sábado, 7 de junho de 2014

Beberibe, cenário de beleza, com muita água e muito sol, é a sede do VIII Congresso da Fetamce


Beberibe, cenário de beleza, com muita água e muito sol, é a sede do VIII Congresso da Fetamce


Beberibe, do Tupi, que significa "no rio que vai e vem", localizando-se na microrregião de Cascavel, litoral leste do Ceará e fica a 83km da Capital. Uma cidade iluminada pelo sol e colorida pelos tons que se revelam no degradê azul-esverdeado do mar de águas mornas, compondo uma paisagem apaixonante, enquadrada por uma extensa faixa de praias belíssimas, entre elas a Praia de Morro Branco e a Praia das Fontes.  Beberibe, terra do imponente e do belo Monumento Natural das Falésias, que proporcionam passeios inesquecíveis, passando por piscinas naturais, e por coqueirais que se balançam, filtrando os raios dourados do amanhecer, é o local que recebe o VIII Congresso da Federação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal no Estado do Ceará – Fetamce.

A atividade, que reunirá cerca de 400 convidados, entre delegados servidores municipais, palestrantes e diretores do movimento sindical, será realizada no Hotel Parque das Fontes, que, como o nome já diz, fica apontado para o litoral, numa área de 80.000 m², localizado em uma aldeia piscatória rodeada por dunas, falésias, lagoas e baías de água cristalina. É um verdadeiro paraíso ecológico, que conta com um gigantesco Centro de Eventos, com auditórios, salas de aula, restaurantes, acomodações confortáveis, entre outros atributos, que leva toda comodidade e segurança para os convidados do evento.
Bem-vindos a Beberibe!
Última atualização: 05/06/2014

Fonte: http://www.fetamce.org.br/noticias_detalhes.php?cod_noticia=2048&cod_secao=1

PLURALIDADE E DEFESA DA DEMOCRACIA MARCAM A ABERTURA DO VIII CONGRESSO DA FETAMCE


cog
Animação, memória e união foram os fios condutores da abertura do VIII Congresso da Federação dos Trabalhadores o Serviço Público Municipal no Estado do Ceará (Fetamce), realizada na noite desta sexta-feira (6), no Hotel Parque das Fontes, em Beberibe. O evento segue até o domingo (8).

Representantes de 146 sindicatos unificaram o movimento em repúdio ao golpe de 64, que torturou e matou trabalhadores e estudantes do País e comprometeram-se a sempre lutar, fazer valer e ampliar a democracia no Brasil.
Para a presidenta da Fetamce, Enedina Soares, a expressiva delegação do Congresso mostra o quanto cresceram os servidores municipais do Ceará. “Vocês não têm apenas lutado por questões corporativas, vocês se uniram aos demais movimentos sociais, pelo desenvolvimento social, democrático e político. Vamos conquistar não só nossos direitos, mas que as cidades possam respeitar as pessoas e suas diversidades. Nossas instituições precisam estar cada vez mais representativas. Nossos sindicatos devem estar cada vez mais ligados com os interesses da categoria. Se o prefeito ou prefeita não for trabalhar a população nem vai saber, mas se faltar o servidor municipal a população sente falta no mesmo minuto”. Espero que possamos fazer um grande debate, não só na quantidade, mas também na qualidade dos debates”, ressaltou.
Estiveram presentes no congresso o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Beberibe, Franciédson Oliveira; Glaydson Mota, secretario de Organização Sindical e Política Sindical da CUT-CE; Vilani Souza, presidenta da Confetam; Artur Bruno, deputado federal (PT-CE); Graça Costa, secretária de Relações do Trabalho da CUT Nacional, entre outras lideranças sindicais.

Ditadura Nuca Mais
A noite contou com uma grande homenagem aos que foram chamados no evento de “Heróis do combate à ditadura”. Com a entrega de rosas brancas e músicas de protesto das décadas de 60 e 70, Benedito Bezerril, Professor Candido Pinheiro, Gilvan Rocha, Inocêncio Uchoa e Rosa da Fonseca receberam flâmulas, em homenagem à história de luta. “Não se conquista direitos nem se avança na democracia sem a participação do povo. Vamos unir o povo rumo ao socialismo, que é o desejo maior dos trabalhadores”, ressaltou Benedito Bezerril, ex-preso político e membro de resistência ao golpe militar.

