sábado, 4 de fevereiro de 2012

COMISSÃO DO DETRAN EM PENTECOSTE


No próximo final de semana, nos dias 11 e 12 de fevereiro, teremos em Pentecoste, uma comissão do DETRAN que virá fazer os exames práticos para aqueles que almejam a carteira de motorista.

A vinda da comissão para nossa cidade se dá em virtude de uma liminar do Juiz da 1ª Vara da Fazena Pública que deferiu o pedido para determinar a vinda do DETRAN a cidade de Pentecoste para realização do exame.

“ Diante do exposto, verificando estarem presentes os elementos ensejadores da concessão da medida pretendida, defiro a antecipação dos efeitos da tutela para determinar que o DETRAN realize os exames práticos requeridos com a designação de data para a sua realização, no prazo máximo de 60 (sessenta) dias, até ulterior deliberação deste juízo. Intimem-se e expedientes necessários

Entenda o caso

Diversas pessoas de Pentecoste, inscreveram-se nas auto escolas Vale do Curú, Alfa e Nordeste, visando receber a habilitação para dirigirem veículos automotores. Fizeram as aulas e provas de legislação, sendo surpreendidos ao final com a notícia de que o DETRAN-CE se negava a fazer o exame de rua tendo em vista a assinatura digital dos alunos junto às auto escolas.

O Juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública entendeu que os alunos não poderiam ser prejudicados e determinou que o DETRAN realize os exames de rua até o dias 12 de dezembro de 2012, independente de assinatura digital.

Portanto, todas as pessoas que já fizeram as aulas, mesmo sendo manual as assinaturas, e também foram aprovados na legislação deverão fazer os exames práticos do DETRAN nos dias 11 e 12 de fevereiro de 2012.

Astrônomo vaticano destaca que teoria do Big Bang não contradiz fé



Da Redação, com ACI Digital


ACI Digital
Padre José Gabriel Funes, diretor do Observatório Astronômico do Vaticano
Ao apresentar na manhã desta sexta-feira, 3, no Vaticano, a mostra "História do outro mundo. O universo dentro e fora de nós", o diretor do Observatório Astronômico do Vaticano, padre José Gabriel Funes, explicou que, do ponto de vista eclesiástico, a teoria do "Big Bang não está em contradição com a fé"

"Sabemos que Deus é criador, é um pai bom que tem um plano providencial para nós, que nós somos seus filhos, e que tudo o que possamos aprender racionalmente sobre a origem do universo não está em contradição com a mensagem religiosa da Bíblia", indicou.

A Teoria do Big Bang, também conhecida como a grande explosão, é a "melhor teoria que temos neste momento da criação do universo", disse.

De forma muito resumida, esta teoria, explica que provavelmente, a criação começou faz 14 milhões de anos com uma explosão colossal na que foram criados o espaço, o tempo, a energia e a matéria, assim, é como nasceram as galáxias, as estrelas e os planetas, os quais se encontram em contínua expansão.

O padre Funes afirmou, que como astrônomo e católico compartilha esta justificação da criação do universo, apesar de que "há algumas perguntas sem resposta".

Além disso, o astrônomo explicou que os católicos "devem ver o cosmos como um dom de Deus", e "admirar a beleza que há no universo".

"Essa beleza que vemos leva de algum modo à beleza do criador. E também graças a que Deus nos dotou que inteligência, de razão, podemos encontrar o logos, essa explicação racional que há no universo que nos permite fazer ciência também. Fala-nos também do logos criador de Deus", destacou.

Vida em outros planetas

O sacerdote indicou, que embora não há prova alguma de vida inteligente no universo à parte da nossa, "não a podemos descartar", porque estudos de astronomia mostram que existem cerca de 700 planetas que giram ao redor de outras estrelas.

"Se no futuro, que me parece uma coisa bastante difícil, pudesse estabelecer-se que existe vida, e vida inteligente, não acredito que isto contradiga a mensagem religiosa da criação porque seriam também criaturas de Deus", acrescentou.

