eu também sinto paz e alegria quando os vejo e quando conversamos;


seja na alegria ou seja na serenidade.


Nestes dias pensei em meus amigos e amigas e entre eles apareceste tu.


Não estavas acima, nem abaixo, nem no meio.


Não encabeçavas, nem concluías a lista.


Não eras o número um, nem o número final.


O que sei é que te destacavas por alguma qualidade que transmitias e com a qual há tempos enobrece minha vida.


Eu tampouco tenho a pretensão de ser o primeiro, o segundo ou o terceiro de tua lista.


Basta que me queiras como amigo.


Então, entendi que realmente somos amigos.


Orei e agradeci a Deus por ter me dado a oportunidade de ter um amigo como tu.


Era uma oração de gratidão, porque tu tens tornado melhor a minha própria vida.




Tradução por Cirilo Veloso do original em espanhol escrito por J. L. Borges.
Para pensar

Pentecoste passa por um processo de mudança pilitico e social. É notória que as pessoas estão mudando suas posturas. Estão passando a atuar de forma mais coerente em relação ao que diz respeito a luta por seus diretitos e sua cidadania. Temos algumas associações e sindicatos e grupos de estudos que contribuem para essa mudança. Temos várias pessoas cheias intenções para contribuir de forma positiva com essas instituições. Mas, como sempre, tem sempre aqueles indivíduos que  aparentam querer contribuir com o progresso do grupo ou da sociedade. Porém, com o passar do tempo, percebe-se que esses individuos tem outros interesses dentro do grupo. São os lobos que tentam manobrar os demais. Quando isso não acontece tentam difamr a imagem dos membros do próprio grupo do qual faz parte. Pessoas como essas, por não terem sucesso por méritos, ou tentam difamar os outros ou tentam convencer a outros de suas ideias no mínimo um desvaneio, cheio de fantasias. Normalmente essas pessoas se acham o dono da verdade e que podem fazer tudo. Mas não precisa ir longe e perceber que pessoas com essas caracteristicas nunca fizeram nada que marque a história do grupo, da associação e por onde ele esteve. Basta ir onde esses trabalham. São os que sempre querem ter razão. Não aceitam o que os outros dizem. Não conseguem está por baixo. Qurem estar sempre por cima. Não entendem que isso é conquistado por méritos. É preciso ter carater para sustentar liderança sobre outros. Do contrário é bobagem tentar ser lider. Demora um tempo e um pouco mais. Porém, como essa estrutura de personalidade não vai muito longe não. É como alguns membros de religões, por não entenderem a posição de seus pastores saem por ai fundando as igrejinhas. 
Espero que Pentecoste cresça, mas cresça mesmo em consciência. Que nós sejamos pessoas de opnião propria e nao viver  escutando conversa de pessoas que demosntra tanta capacidade e competência. Mas olha só a competência dessas pessoas. O que fazeram de extraordinário? Estão sempre atrás de beneficiar-se a si próprio e dizendo normalmente assim: se fosse eu teria feito isso ou ainda: eles não fazem nada. Ma se perguntar se ele ajudou ele dirá com firmeza: fiz de tudo mas ninguem me escutou. Ora, sempre queria impor suas idéias e não as do coletvo, do grupo e mais, tudo o que os outros dizem está errado. não consegue entender que a voz da maioria é que manda. Pessoas como essas querm mater sempre os outros sobre os seus grilhões idealista.
Portanto, povo bom de Pentecoste, cheio de inteligência, pense muito antes tomar decisões que parecem, a principio, algo estupendo. Saiba que as coisas nunca aconteceram como agente queria. É luta e em quaquer lugar que estejamos vai ser sempre assim. Há pessoas que nos agradam e outra que não. Quem vive atrás de novidade ou atrás de agrados vai sofrer muitas decepções.

Todos os leitores minha gratidão.         
Ola, Bom Dia a Todos!!