Ruth Cavalcante e Francisco Auto Filho também foram convidados, mas não puderam comparecer à solenidade e receberão as flâmulas da homenagem em casa.
Encerradas as atividades políticas, os trabalhadores fizeram um sarau de poesias. Amanhã haverá leitura e aprovação do Regimento do VIII Congresso, sessão de homenagens, debate conjuntura Internacional, Nacional e Estadual; e mesas temáticas. Confira aqui a programação completa.
Acompanhe também no Twitter e no Facebook as atualizações em tempo real.
Fonte: http://congresso.fetamce.org.br/noticias/pluralidade-e-defesa-da-democracia-marcam-a-abertura-do-viii-congresso-da-fetamce/

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Coroação de Nossa Senhora de Fátima atrai multidão



IMG_7637 [Resolução do desktop]Crato. Cerca de cinco mil pessoas, entre fiéis e curiosos, acompanharam, no final da tarde de ontem, a coroação da imagem de Nossa Senhora de Fátima, erguida no bairro Barro Branco, neste município. A estátua que homenageia a santa possui cerca de 50 metros é é considerada um dos maiores monumentos religiosos do país. A inauguração da estátua está prevista para o próximo dia 21, data em que serão comemorados os 250 anos de emancipação do município. A coroação da estátua de Nossa Senhora de Fátima contou com a presença do governador do Ceará, Cid Gomes, do presidente da Assembléia Legislativa, Zezinho Albuquerque, dos deputados Camilo Santana, Sineval Roque e Ely Aguiar, este idealizador do projeto de construção do monumento, além de secretários municipais e do prefeito de Crato, Ronaldo Sampaio Gomes de Matos.
Com o uso de um helicóptero do Ciopaer, foram realizadas diversas simulações para que a coroa fosse afixada a estátua. Além da base, que possui cerca de 7 metros, o monumento conta com cerca de 38 metros de altura, agora somados aos 7,30 metros da coroa de alumínio, cujo peso estimado é de 200 quilos.
Conforme o superintendente do do Departamento de Arquitetura e Engenharia do Ceará (DAE), Quintino Vieira, a área onde o monumento foi erguido receberá, ainda, uma réplica da igreja de Fátima, em Portugal, e também uma grande praça com infraestrutura de apoio, para melhor receber os visitantes do monumento.
A Prefeitura do Crato vem desenvolvendo uma série de projetos, que serão iniciados na localidade, no intuito de promover a infraestrutura da área. A iniciativa visa fortalecer o turismo religioso no Município, além de presentear os cratenses com a imagem de uma das santas mais populares, com tradicional devoção na cidade.
Fonte: Diário do Nordeste

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Entrevista de Aécio Neves no Roda Viva


Acompanhe os discursos daqueles que se propõe a governar o país.

Assista também a entrevista com Eduardo Campos e também da Presidenta Dilma.

Tire suas conclusões.

Câmara aprova Plano Nacional de Educação; texto segue para sanção


03/06/2014 - 21h15

O PNE estipula 20 metas para os próximos dez anos, entre elas a aplicação de 10% do PIB em educação.

Gustavo Lima/Câmara dos Deputados
Votação do PL 8035/2010, que aprova o Plano Nacional de Educação para o decênio 2011-2020
Deputados comemoram aprovação do Plano Nacional de Educação.
O Plenário da Câmara dos Deputados concluiu nesta terça-feira (3) a votação do Plano Nacional de Educação (PNE - PL 8035/10). Foi aprovado o parecer do relator, deputado Angelo Vanhoni (PT-PR), para o texto do Senado. A matéria será enviada à sanção presidencial.
O PNE estipula novas metas para os próximos dez anos, com o objetivo de melhorar os índices educacionais brasileiros. A principal inovação da proposta em relação ao plano anterior, cuja execução acabou em 2010, é a aplicação de um mínimo de recursos públicos equivalentes a 10% do Produto Interno Bruto (PIB) em educação.
O plano prevê o alcance dessa meta em duas etapas: um mínimo de 7% do PIB no quinto ano de vigência da futura lei; e 10% do PIB ao fim do período de dez anos.
Esses recursos também serão utilizados para financiar a educação infantil em creches conveniadas; a educação especial; e programas como o de acesso nacional ao ensino técnico e emprego (Pronatec), o de bolsas em faculdades privadas (Universidade para Todos – ProUni), o de financiamento estudantil (Fies) e o de bolsas para estudo no exterior (Ciência sem Fronteiras).