Interesse da Igreja


O interesse oficial da Igreja pela astronomia se remonta ao século XVI e em 1891, o Papa León XIII decidiu criar oficialmente um Observatório Vaticano para mostrar que a Igreja não está contra o desenvolvimento científico, mas sim promove o desenvolvimento da ciência de qualidade.

Ademais, existe o Observatório Vaticano, com sede em Castel Gandolfo, enquanto que o telescópio que se usa para a investigação, situa-se em Tucson, Estados Unidos.

Exposição

O padre Funes explicou que exporá a mostra de 10 de março a 1 de julho em Pisa, por ser a cidade em que nasceu Galileu Galilei – pai da astronomia moderna –, e onde o astrônomo propulsor do Observatório Vaticano, Cardeal Pietro Maffi, desenvolveu seu ministério.

A exposição consiste em um percurso no tempo através de imagens, instrumentos de investigação, assim como minerais reais de Lua e Marte que conduzem o espectador a uma fascinante viagem desde a criação do universo e da matéria, até nosso mundo interior e os átomos que nos conformam.

O Papa Bento XVI visitou no ano 2009 o Observatório Vaticano, situado na localidade de Castel Gandolfo. Naquela ocasião, sustentou em suas mãos um dos tesouros do observatório, um meteorito vindo de Marte.

Fonte: Canção Nova Notícias 

Evangelho (Marcos 6,30-34)

Sábado, 04 de Janeiro de 2012






— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos. 
— Glória a vós, Senhor. 

Naquele tempo, 30os apóstolos reuniram-se com Jesus e contaram tudo o que haviam feito e ensinado. 31Ele lhes disse: “Vinde sozinhos para um lugar deserto e descansai um pouco”. Havia, de fato, tanta gente chegando e saindo que não tinham tempo nem para comer. 32Então foram sozinhos, de barco, para um lugar deserto e afastado. 33Muitos os viram partir e reconheceram que eram eles. Saindo de todas as cidades, correram a pé, e chegaram lá antes deles. 34Ao desembarcar, Jesus viu uma numerosa multidão e teve compaixão, porque eram como ovelhas sem pastor. Começou, pois, a ensinar-lhes muitas coisas.


- Palavra da Salvação. 
- Glória a vós, Senhor.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Professores do ensino médio serão os primeiros a usar tablet na rede pública




Após anunciar o lançamento de um edital, neste ano, para que as redes de ensino possam adquirir tablets a custo mais baixo, o Ministério da Educação (MEC) revelou, nesta quinta-feira, 2, que os professores do ensino médio, de escolas que já têm internet em alta velocidade, serão os primeiros a usar o equipamento na rede pública. A distribuição de tablets para 598.402 docentes deve ter início a partir do segundo semestre e a ideia é que o computador portátil chegue a 62.230 escolas públicas urbanas.
Para levar o tablet à sala de aula, o MEC irá desembolsar de R$ 150 milhões a R$ 180 milhões na compra de até 600 mil unidades este ano. As empresas Digibras e Positivo venceram a licitação aberta pelo ministério em dezembro, para a aquisição de 900 mil equipamentos de fabricação nacional, com telas de 7 e 10 polegadas, com câmera, microfone e bateria com seis horas de duração. O governo pagará quase R$ 300 pelo tablet de 7 polegadas e aproximadamente R$ 470, pelo de 10 polegadas.

Segundo o novo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, as aulas preparadas no dispositivo móvel serão apresentadas por meio da lousa digital, tipo de retroprojetor combinado com computador, utilizada por muitas escolas desde o ano passado. No decorrer de 2011, foram entregues 78 mil desses equipamentos. Apesar da chegada do tablet nas escolas, Mercadante garante que isso não significa o fim do Programa Um Computador por Aluno (UCA), que distribui laptop aos estudantes.

Para o MEC, o programa tem mais chances de sucesso se o professor dominar o equipamento e o seu uso, antes de chegar ao aluno. Por este motivo, assim que o aparelho começar a ser distribuído, os professores participarão de cursos de capacitação presencial e à distância. “A inclusão digital tem que começar pelo professor. Se ele não avançar, dificilmente a pedagogia vai avançar”, disse o ministro. Com a novidade, Mercadante espera também tornar a sala de aula mais atrativa para os adolescentes. “O ensino médio é o grande nó da educação. Os indicadores não são bons e a evasão escolar é alta. A escola não está atrativa para o jovem. Esses equipamentos fazem parte do esforço para melhorar o ensino médio”, avaliou.