Ser sábio não quer dizer ser perfeito, nao falhar, não chorar e não ter momentos de fragilidade. Ser sabio é aprender a usar cada dor como uma oportunidade para aprender lições, cada erro como uma ocasião para corrigir rotas, cada fracasso para ter mais coragem. Nas vitórias os sábios são amantes da alegria; nas derrotas são amigos da reflexão. 

segunda-feira, 19 de julho de 2010

ESTARRECEDOR

76 mulheres assassinadas só no primeiro semestre de 2010

Clique para Ampliar
Uma rotina sem fim: mulheres são assassinadas de forma cruel por seus atuais ou ex-companheiros em todo o Ceará
FOTO: JOSÉ LEOMAR
Clique para Ampliar
Clique para Ampliar
19/7/2010 
Caso essa tendência não mude, teremos neste ano o maior índice de crimes contra a mulher dos últimos tempos

Sombrio. Os números relativos às mulheres assassinadas no primeiro semestre deste ano, no Ceará, superam as estatísticas até aqui levantadas. Nada menos do que 76 vítimas sucumbiram diante de seus algozes, normalmente, os próprios companheiros ou ex-namorados, maridos, que matam de forma banal.

O Brasil ainda não se refez das duas últimas tragédias envolvendo crimes bárbaros contra a mulher. Em São Paulo, a advogada Mércia Nakashima foi encontrada morta, boiando numa represa. O principal suspeito, seu ex-namorado, Mizael Bispo, que teria contratado um vigilante para fazer o "serviço".

Em Minas, a ex-amante do goleiro do Flamengo, Bruno teve um fim macabro, sem comparação até mesmo com os mais violentos filmes produzidos pela indústria do cinema. Depois de morta e esquartejada, Eliza Samudio, 24,teve os seus restos mortais atirados para os cães, segundo inquérito policial.

Essa autêntica dizimação contra o sexo feminino no Estado teve o recorde em 2009, levando-se em consideração os últimos seis anos, com 136 assassinados, conforme levantamento do jornal. Nos primeiros seis meses de 2010, foram 76 crimes. Caso se mantenha essa realidade sangrenta, passaremos dos 150. Na região do Cariri, onde cerca de 20 mulheres são trucidadas todos os anos, os números levaram muitos especialistas a estudar o "fenômeno".

Para monitorar essa triste realidade, a Universidade Estadual do Ceará (Uece) criou, este ano, o Observatório de Violência contra a Mulher (Observem). A assistente social e doutora em Sociologia, Maria Helena de Paula Frota, coordenadora da instituição, acredita que a cultura da impunidade e o machismo, que perduram de há muito, são as principais causas de tanta atrocidade contra a mulher. "Os agressores acreditam que não serão punidos. Por isso agem dessa forma. Quando a Lei Marinha da Penha entrou em vigor, no final de 2007, tivemos logo a seguir (em 2008) uma diminuição dos casos de agressão e assassinato. Depois, as estatísticas voltaram a subir. Apesar disso, ainda creio que possamos mudar essa realidade", afirma Maria Helena.

A coordenadora do Observem lembra que, atualmente, as mulheres estão perdendo o medo e denunciando seus agressores. "É que muitos deles continuam reagindo, como se não aceitassem que nós estamos num outro tempo". Outro aspecto que deve ser trabalhado é o da mudança de hábito.

"Essa forma de discriminação com que são criadas as mulheres em relação aos homens é milenar. Não se pode mudar os costumes de uma hora para outra. Levará décadas para acontecer. A educação será importante para que os filhos homens de hoje respeitem suas companheiras amanhã".

A professora de Psicologia da Universidade de Fortaleza (Unifor), Heleni Barreira, enfatiza que o mais preocupante é que a maioria das agressões e dos crimes são praticados por maridos, namorados, noivos, companheiros ou ex-parceiros que já não se relacionam mais com a vítima. "Mesmo após rompida a relação, esses homens ainda se sentem donos e com direito a mandar na ex-companheira".