Para o relator, a aplicação de verbas públicas em programas em parceria com o setor privado não afeta a meta de aplicar um mínimo de 10% do PIB no setor público porque o cálculo foi feito com base no chamado Custo Aluno Qualidade (CAQ). “Esses valores são insignificantes se comparados ao que vamos investir em educação pública em dez anos”, afirmou Angelo Vanhoni.
O texto-base do relator foi aprovado no dia 28 de maio. Nesta terça-feira, os deputados rejeitaram dois destaques apresentados ao texto. Na única votação nominal ocorrida nesta terça, o Plenário manteve no texto, por 269 votos a 118, a contagem dos recursos desses programas nos 10% do PIB que devem ser aplicados.
Complementação de verbas
O Plenário rejeitou também outro destaque, do PMDB, que pretendia retirar do texto a obrigatoriedade de a União complementar recursos insuficientes de estados e municípios para cumprir o CAQ. O próprio autor do destaque, deputado Gastão Vieira (PMDB-MA), desistiu de defender sua proposta.

Segundo Vieira, o CAQ define que, se uma escola tiver determinados insumos, ela será uma boa escola, mas não há previsão de recursos para essa finalidade. “Ao contrário doFundeb, qualquer estado poderá questionar juridicamente a União para que ela pague o valor projetado por esse índice [CAQ]”, afirmou. Para Gastão Vieira, esse conceito precisa ser melhor definido.
De acordo com o texto, o CAQ e o Custo Aluno Qualidade inicial (CAQi), a ser usado nos dois primeiros anos, deverão traduzir um conjunto de padrões mínimos de qualidade do ensino estabelecidos na legislação educacional. A ideia é que o financiamento seja calculado com base no atendimento desses padrões.
Recursos
Em relação às principais metas relacionadas no projeto, dados da comissão especial que analisou o PNE indicam que, nos dez anos, os investimentos deverão saltar dos atuais R$ 138,7 bilhões para R$ 228,35 bilhões nas principais áreas.

Esses recursos deverão ser direcionados para a ampliação de matrículas e melhoria da qualidade do ensino em creches; pré-escolas; ensinos fundamental, médio e superior; educação especial; ensino em tempo integral; ensino de jovens e adultos; e educação profissional.
Fonte: http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/EDUCACAO-E-CULTURA/469610-CAMARA-APROVA-PLANO-NACIONAL-DE-EDUCACAO-TEXTO-SEGUE-PARA-SANCAO.html


terça-feira, 3 de junho de 2014

SE PREPARANDO PARA COPA?

Professor Valdeni Cruz


Imagem do Google
O povo está se preparando para torcer pelo Brasil "NA COPA". Lembro que quando eu tinha em torno de uns 10 anos de Idade e assisti aos jogos da Copa pela vez e ele perdeu, chorei feito um besta. Hoje entendo com clareza porque meu pai, Homem simples, mas homem de bem e de mãos cheias de calos pelo trabalho pesado do campo, queria me dar uns tapas. Eu chorava toda vez que me lembrava que o Brasil tinha perdido. Meu pai dizia: deixe de ser fi duma égua, seu besta... Chorando por besteira formada pelo tempo. Passou o tempo e hoje eu tenho este sentimento, mas com uma consciência amadurecida. Porque devo mesmo gritar por um time? Porque devo dizer que sou patriota só porque estamos no período da copa? Devemos ser patriotas todo dia, todo tempo. Devemos ser brasileiros é no dia a dia. Como posso me sentir tranquilo enquanto brasileiro se todo dia corro risco de vida; se sempre escuto noticias dos meus irmãos de outras pessoas que trabalham em fortaleza que não podem andar tranquilamente pelas ruas, pois sempre tem alguém de olho pelas calçadas para lhes tomar o que conseguem com sacrifício? E como posso me sentir seguro se não posso denunciar quem me rouba, pois como não tem punição ele vem e me mata depois? Este é o Brasil que devo gritar tentando encobrir a realidade? Eu sou brasileiro de fato e amo este país, mas me sinto traído todos os dias. Como professor todos os dias tento fazer o melhor que poso, mas não me sinto valorizado hora nenhuma. O país me nega o direito de um bom salário, de um plano de saúde, de uma aposentadoria digna. Meus colegas professores que hoje trabalham 200 horas e que chegaram no tempo de se aposentar, não estão querendo, pois se hoje recebem em torno de 2000 mil reais, se se aposentarem agora receberá um pouco mais de mil reais. Que incentivo é este? Penso que vivemos numa ilusão sem fim. Por outro lado, temos que trabalhar neste ano de 2014, 151 dias para o governo e somente depois disso é que trabalhamos pra nós. Este dinheiro seria bem justificado se, de fato, fosse utilizado para oferecer serviços dignos a população, mas como todos sabemos, está ai o caos em tudo quanto é público. Educação, saúde, transporte público, segurança e outros serviços essenciais para a população. Agora me digam se não seria alienação gritar gol, ai nessa Brasil quando na realidade tudo é uma grande mentira. Penso que se tivéssemos vontade própria e uma boa consciência, agiríamos de outra forma.