Depois de distribuir para os professores do ensino médio, o ministro pretende entregar os tablets para os docentes do ensino fundamental. Ainda não há previsão sobre quando os alunos receberão o equipamento. As informações são da Agência Brasil.

Da redação

PISO SALARIAL DOS PROFESSORES



Janeiro/12 : R$ 2.072.813,80

Esse é recurso do Fundeb destinado a Pentecoste no mês de Janeiro de 2012.

O salário dos professores é pago com o mínimo de 60% (sessenta por cento), o que corresponde a R$1.243.688,28.

E o piso do Magistério? Os professores receberão, com certeza, porque provamos que a Prefeitura de Pentecoste pode pagar!!!!!

Publicado pelo Sindsep Pentecoste

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA - STF MANTÉM PODER E INDEPENDÊNCIA DO CNJ - JUÍZES ESTADUAIS PEDEM SEGURANÇA NO INTERIOR



O Juiz é uma coisa - a Justiça é outra - A Justiça é um Ideal - Os Juízes têm que ser fiscalizados pelo CNJ

STF DEVOLVE INDEPENDÊNCIA DO CNJ MANTENDO SEUS PODERES PARA JULGAR JUÍZES: Por 06 votos a 05 venceu a democracia. O STF devolveu o Poder ao CNJ para investigar juízes, sem ter que esperar julgamento dos tribunais. DERROTADO O CORPORATIVISMO – A MINORIA DO JUDICIÁRIO QUE DETÉM ATÉ MESMO O PODER FORMAL DENTRO DA HIERARQUIA DE TAL PODER – MUITAS VEZES FAZENDO DA MAIORIA DOS JUÍZES HONESTOS REFÉNS E ALVO DE PERSEGUIÇÃO, QUANDO SE INDIGNAM COM SEUS PARES!


As associações nacionais de magistrados saem desmoralizadas e mostram, com sua atitude de tentar aniquilar o CNJ, um pedaço do Poder Judiciário que faria um grande favor se pedisse aposentadoria. POIS AGORA COM O CNJ LIVRE, PODERÃO SER ATÉ EXONERADOS!
Bom lembrar que a decisão do STF não foi fruto da iniciativa do STF, mas de pressão da sociedade civil e da imprensa, deixando aqui os meus especiais parabéns ao Ministério Público Federal e à Ordem dos Advogados do Brasil – OAB - cujos posicionamentos foram primordiais.


O POVO NÃO DEVE-SE ESQUECER QUE a Justiça é uma coisa, os juízes outra; a Justiça é um ideal, o juiz um servidor público, que tem o dever de produzir Justiça; defende-se a investigação dos maus juízes, não da Justiça, nem dos bons juízes, que são maioria, mas investigação dos juízes corruptos, que desmoralizam até os fundamentos da República e são os primeiros a rasgarem a Constituição, pela qual deveria zelar. NESSE EPISÓDIO SAEM FORTALECIDOS: os movimentos sociais, a imprensa, a sociedade civil organizada, A DEMOCRACIA!

O Mesmo presidente da associação dos magistrados que tentou acabar com o CNJ
Mas eles confiarão na polícia que segundo eles fazem greve ilegal???


OS JUÍZES PEDEM SEGURANÇA NO CEARÁ: Não há segurança para o povo, nem se pode tirar segurança da rua, para dar segurança ao Poder Judiciário, até porque na maioria dos municípios não há juízes. NAS AÇÕES QUE O JUDICIÁRIO JULGA GREVE DE POLICIAIS ILEGAL O ARGUMENTO É QUE A SEGURANÇA DA POPULAÇÃO, COMPOSTA POR MILHÕES DE PESSOAS, É SERVIÇO ESSENCIAL, LOGO A SEGURANÇA PÚBLICA DO POVO CONTINUA FUNDAMENTAL, MAIS IMPORTANTE QUE A SEGURANÇA INDIVIDUAL DE ALGUMAS CENTENAS DE JUÍZES.