Heleni Barreira explica que a agressividade é inerente à condição humana. "Nós precisamos de um certo grau de agressividade para nos defendermos das adversidades. Ao contrário dos demais animais, o homem (no sentido antropológico), desde muito cedo aprende a linguagem e é inserido nos códigos sociais. A partir disso, da nossa educação, vai aprendendo a controlar os seus instintos e impulsos. É por isso que, por mais raiva que possa vir a ter, não partem para a agressão e às vezes, para o assassinato".

"Situação contrária - prossegue a professora - ocorre aos agressores. Eles extrapolam da passagem (momento de raiva) para o ato (agressão). É uma atitude primitiva, radical. Até quem lida com essa questão fica estarrecido com um crime atrás do outro, com tanta crueldade".

No entender da professora, o problema só será resolvido com uma série de decisões, como a mudança da lei, que deveria ser mais rigorosa. "Um assassinato de uma mulher por um companheiro pode, além de tudo, comprometer a criação dos filhos", alerta a psicóloga.


JUSTIÇA
Medidas protetivas mantêm os agressores longe das vítimas


Nada menos do que 1.869 medidas protetivas foram adotadas nos seis primeiros meses pela titular do Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, juíza Rosa Mendonça, em defesa de mulheres ameaçadas de morte.

Com a adoção das medidas, os possíveis agressores ficam impedidos por lei de se aproximar das vítimas. O instrumento tem se mostrado eficaz para afugentar os candidatos a algoz.

Segundo Rosa Mendonça, nos anos 80 do século passado, após a eclosão de crimes de grande repercussão nacional um pouco antes, como os de Doca Street, que matou a sua companheira Ângela Diniz (1976), e o cantor Lindomar Castilho, que assassinou Eliane de Gramond (1981), a luta contra a violência tendo como vítima as mulheres tomou novo impulso.

"Foi muito importante esse período. Em 1985 surgiu a primeira Delegacia da Mulher, em São Paulo. Antes, disso, as mulheres se sentiam intimidadas. Em 1995, foram criados os juizados especiais de pequenas causas, que passaram a julgar os crimes contra as mulheres, que resultavam em punição brandas, como o pagamento de cestas básicas", diz a juíza.

O certo é que aconteceu um retrocesso. "Mais de 50% dos processos encaminhados em juízo eram tratados com desdém, considerados como briga de marido e mulher, o que passou a desestimular as vítimas", afirma Rosa Mendonça.


Ressurgimento


Após esse período de desilusão, a luta das mulheres por justiça voltou a aflorar. "O movimento ganhou força. As leis começaram a ser modificadas, até surgir a "Maria da Penha", que trouxe medidas como a prisão em flagrante dos agressores, prisão preventiva decretada por crimes de menor potencial e instauração de inquérito em todos os processos", lembra.

A juíza observa que, antes da Lei Maria da Penha, a mulher ia registrar a denúncia e o delegado mandava ela levar a notificação. "O resultado é que ela voltava a apanhar".

Apesar de ver uma evolução na luta feminina contra a violência, Rosa Mendonça diz que muito ainda precisa ser feito. "O juizado não pode trabalhar sozinho. Em Fortaleza existem apenas dois centros de referência e duas casas de abrigo. No Interior, não temos nada".

Conforme a magistrada, as casas de abrigos existentes em nossa Cidade - uma da Prefeitura , outra do Estado - não atendem a demanda. "Precisamos melhorar o atendimento para combater a violência. Muitas mulheres vêm para cá sem ter sequer o dinheiro do transporte. Foi preciso fazer um convênio com a Secretaria de Ação Social para receber vale transporte e repassar às vítimas".


Crack


Cerca de 90% dos processos envolvendo agressão às mulheres têm como origem o uso do crack, uma das drogas mais devastadoras. "São questões que precisam ser atacadas imediatamente. A droga, a falta de formação profissional e o acompanhamento psicológico dos filhos de mulheres agredidas fazem parte dessa complexa situação. Avanços ocorreram, mas é preciso caminhar com mais celeridade rumo às soluções".