Discurso do Papa à Renovação Carismática Católica

Brasão do Papa
DISCURSO
Papa Francisco fala aos participantes do
37ª Convocação Nacional da Renovação Carismática Católica
Domingo, 1º de junho de 2014
Boletim da Santa Sé
Tradução: Liliane Borges

Queridos irmãos e irmãs !
Eu os agradeço pela acolhida. Certamente alguém falou para os organizadores que eu gosto muito dessa música, “Vive Jesus, o Senhor”. Quando eu celebrava na catedral de Buenos Aires a Missa com a Renovação Carismática, após a consagração, e depois de alguns segundos de adoração em línguas, cantávamos esta canção com tanta alegria e com força, como vocês cantaram hoje. Obrigado! Senti-me em casa!
Agradeço a Renovação no Espírito, o I’CCRS e a Fraternidade Católica,  por este encontro com vocês, que me dá tanta alegria. Agradeço também a presença dos primeiros que tiveram uma forte experiência do poder do Espírito Santo, creio que a Paty esteja aqui… Vocês, Renovação Carismática, receberam um grande presente do Senhor. Vocês nasceram de um desejo do Espírito Santo como “uma corrente de graça” na Igreja e para a Igreja. É isto que os define: “uma corrente de graça”.
O primeiro dom do Espírito Santo, qual é? O dom de si mesmo, que é amor e te faz apaixonar-se por Jesus.  E este amor muda a  vida. Por esta razão, se diz “nascer de novo para a vida no Espírito”. Como Jesus disse a Nicodemos. Vocês  receberam  o grande dom da diversidade dos carismas, a diversidade que leva à harmonia do Espírito Santo, ao serviço da Igreja.
Quando penso em vocês carismáticos, me vem a mesma imagem da Igreja, mas de um modo particular: penso em uma grande orquestra, na qual, cada instrumento é diferente do outro, e também as vozes são diferentes, mas todos são necessários para a harmonia da música. São Paulo nos diz, no capítulo 12 da Primeira Carta aos Coríntios.
Portanto, como é uma orquestra, ninguém na Renovação pode pensar em ser mais importante ou maior que o outro, por favor ! Porque, quando alguém de vocês pensa que é mais importante que o outro, maior que o outro, começa a peste! Ninguém pode dizer: “Eu sou o chefe”. Vocês, como toda a Igreja, tem um só chefe, um só Senhor: o Senhor Jesus. Repitam comigo: Quem é o chefe da Renovação? O Senhor Jesus! Quem é o chefe da Renovação? (Os participantes repetem) O Senhor Jesus! E podemos dizer isso com a potência que nos dá o Espírito Santo, porque ninguém pode dizer: “Jesus é o Senhor”, sem o Espírito Santo.
Como vocês devem saber – porque as notícias correm – nos primeiros anos da Renovação Carismática, em Buenos Aires, eu não amava muito esses carismáticos. E eu dizia a eles: “Parecem uma escola de samba!”.  Eu não partilhava da maneira deles rezarem  e  tantas coisas novas que estavam acontecendo na Igreja. Depois disso, eu comecei a conhecê-los e eu finalmente entendi o bem que a Renovação Carismática faz a Igreja. E essa história, que vai desde “escola de samba” para a frente, termina de uma forma especial: alguns meses antes de participar no Conclave, fui nomeado pela Conferência Episcopal,  o assistente espiritual da Renovação Carismática na Argentina.
A Renovação Carismática é uma grande força no serviço do Evangelho, na alegria do Espírito Santo. Você receberam o Espírito Santo que os fez descobrir o amor de Deus por todos os seus filhos e o amor pela Palavra.
Nos primeiros tempos diziam que vocês carismáticos estavam sempre com uma Bíblia, o Novo Testamento … Vocês ainda  fazem isso? [A multidão] Sim! Eu não tenho tanta certeza! Se não, voltem a este primeiro amor, sempre levar no bolso, na bolsa, a Palavra de Deus! E ler um trecho. Sempre com a Palavra de Deus.
Vocês, o povo de Deus, o povo da Renovação Carismática, tenham cuidado para não perder a liberdade que o Espírito Santo vos deu!
O perigo para a Renovação, como costuma dizer sempre, o nosso querido padre Raniero Cantalamessa, é a organização excessiva: o perigo de organização excessiva.
Sim, vocês precisam de organização, mas não percam  a graça de deixar Deus ser Deus! “No entanto, não há maior liberdade do que deixar-se guiar pelo Espírito, renunciando a calcular e controlar tudo, e permitir que Ele nos ilumine, nos guie, nos oriente, nos impulsione para onde Ele quer. Ele sabe o que é necessário em todas as épocas e em todos os momentos. Isso significa ser misteriosamente fecundo!” (Exortação Evangelii Gaudium, 280).