O QUE FALTA É SEGURANÇA PARA OS FÓRUNS, QUE TÊM SIDO ARROMBADOS À NOITE. Não há tribunais de justiça, há tribunais processuais. JUSTIÇA DEVERIA SER O RESULTADO DOS JULGAMENTOS. INVADIR FÓRUM, MOSTRA QUE PERDERAM O RESPEITO PELO JUDICIÁRIO. Defendo que o Judiciário tenha sua própria segurança, concursados, para não depender do Poder Executivo Estadual. Já basta depender das prefeituras para funcionar nas comarcas do interior. O JUDICIÁRIO PRECISA SER AUTÔNOMO PARA JULGAR GOVERNADORES E PREFEITOS, tanto no campo civil como criminal.

AGORA MUITO DA RAIVA DOS JURISDICIONADOS VEM DA MOROSIDADE DA JUSTIÇA EM CONCEDER O DIREITO AOS POBRES E SER RÁPIDO PARA O PLEITO DOS RICOS; VEM DE SERVIDORES QUE VITIMIZA QUANDO É RÁPIDO PARA JULGAR GREVE ILEGAL E PASSA ANOS PARA ORDENAR A UM PREFEITO QUE PAGUE O MISERÁVEL SALÁRIO MÍNIMO A POBRES SERVIDORES!

Um Judiciário, cuja fraqueza estrutural tira-lhe a autonomia, que não zela pela Constituição, que permite violação a direitos humanos fundamentais, que é moroso para os pobres, que discrimina o exercício da greve de dia e à noite, em parte, janta com os violadores ou vive de trocar medalhas de mérito... Ainda saem abraçados, sorridentes em sites do interior e em colunas sociais dos grandes jornais da Capital.

NUNCA UM PODER ASSIM ESTARÁ SEGURO. POIS POR MUITO MENOS TEVE INÍCIO A REVOLUÇÃO FRANCESA. Cabeças de nobres, governantes, juízes... ROLARAM AOS MILHARES!

É preciso ter cuidado! A população não aguenta mais o que está acontecendo. Se não combaterem as causas da indignação do povo, Guaraciaba do Norte será apenas o começo do povo procurando fazer Justiça com as próprias mãos, pois quem deveria zelar por ela ou se omite, ou julga a passos de lesma, ou quando decide já é tarde! É ineficaz em zelar pela efetivação das suas decisões, quando quem deve cumprir é um poderoso... ASSIM NÃO DÁ!

A CONSTITUIÇÃO MANDA E O POVO - FONTE DE TODO O PODER QUER: rapidez, imparcialidade, eficácia, que as partes sejam tratadas igualmente, formação humanista para os juízes, autonomia do Judiciário...

TUDO PARA FORTALECIMENTO DA DEMOCRACIA, COM UMA JUSTIÇA REAL! PERTO DO POVO! SEM MEDO DO POVO! SEM ESTAR ISOLADA NUMA TORRE DE MARFIM E DAQUI A POUCO POR UM BATALHÃO DE SEGURANÇAS! O POVO NÃO TEM O DEVER DE PROTEGER MEMBROS DE UM PODER QUE TRAI O DIREITO DO POVO! DE PAGAR PELA SEGURANÇA DE QUEM DEVE AO POVO JUSTIÇA NO ATACADO E NO VAREJO.


Evangelho (Marcos 6,14-29)