A opinião do especialista


Desvalorização
Mary del Priore - Historiadora

Muito se fala da violência de homens contra mulheres, e com razão. Vivemos numa sociedade machista. Silêncio, porém, sobre aquela das mulheres entre elas. Os números são chocantes. Cada vez mais, mulheres, sobretudo jovens, agridem outras mulheres, jovens ou idosas. Os números dos conflitos entre mães e filhos, entre colegas de trabalho também assusta. Tudo indica que o problema não está na rua. Mas em casa. É lá que as mulheres escondem seus sentimentos masculinizados. Muitas protegem filhos que agridem outras mulheres, não os deixam lavar louça ou arrumar o quarto. "Homem não nasceu para isso"! A ideia é tornar marido e filhos dependentes delas em assuntos domésticos, pois muitas são dependentes financeiras, deles. Outras calam sobre comentários machistas de seus companheiros, incentivam piadas e estereótipos sobre a "burrice" feminina, cultivando o mito da virilidade. Gostam de se mostrar frágeis, pois acreditam que eles assim se sentem mais potentes, e de ser chamadas de "xuxuzinho" ou "gostosona", tudo o que seja convite a comer.

O título de "cachorra" é um elogio. Mulher forte? É "sapatona"! A "Melancia"? Linda! Acreditam que a feminilidade é um estado natural a ser conservado e que todas as despesas aí investidas, até cirurgias que desfiguram, são um bom negócio. São coniventes com a propaganda sexista e com a vulgaridade da mídia. Na TV, aceitam temas apelativos e não se incomodam que os mesmos encham a cabeça de suas filhas.

Conclusão: há uma desvalorização grosseira das mulheres, por elas mesmas. Este comportamento ajuda, certamente, a que se continue cavar um grande fosso entre homens e mulheres. É compreensível. Afinal, o companheiro, o marido, o namorado teve uma mãe machista! Vamos eliminar a violência entre homens e mulheres, mas também, aquelas enraizadas dentro de nós.


FERNANDO MAIA

REPÓRTER

 Fonte:  Diário do NordesteddsDiario

SER AUTOR DA PRÓPRIA HISTORIA

Se considerarmos a mente humana como um grande teatro, é possível afirmar que, devido a fragilidade do eu para atuar dentro de si, a maioria das pessoas fica na platéia assistindo passivamente a seus conflitos e misérias psíquicas encenados no palco. precisamos sair da platéia, entrar no palco dos nossos pensamentos e emoçoes e dirigir a nossa história.

Augusto Cury.

Precisamos reconhecer nossas deficiências e trabalhar nelas, tentando mudar visão, sair da periferia mental e alimentar nossa mente de bons sentimentos. Acreditar que Deus esta pronto para nos equilibrar na corda da vida, que por sinal é uma aventura maravilhosa.
Precisamos viver as aventuras de cada dia. Olhando sempre para frente e visualizando os horizontes da felicidade, do amor, da concórdia.

Tenha um excelente semana, todos quanto passarem por esse blog.

Deus abençoei  TODOS.   

Evangelho (Mateus 12,38-42)

Segunda-Feira, 19 de Julho de 2010
16ª Semana Comum



— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 38alguns mestres da Lei e fariseus disseram a Jesus: “Mestre, queremos ver um sinal realizado por ti”. 39Jesus respondeu-lhes: “Uma geração má e adúltera busca um sinal, mas nenhum sinal lhe será dado, a não ser o sinal do profeta Jonas.
40Com efeito, assim como Jonas esteve três dias e três noites no ventre da baleia, assim também o Filho do Homem estará três dias e três noites no seio da terra. 41No dia do juízo, os habitantes de Nínive se levantarão contra essa geração e a condenarão, porque se converteram diante da pregação de Jonas. E aqui está quem é maior do que Jonas.42No dia do juízo, a rainha do Sul se levantará contra essa geração, e a condenará, porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão. E aqui está quem é maior do que Salomão”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.



Saborear o Sinal e os sinais.