Um outro perigo é o de tornarem-se “controladores” da graça de Deus. Muitas vezes, os responsáveis (eu gosto mais do nome de “servos”) de algum grupo ou algumas comunidades tornam-se, talvez inconscientemente, os administradores da graça, decidindo quem pode receber o oração da efusão no Espírito e quem não pode. Se alguém faz assim, por favor, não façam mais isso, não faça mais isso! Vocês são dispensadores da graça de Deus, e não controladores! Não imponham uma alfândega ao Espírito Santo!
Nos Documentos de Malines, vocês têm um guia, um percurso seguro para não errar o caminho. O primeiro documento é: Orientação teológica e pastoral (1). O segundo é: Renovação Carismática e Ecumenismo, escrito pelo Cardeal Suenes, grande protagonista do Concílio Vaticano II. O terceiro é: Renovação Carismática e serviço ao homem, escrito pelo Cardeal Suenes e por Dom Helder Câmara.
Este é o percurso de vocês: evangelização, ecumenismo espiritual, cuidado com os pobres e necessitados e acolhida dos marginalizados. E tudo isso tendo como base a adoração! O fundamento da Renovação é adorar a Deus!
Me pediram para dizer o que o Papa espera da Renovação.
A primeira coisa é a conversão ao amor de Jesus que muda a vida e faz do cristão uma testemunha do Amor de Deus. A Igreja espera esse testemunho de vida cristã e o Espírito nos ajuda a viver a coerência do Evangelho para a nossa santidade.
Espero de vocês que partilhem com todos, na Igreja, a graça do Batismo no Espírito Santo (expressão que se lê nos Atos dos Apóstolos).
Espero de vocês uma evangelização com a Palavra de Deus que anuncia que Jesus é vivo e ama a todos os homens.
Que vocês deem um testemunho de ecumenismo espiritual com todos os irmãos e irmãs de outras Igrejas e comunidades cristãs que creem em Jesus como Senhor e Salvador.
Que vocês permaneçam  unidos no amor que o Senhor Jesus  pede a nós e a todos os homens, na oração ao Espírito Santo para chegar a esta unidade, que é necessária para a evangelização, em nome de Jesus. Lembrem-se que a “Renovação Carismática é por sua própria natureza ecumênica … a Renovação Católica se alegra com aquilo que o Espírito Santo realiza em outras Igrejas” (1 Malines 5,3 ).
Aproximem-se dos pobres, dos necessitados, para tocar neles, nas feridas de Jesus. Aproximem-se, por favor! Procurem a unidade na Renovação, porque a unidade vem do Espírito Santo e nasce  da  unidade da Trindade. A divisão,  vem de quem? Do demônio! A divisão vem do demônio. Fujam das lutas internas, por favor! Entre vocês, elas não devem existir!
Quero agradecer ao I’CCRS e a Fraternidade Católica, os dois organismos de Direito Pontifício do Pontifício Conselho para os Leigos, a serviço da Renovação mundial, empenhados em  preparar a reunião mundial de padres e bispos, a ser realizada em junho do próximo ano. Eu sei que decidiram compartilhar também  o mesmo escritório e trabalhar em conjunto, como um sinal de unidade e para gerenciar melhor os seus recursos. Estou muito satisfeito. Eu também quero agradecer-lhes, porque já estão organizando o Grande Jubileu do 2017.
Irmãos e irmãs, recordem: adorar a Deus, o Senhor! Este é o fundamento! Adorar a Deus. Busquem a santidade na nova vida do Espírito Santo. Sejam dispensadores da graça de Deus. Evitem o perigo da excessiva organização.
Saiam pelas ruas para evangelizar, anunciando o Evangelho. Recordem que a Igreja nasceu “em saída”, naquela manhã de Pentecostes. Aproximem-se dos pobres e toquem neles, nas feridas de Jesus. Deixai-vos guiar pelo Espírito Santo, com  liberdade; e por favor, não engaiolem o Espírito Santo! Com liberdade!
Busquem a unidade da Renovação, unidade que vem da Trindade!
E espero todos vocês, carismáticos de todo o  mundo, para celebrar, junto com o Papa, o vosso grande jubileu, em Pentecostes de 2017, na Praça São Pedro! Obrigado!
_______________________________________________
(1) SUENENS, Cardeal e outros – “Orientações teológicas e Pastorais da Renovação Carismática Católica”, Edições Loyola, 1975 (documento de Malines)
Fonte: http://papa.cancaonova.com/discurso-do-papa-a-renovacao-carismatica-catolica/