Sexta-feira, 03 de janeiro de 2012




— O Senhor esteja convosco. 
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Marcos.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 14o rei Herodes ouviu falar de Jesus, cujo nome se tinha tornado muito conhecido. Alguns diziam: “João Batista ressuscitou dos mortos. Por isso os poderes agem nesse homem”. 15Outros diziam: “É Elias”. Outros ainda diziam: “É um profeta como um dos profetas”. 16Ouvindo isto, Herodes disse: “Ele é João Batista. Eu mandei cortar a cabeça dele, mas ele ressuscitou!” 17Herodes tinha mandado prender João, e colocá-lo acorrentado na prisão. Fez isso por causa de Herodíades, mulher do seu irmão Filipe, com quem se tinha casado. 
18João dizia a Herodes: “Não te é permitido ficar com a mulher do teu irmão”. 19Por isso Herodíades o odiava e queria matá-lo, mas não podia. 20Com efeito, Herodes tinha medo de João, pois sabia que ele era justo e santo, e por isso o protegia. Gostava de ouvi-lo, embora ficasse embaraçado quando o escutava. 
21Finalmente, chegou o dia oportuno. Era o aniversário de Herodes, e ele fez um grande banquete para os grandes da corte, os oficiais e os cidadãos importantes da Galileia. 22A filha de Herodíades entrou e dançou, agradando a Herodes e seus convidados. Então o rei disse à moça: “Pede-me o que quiseres e eu te darei”. 23E lhe jurou dizendo: “Eu te darei qualquer coisa que me pedires, ainda que seja a metade do meu reino”. 24Ela saiu e perguntou à mãe: “Que vou pedir?” A mãe respondeu: “A cabeça de João Batista”. 25E, voltando depressa para junto do rei, pediu: “Quero que me dês agora, num prato, a cabeça de João Batista”. 26O rei ficou muito triste, mas não pôde recusar. Ele tinha feito o juramento diante dos convidados. 27Imediatamente, o rei mandou que um soldado fosse buscar a cabeça de João. O soldado saiu, degolou-o na prisão, 28trouxe a cabeça num prato e a deu à moça. Ela a entregou à sua mãe. 29Ao saberem disso, os discípulos de João foram lá, levaram o cadáver e o sepultaram. 

- Palavra da Salvação. 
- Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Produção de petróleo no Brasil bate recorde em dezembro Leia mais: http://diariodovale.uol.com.br/noticias/1,52399,Producao-de-petroleo-no-Brasil-bate-recorde-em-dezembro.html#ixzz1lHKJTBmv

Última atualização em 2/2/2012, às 20h32



Arquivo
Produção de petróleo no Brasil cresce 1,6% em 2011
Em alta : Produção de petróleo no Brasil cresce 1,6% em 2011









































Rio

A produção de petróleo e gás natural no Brasil foi recorde em dezembro de 2011, atingindo média de 2,663 milhões de barris de óleo equivalente diários, sendo 2,214 milhões de barris de petróleo e 71 milhões de metros cúbicos de gás natural.

Em comparação com dezembro do ano anterior, o crescimento da produção de petróleo foi da ordem de 1,6% e de gás natural de 3,1%, informou a ANP (Agência Nacional do Petróleo).

Em dezembro do ano passado, 25 empresas estavam produzindo no país em 306 concessões, sendo 78 concessões marítimas e 228 terrestres.

Durante todo o ano de 2011 foram produzidos 768 milhões de barris de petróleo e 24 bilhões de metros cúbicos de gás natural. A média de produção no período ficou em 2,52 milhões de barris de óleo equivalente contra 2,45 milhões registrados em 2010, uma alta de 2,8%.

Segundo os dados da ANP, a bacia de Campos perdeu espaço de um ano para outro, passando de 85,5% da produção total em 2010 para 83,4% em 2011. Em contrapartida, a bacia de Santos ganhou destaque com o início da produção do campo de Lula, saindo de uma participação de 2,7% em 2010 para 5,8% em 2011 sobre o total da produção do país.

Com isso, o Estado de São Paulo fechou o ano em quinto lugar entre os maiores produtores, duas posições a mais do que há um ano.

A ANP informou ainda que a queima de gás natural teve uma redução de 27% em 2011 contra 2010. Em média foram queimados 4,8 milhões de metros cúbicos diários em 2011 contra média de 6,6 milhões de metros.