Postado por: padrepacheco

julho 19th, 2010
Os escribas e fariseus pedem um sinal para Jesus, um milagre, para se certificarem que Ele é verdadeiramente o Filho de Deus Pai; eles não acreditavam e, pior, não se abriam para a graça, para a experiência com o Messias.
Por mais surpreendente que pudesse ser o milagre, nenhum seria capaz de convencê-los, pois estavam totalmente fechados à experiência. Tamanho fechamento era, que Jesus “apelou” em comunicar o maior milagre e sinal – depois dele próprio, pois Ele é o sinal por excelência – que iria realizar: a sua ressurreição, apos três dias no ventre da terra, como Jonas esteve três dias dentro da baleia.
Nada é surpreendente ao que não quer crer; nada sinaliza aquele que não quer acreditar. Em contra partida, aqueles que se abrem para a graça, para a experiência com o Senhor, é capaz de vir de longe – como a rainha de Sabá – e experimentar a maior graça na vida: a graça da conversão.
Devemos nos perguntar, seriamente, algo muito importante: se Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e sempre, por que não estamos experimentando tamanhos milagres e sinais na nossa vida hoje? Será que Jesus deixou de realizar as grandes maravilhas? Não! O problema é que nos encontramos num total fechamento ao maior sinal, que é o próprio Senhor, a exemplo dos fariseus e escribas. Só vê, presencia e saboreia milagre quem é simples, quem passa a ver a vida através da ótica de Jesus; quem olha com o olhar de Jesus, nunca presenciará somente a cruz, mas a ressurreição que está alem da cruz e do sofrimento; quem vê bem, vê com o olhar do coração, pois o essência, o milagre, o sinal, só pode ser visto com o olhar do coração; ele é invisível aos olhos.
Onde encontra-se o nosso olhar? É no Senhor, na sua vontade? É nos irmãos com o intuito de servi-los e amá-los? Ou o nosso olhar está preso no nosso umbigo? Nas nossas coisinhas, nos nossos probleminhas? Quem olha para si e não para os outros, a começar pelo Senhor, nunca conseguirá enxergar a vida com a beleza que ela possui! Por isso, nunca conseguirá presenciar e saborear os grandes milagres, que humanamente falando, sempre é tão pequeno.
O teu corpo, o meu corpo, é uma ressonância de milagres. Quem bombeia o teu coração? Quem fez você acordar nesta manhã? Como pode tudo funcionar desta forma no teu organismo? Quem projetou isso? Saiamos de nós, dos nossos melindres e murmurações e partamos para um olhar mais profundo e maduro acerca da vida e das maravilhas que nos circundam. Quanta murmuração acerca da vida, das pessoas… desinstala! Tome posse e entre em comunhão definitiva com o grande Sinal – que é Cristo – para poder saborear os sinais à nossa volta, pois nenhum sinal nos será dado mais! Coragem!
Padre Pacheco,
Comunidade Canção Nova.


/www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/index.php

domingo, 18 de julho de 2010

Padre mediará debate de candidatos em TVs católicas

ANNE WARTH - Agência Estado
O padre Antônio Cesar Moreira Miguel, de 64 anos, será o mediador do primeiro debate de candidatos à Presidência da República realizado por duas emissoras de televisão católicas, a TV Aparecida e a Canção Nova, no dia 23 de agosto.
Também formado em jornalismo e diretor-geral da TV Aparecida, padre Cesar diz que o evento deve contar com a presença dos principais presidenciáveis, e promete um debate "espinhoso" com os temas que interessam à Igreja, como aborto, pesquisas com células-tronco, Plano Nacional de Direitos Humanos e exposição de símbolos religiosos em repartições públicas.
Para o padre, "falar que não se deve misturar política e religião é ignorância". A candidata do PT, Dilma Rousseff, ainda não teve a participação confirmada pela sua assessoria de imprensa.
Blocos
O debate será composto de quatro blocos. O primeiro terá uma pergunta inicial feita a todos pelo padre Cesar, fora da temática religiosa. Em seguida, haverá o sorteio de perguntas pré-selecionadas, feitas pelo padre a todos os candidatos.
No segundo bloco, as perguntas serão formuladas por três jornalistas convidados pelas emissoras. No terceiro bloco, membros de pastorais e movimentos ligados à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) serão os autores das perguntas. "Queremos mostrar a cara da Igreja, que não é feita apenas de padres", disse.
No último bloco, haverá o sorteio de temas relativos a algum problema do País. Cada candidato terá de responder à pergunta "Como você resolverá o problema?". A seguir, os candidatos farão as considerações finais. Uma equipe de advogados deve acompanhar a realização do debate.
TV CANÇÃO NOVA E TV APARECIDA
FONTE: ESTADÃO 