Papa à Renovação Carismática: unidade e aproximação a pobres


Francisco participou neste domingo de encontro da Renovação Carismática italiana
Rádio Vaticano
Papa à Renovação Carismática: unidade e aproximação a pobres
Papa participou de uma parte do Congresso da Renovação Carismática no Estádio Olímpico de Roma / Foto: Site oficial do encontro
Uma multidão em festa acolheu na tarde deste domingo, 1º, o Papa Francisco no Estádio Olímpico de Roma, para celebrar os 37 anos da Renovação Carismática italiana.
O Presidente do Movimento, Salvatore Martinez, deu as boas-vindas ao Pontífice, afirmando que o Olímpico hoje não é palco de um jogo de futebol, com os times da Roma, da Lácio ou do São Lourenço (da Argentina). Mas há sempre uma equipe, a dos discípulos de Jesus, cujo técnico é o Espírito Santo e o capitão é o Papa Francisco. “A estratégia de jogo é maravilhosa. Colocando em campo a fé, a vitória de Jesus está garantida”, disse ele.
Tomaram a palavra representantes dos sacerdotes, dos jovens, da família e dos enfermos, que deixaram seu testemunho, intercalados por palavras do Santo Padre. Francisco ressaltou aos organizadores que faltava um representante dos avós. “Aos sacerdotes, me vem uma única palavra: proximidade. Proximidade a Jesus Cristo, na oração. Próximos ao Senhor. E proximidade às pessoas, ao povo de Deus que lhes é confiado. Amem sua gente”, disse Francisco.
Aos jovens, suas palavras foram: “Seria triste um jovem que protege sua juventude num cofre. Assim, esta juventude se torna velha, no pior sentido da palavra. Torna-se pano velho. Não serve para nada. A juventude serve para arriscar: arriscar bem, com esperança. Apostá-la em coisas grandes. Deve ser doada para que outros conheçam o Senhor. Não a poupem para vocês, avante!
Para as famílias presentes, o Pontífice recordou que são a Igreja doméstica, onde Jesus cresce, cresce no amor dos cônjuges, na vida dos filhos. Por isso o inimigo a ataca tanto: o demônio não a quer! E tenta destruí-la. “O Senhor abençoe a família e a fortifique nesta crise na qual o diabo quer destruí-la.”
Em seu pronunciamento, Francisco definiu a renovação carismática como uma corrente de graça na Igreja e para a Igreja. Como em uma orquestra, nenhum movimento pode pensar em ser mais importante ou maior que o outro. “Quando isso acontece, a peste tem início. Ninguém pode dizer: eu sou o chefe. Como toda a Igreja, há um só chefe, um único Senhor: Jesus.”
Como na entrevista que concedeu voltando do Brasil, Francisco repetiu que não amava muitos os “carismáticos”, mas depois se tornou o assistente espiritual da Renovação Carismática, nomeado pela Conferência Episcopal Argentina. “Trata-se de uma força”, afirmou o Papa, pedindo que renovem o amor pela palavra, carregando no bolso o Evangelho.
E advertiu: “Cuidado para não perder a liberdade que o Espírito Santo nos doou. O perigo para a Renovação é a da excessiva organização. Sim, ela é necessária. Mas não percam a graça de deixar Deus ser Deus. Não há graça maior que deixar-se guiar pelo Espírito Santo”.
O Pontífice identificou ainda outro perigo, que é se tornar controlador da graça de Deus. “Muitas vezes, os responsáveis (gosto mais da denominação ‘servidores’) por alguma comunidade se tornam, sem querer, administradores da graça, decidindo quem pode recebê-la. Vocês são dispensadores, não controladores. Não sejam a alfândega ao Espírito Santo”.
Por fim, Francisco disse o que espera da Renovação. Em primeiro lugar, a conversão ao amor de Jesus. “Espero de vocês uma evangelização com a Palavra de Deus que anuncia que Jesus está vivo e ama todos os homens”. Em segundo lugar, dar testemunho de ecumenismo espiritual, de permanecer unidos no amor que Jesus pede a todos os homens. A seguir, a aproximação aos pobres e aos necessitados, para tocar em sua carne a carne ferida de Jesus. “Aproximem-se, por favor.”
O Pontífice concluiu com um apelo: “Busquem a unidade da Renovação, porque a unidade vem do Espírito Santo. A divisão vem do demônio. Fujam das lutas internas, por favor.”
Fonte: http://papa.cancaonova.com/papa-a-renovacao-carismatica-unidade-e-aproximacao-a-pobres/