Leia mais: http://diariodovale.uol.com.br/noticias/1,52399,Producao-de-petroleo-no-Brasil-bate-recorde-em-dezembro.html#ixzz1lHJza8qL

Supremo mantém autonomia do CNJ para investigar juízes


Após dois dias de julgamento, ministros decidiram que órgão pode continuar abrindo investigações independentemente das corregedorias dos tribunais locais; STF analisou ação proposta pela Associação dos Magistrados

Mirella D'Elia e Gabriel Castro 

O relator da ação, Marco Aurélio Mello, ironiza: "O CNJ tudo pode"
O relator da ação, Marco Aurélio Mello, ironiza: "O CNJ tudo pode" (Nelson Jr./STF)  


O Supremo Tribunal Federal (STF) assegurou nesta quinta-feira a autonomia do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para abrir investigações e punir juízes suspeitos de irregularidades. A decisão foi tomada após dois dias de julgamento. Os ministros analisaram uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), proposta pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), que questionava os poderes do conselho, fixados por uma resolução interna.

Como se esperava, o placar foi apertado. Dos onze ministros, seis votaram a favor da atuação "primária" e "concorrente" do CNJ, ou seja, que ele possa, como hoje, abrir investigações independentemente das corregedorias dos tribunais. Foram eles: Carlos Ayres Britto, Joaquim Barbosa, Gilmar Mendes, José Antonio Dias Toffoli, Carmén Lúcia e Rosa Weber.

Os outros cinco ministros votaram pela atuação "subsidiária" do conselho, em outras palavras, que ele só possa agir em caso de falhas das corregedorias. Foram eles: o relator, Marco Aurélio Mello, o presidente, Cezar Peluso, o decano (ministro mais antigo) Celso de Mello e os ministros Ricardo Lewandowski e Luiz Fux.

O posicionamento da maioria dos magistrados já era amplamente conhecido. O voto crucial para decidir a questão foi o da novata Rosa Weber, que fez sua estreia no plenário do Supremo. "A iniciativa do CNJ independe de motivação expressa, sob pena de, na origem, eu estar a retirar a finalidade do controle a ele conferido", disse. "O CNJ pode sim, tem competência primária para exercer o controle administrativo e disciplinar".

Debate - O debate, que divide opiniões no Judiciário, pôs as duas correntes em lados opostos também no plenário do Supremo. De um lado, o relator, Marco Aurélio Mello, puxou a corrente dos magistrados que acreditam que o CNJ extrapola suas atribuições. Marco Aurélio chegou a dizer, durante o julgamento, que o conselho "tudo pode".

Foi seguido de forma enfática por Luiz Fux, que usou números para justificar seus argumentos. Segundo ele, o CNJ analisa apenas 10% dos processos administrativos contra juízes que chegam ao órgão e devolve 90% às corregedorias dos tribunais. "Ele, então, pode escolher a reclamação que vai julgar a bel prazer? Será que é um superórgão?", indagou Marco Aurélio. 

A este grupo juntaram-se, também, as alegações de que o conselho só pode tocar investigações em situações "anômalas" ou "excepcionais". Ou seja, pode agir apenas com justificada motivação, em caso de falha das corregedorias, sob pena de esvaziar a atuação dos órgãos que atuam nos estados. "O exercício da competência do conselho não pode prejudicar a competência dos tribunais", afirmou o presidente Cezar Peluso, o último a votar, já na noite desta quinta. "Não é isso que a Constituição diz e meu compromisso é com a Constituição".

Transparência - No início da tarde, os ministros decidiram que devem ser públicas as sessões de julgamento de processos contra juízes suspeitos de irregularidades. Iniciado na quarta-feira, o julgamento foi retomado às 14h50 desta quinta. Entre os pontos discutidos nesta quinta destacaram-se os artigos 4º e 20 da resolução 135 - que determinam que os julgamentos de processos administrativos contra magistrados devem ser públicos.

A AMB questionava a publicidade das sessões. Os ministros optaram pela transparência. “Nenhuma autoridade pode temer o escrutínio público”, disse o ministro Celso de Mello. “A cultura do biombo, graças a Deus, foi superada e substituída pela cultura da transparência”, afirmou Carlos Ayres Britto. “Nas coisas publicas o melhor desinfetante é a luz do Sol”

O STF analisou ponto a ponto da resolução 135 do CNJ, que define as atribuições do conselho e trata de punições a magistrados. O desmembramento tornou a votação longa e complexa. Entre outros itens analisados, os ministros também decidiram, nesta quinta, que o conselho não pode impor deveres às corregedorias dos tribunais. A questão mais delicada do debate - se o CNJ pode continuar investigando magistrados independentemente da atuação das corregedorias dos tribunais locais - foi a útlima a entrar em pauta.