Política


Segundo o dicionário – política significa arte ou ciência de governar uma nação. Conjunto de métodos, objetivos, atitudes ou medidas de caráter político. Mas, existem outras colocações para o conceito de política. A política da boa vizinhança. Usar de uma boa política para com todos. Respeito, amizade...
Politicagem – política de baixo nível, em que a ética é apenas um detalhe sem importância; politicalha.
Ética – referente aos valores morais da conduta humana.
De acordo com a conduta do candidato ou político, dizemos se ele tem ética, é um verdadeiro político ou se ele é politiqueiro.
Para os gregos a política era considerada um meio para que as pessoas pudessem chegar a uma vida boa. Essa vida boa era entendida como racional, feliz e justa, própria dos homens livres.
Essa vida boa está garantida na constituição: saúde, educação, lazer, trabalho, segurança, entre outros. Se perguntássemos aos políticos eles diriam que já oferecem essa garantia ao povo. Só que na maioria das vezes prestam serviço de péssima qualidade, enquanto que na realidade estão se utilizando do que poderia ser a melhoria da população em beneficio próprio. Isso é crime e nós precisamos conhecer toda essa realidade para podermos agir e fazer a diferença.
E, quando a sociedade tomar consciência dessa aberração deve tomar providência para exigir serviços de qualidade e o fim de toda essa sujeira que não parece em nada com os conceitos da origem de política, que é promover o bem comum.
Os gregos afirmavam que, para uma vida superior só existe na cidade justa e, por isso mesmo a política pode auxiliar, quando é desenvolvida dentro da ética e dos princípios. No nosso caso, baseadas na Constituição Federal. Promovendo o bem aos cidadãos. Esse tipo de política é que o Brasil precisa. Nosso Estado, nosso Município.
Mas, não é o que vemos. Estamos cercados pela politicagem barata, onde se tenta manobrar as pessoas com discursos escritos nos escritórios da incompetência que não condiz com a realidade.
Para desfazer, acabar com esse mal é necessário mudar nossa postura como cidadãos. Fazendo análises mais apuradas da realidade e modificá-las dizendo não e tomando parte nessa mudança. Do contrario, continuaremos como fantoches nas mãos dos manipuladores de consciência.
Para Platão e Aristóteles o caráter natural da Polis (cidade) é da justiça. Podemos dizer que essa justiça acontece por meio da política. Não uma política qualquer, mas a política séria, que só acontece por meio de pessoas íntegras e não por pessoas doentes pelo poder, pela ganância, pelo proveito próprio.
Alguém pode dizer que isso é utopia e eu digo que continuará sendo enquanto nossa postura não mudar. Se você esta lendo esse artigo e mudar seu pensamento e suas atitudes, já é um a menos que não contribuirá para a continuação desse mal.
Somos políticos quando agimos e lutamos por mudanças, pelo bem comum, pela liberdade e dignidade de todos. 

Poste seus comentários a respeito desse artigo.            

JUIZ DE PENTECOSTE DETERMINA AO MUNICÍPIO DE PENTECOSTE A CUMPRIR EXECUÇÃO DE SENTENÇA QUE GARANTE SALÁRIO MÍNIMO AOS SERVIDORES DE PENTECOSTE MESMO COM CARGA HORARIA REDUZIDA

Caríssimos companheiros e companheiras, boa tarde! É com imensa satisfação que o SINDSEP (Sindicato dos Servidores Municipais ...