XERECA SATÂNICA - EVENTO QUE ACONTECEU NA UFF EM BRASILIA


Blog

Reinaldo Azevedo

Análises políticas em um dos blogs mais acessados do Brasil

Universidade Federal em tempos petistas: vagina é costurada num evento chamado “Xereca Satânik” na UFF. Vocês estão lendo direito. Chefão do departamento diz que os críticos da festa são “conservadores e defensores do estupro”. Veja como a coisa toda foi duplamente financiada com o seu dinheiro

Vejam estas fotos.
vagina costurada

 cortes com estilete
É espantoso! É estupefaciente! É grotesco! Mas é tudo verdade. A reitoria da Universidade Federal Fluminense (UFF) informou que foi criada uma comissão para apurar a denúncia de uma suposta orgia sadomasoquista ocorrida no polo da universidade em Rio das Ostras, na região dos Lagos, no Rio. Conversa mole! Não vai dar em nada!
Calma, caros leitores! Vamos tentar explicar. Houve em tal instituição de ensino, sustentada com o nosso dinheiro, um evento intitulado “Corpo e Resistência — 2º Seminário de Investigação & Criação do Grupo de Pesquisas CNPq Cultura e Cidade Contemporânea”. E isso indica, então, que você está pagando duas vezes pelo troço: a) porque o dinheiro que sustenta as universidades federais é de todos os brasileiros; b) porque o, digamos, “acontecimento” conta com recursos do Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Muito bem! E a tal “orgia”? Não foi bem isso! Antes fosse! Seria muito menos grave. É que a festa, o happening, que encerrou seminário recebeu o sugestivo nome de “Xereca Satânik – A Festa”. Por que “satânik”, com essa grafia? Não sei. Deve haver alguma razão teórica que explique. Até aí, ok. Não precisamos ficar espantados com palavras, não é?
Um dos convidados do evento era um dito grupo de teatro que resolveu realizar performances em que pessoas foram cortadas com estiletes. É pouco! Uma moça — dita “atriz” — teve a vagina costurada. O nome da fera é Raíssa Vitral. É aquela que já usou a própria genitália com outra finalidade durante a missa celebrada pelo papa Francisco em Copacabana: introduziu na dita-cuja a imagem de uma santa. Uma revolucionária mesmo essa moça!
Delinquências intelectuais dessa natureza ganham o estatuto de arte de resistência no vale-tudo em que estão se transformando as nossas universidades, especialmente na era PT, partido que comanda as instituições federais.
O professor Daniel Caetano, chefe do Departamento de Artes e Estudos Culturais da UFF, defende com entusiasmo a performance, embora diga não ter assistido ao espetáculo. Resolveu partir para o ataque em sua página no Facebook, segundo informa O Globo: “Reações de censura às performances no Xereca Satânica evidenciaram o quão conservador, hipócrita, moralista e legalista é o mundo ao nosso redor. Um mundo que precisa ser abalado em suas estruturas para acabar com todas as formas de opressão e exploração. Estamos apenas no começo!”.
Viram só? Esse cara ganha o pão que come do estado brasileiro, mas ele é contra a sociedade “legalista” e acha que todo mundo que não concorda que vaginas sejam costuradas sob o pretexto de fazer arte — ou contestar o sistema — é “conservador, hipócrita e moralista”.