Na semana que vem, o tribunal voltará a se debruçar sobre o imbróglio. Ainda terá de analisar alguns pontos da liminar concedida por Marco Aurélio no fim do ano passado a pedido da AMB.

Repercussão - Após a sessão, o vice-presidente da AMB, Raduan Miguel Filho, comentou o resultado: "Estamos vencidos, mas não convencidos", disse. "Essa decisão pode dar ensejo a que as corregedorias possam atuar c om mais celeridade. Isso é um reflexo natural. Mas isso vai trazer um abarrotamento de carga laboral ao CNJ".

O advogado da entidade, Alberto Pavie, afirmou que a decisão cria uma zona de incerteza em que o corregedor deixa de ser obrigado a levar adiante investigações sobre irregularidades em seu tribunal. "As corregedorias ficarão sob um regime de absoluta discricionaridade. Onde houver um corregedor influente, ele nada poderá fazer", declarou.

Já a Ordem dos Advogados do Brasil comemorou: "O STF zelou pela Constituição. Essa decisão faz renascer o CNJ", disse o presidente da OAB, Ophir Cavalcante.


DEVO FALAR DOS OUTROS?


A cara da falsidade
Quanta gente perde tempo em falar dos outros. Acho uma verdadeira perda de tempo alguém falar da vida de outro, mesmo que supostamente alguém justifique porque fala. Eu particularmente não estou preocupado em saber o que dizem ou disseram de mim. Sei que não sou perfeito e tenho defeitos. Quando preciso dizer alguma coisa de alguém, digo na hora e na presença do mesmo. E quando digo quase sempre tenho certeza do que estou dizendo, mas faço isso sempre na presença de muitos. E também quando resolvo calar, deixo que se esborrache. Tento alertar, mas se não escuta, acha que é o rei da cocada, então agüente quando as coisas derem errado. Foi avisado, não quis dar atenção, analisar os fatos, acha que pode tudo sabe tudo, que não tem satisfação a dar, será? O tempo dirá. Uma hora dessas a coisa muda de direção. Depois não adianta querer concertar, será tarde. E ai os que você achava que estavam do seu lado, caem fora, pode esperar. Portanto, não pense que você se basta a si mesmo. Precisamos ouvir outros, principalmente se você é obrigado a ouvir os outros mesmo que não queira. Se assim deve ser e você não o faz, está correndo um sério risco de pagar o preço.






Reflexão.

Professor VALDENI CRUZ

A dura realidade de nosso povo nordestino e pentecostence


Boa noite caros internautas!