Ele partiu para as ameaças. Escreveu: “(…) qualquer pessoa em cargo público que porventura se posicionar contra a performance será por nós inquirida acerca de suas atitudes prévias contra os estupros em Rio das Ostras”. Como??? O que quer dizer “será por nós inquirida”??? Quem esse cara pensa que é para inquirir pessoas?
Atenção, população de Rio das Ostras! Ele disse contar com a compreensão do reitor da UFF, Roberto Salles, e do prefeito da cidade, Alcebíades Sabino. Daniel Caetano tem a pretensão de ser professor de Deus: “Infelizmente, há pessoas que acreditam que o mundo deve ser moldado à sua imagem e semelhança, sem permitir qualquer espécie de desvio do padrão ou mesmo qualquer espécie de afronta à sua sensibilidade confortável, conformista e preguiçosa”.
É mesmo?
Esse idiota não sabe o tamanho da sua ignorância. Não tem noção da extensão de sua burrice. Vaginas costuradas estão, por exemplo, no livro “A Filosofia na Alcova”, do Marquês de Sade. E já ali se tem claro, numa leitura não estúpida da obra, que não se trata exatamente de liberdade, mas de opressão. No reino do vale-tudo, só é proibido ser livre. A liberdade, ao contrário, é um atributo da disciplina, da contenção, do limite — do mundo que este senhor deve achar “careta”.
Assistam, se tiverem algum desprendimento, ao filme “Salò ou Os 120 Dias de Sodoma”, de Pasolini. É nas tiranias absolutas que tudo é possível. Sade é do fim do século 18; “Salò” é de 1975. Este senhor, coitado!, está mais perdido que cachorro caído de mudança em pleno 2014 — e esta é a hipótese virtuosa: a de que seja ignorante. A não virtuosa é matéria para o divã.
A professora de Jornalismo do Instituto de Arte e Comunicação Social (IACS) da UFF de Niterói Sylvia Moretzshon não aprova o evento. Disse ao Globo: “Acho que estamos vivendo tempos meio confusos, com a derivação das manifestações de junho para atividades pirotécnicas. Acho que a universidade não deveria abrigar esse tipo de performance. Eles acham que qualquer performance é válida porque a liberdade é infinita, mas nenhum direito é absoluto, nem a liberdade. Racismo está aí para provar isso; é crime inafiançável. E minha liberdade de matar os outros? Os nazistas faziam performances fantásticas. Daqui a pouco podem abordar o assassinato como belas-artes. E aí?”.
Endosso cada linha de sua consideração. É evidente que nada vai acontecer com o professor que convidou o tal grupo ou com esse coordenador arrogante, que ainda se dá o direito de intimidar seus críticos.
Ah, sim: o “Xereca Satânik” também emprestou apoio ao “Não Vai ter Copa”, à “Marcha das Vadias” e à “Marcha da Maconha”.
Sobre a censura ao “Cumpâdi Washington”, eles não se manifestaram.
Acreditem: ou aquela gente sai logo de lá — refiro-me ao Palácio de onde emana a barbárie — ou não haverá mais ponto de retorno. A próxima etapa será subir na copa das árvores e começar a andar de… cipó.
Por Reinaldo Azevedo
Fonte:http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/universidade-federal-em-tempos-petistas-vagina-e-costurada-num-evento-chamado-xereca-satanik-na-uff-voces-estao-lendo-direito-chefao-do-departamento-diz-que-os-criticos-da-festa-s/

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS PARA O MUNICÍPIO DE PENTECOSTE EM 2016

TRANSFERÊNCIA DE RECURSOS PARA O MUNICÍPIO DE PENTECOSTE/ CEARÁ   EXERCÍCIO: 2016 Total destinado aos favorecidos situados n...