Esses dias nas minhas primeiras aulas, Escola Etelvina, tive uma experiência totalmente nova. Tenho sentido uma verdadeira empolgação ao ministrar as aulas de geografia. Estou ministrando aulas de geografia nos três anos do Ensino Médio. Como ontem mencionei da minha alegria de ter podido discutir assuntos de alta relevância em uma das salas de aula, hoje se repetiu a minha alegria de poder dialogar com meus alunos assuntos que mexem com a realidade dura que muitos de nós vivemos.
A aula de hoje tratava do espaço brasileiro e dentro deste tema o título era sociedade e cotidiano. De início fomos fazendo uma breve viagem pela história do homem desde o seu início. Esse homem que vivia de maneira selvagem, que tinha como fonte de alimentação a caça e a coleta de frutos e que tinham como moradia as cavernas. Este no decorrer da história foi se adaptando as condições adversas da natureza. Desse modo foi descobrindo formas de lidar com as dificuldades de adaptação e criando soluções para viver com maior facilidade enfrentando para defender a própria existência.
Trazendo mais pra perto de nossos tempos começamos a falar de nossa realidade. Tecnologia, ciência, modernidade, comunicações. Temas que fazem parte de nosso cotidiano hoje. Perguntava a eles quais dificuldades eles tinham em suas próprias comunidades, já que a maioria dos alunos da tarde é da zona rural. Imediatamente eles começaram a listar seus problemas. Dentre tantos eles apontaram falta de trabalho, saneamento, básico, moradias precárias, falta de lazer, cultura, água potável, falta de saúde, transporte, analfabetismo e mais alguns. Isso nos fez refletir sobre nosso espaço geográfico em particular. Às vezes nós ficamos envolvidos com os problemas do mundo a fora e esquecemos que nós temos uma realidade tão dura e tão sofrida como brasileiros e nordestinos. Acho que em nossas aulas precisamos focar o que de fato nos aflige.  
Falando claro eles foram categóricos. Somos desprotegidos pelo poder público. não temos saúde. Tem postos de saúde na zona rural mas esses só abrem uma vez por mês e nem sempre vai um médico e remédio, esse é que é difícil. Outro problema é o transporte. Se alguém adoecer pela noite, raramente é atendido para ser levado na ambulância. Se não tem ambulância é preciso contratar um carro particular, quando é barato é em torno de 30 reais. Pra quem tem apenas um auxílio do governo fica difícil. Estes são apenas exemplo para não tornar o texto tão longo e tão entristecedor ao leitor, mas esta ainda é a realidade de milhares de nosso cidadãos pentecostences. Sem contar com falta d 'água, estradas ruins e  a lista se tornaria muito extensa... 
Não adianta dizer por ai que está tudo as mil maravilhas porque sobre essa realidade eu escuto todos os dias e posso dizer com toda certeza que a realidade de muitos ainda é muito sofrida. 
A demagogia dos políticos é apenas para enganar aqueles que por desconhecerem a safadeza destes que se dizem preocupados com o povo. Se formos sinceros conosco e com nossa história, ficaríamos em estados de choque. Muitos ainda vivem uma situação de pobreza extrema e nosso município, terra de vastas campinas. 

Quando entramos no mérito de quem poderia ser o culpado eles não mediram palavras para apontar. Dentre estes culpados o governo foi o principal. É o primeiro a receber a culpa. Já temos em mente que tudo que acontece de negativo na sociedade é culpa do governo. Depois de mais algumas reflexões todos foram abrindo a compreensão que não somente os governos são culpados, mas a na realidade há toda uma cadeia que gera os problemas pelos quais estamos vivendo em nossa sociedade. Ao ter essa compreensão então os alunos começaram a citar os culpados. Disseram que muitas das vezes somos nós mesmos que não buscamos a mudança. Esperamos que os outros façam e nós ficamos só esperando que as coisas mudem por si só. Sendo assim somos responsáveis por vivermos num país injusto.
Quando perguntado se seria possível uma mudança, responderam que sim. Entendem que a mudança parte de nós, quando não nos conformamos ao vermos as coisas erradas e lutamos para destruir esse círculo de comodismo. Disseram que muitas vezes em suas comunidades uma simples reunião de associação, que é uma entidade que existe para solucionar alguns problemas locais, não produz frutos. Isso acontece porque seus lideres não estão dispostos a democratizarem as atividades e o povo fica sem ver resultados concretos. Porem, os associados, em vez de se juntarem para melhorarem suas vidas através de projetos, ficam apenas nas confusões, conflitos que em nada contribui para melhorias em suas vidas.
Nesse momento comentamos que eles, os alunos é que podem mudar esta realidade. Pois segundo eles, muitos de seus familiares são analfabetos e, portanto, não tem condições de discutirem com segurança o que querem que aconteça para que a sua comunidade possa vivenciar progresso. Eles não podem deixar que as coisas continuem assim a vida toda. Precisam assumir uma postura de quem aprendeu a lutar por seus direitos, por melhores condições de vida. Isso só se torna possível quando passarem a aturar como protagonistas de sua própria história. É necessário lutar! É preciso lutar, enfrentar os desafios, os poderosos, os caciques da política, aos que tentam atrapalhar, aos que querem se perpetuar no poder... Não podemos permitir que os poderosos nos ameacem a desistir de um mundo melhor para nossos filhos.
   
Foi realmente uma tarde fantástica.

Quero parabenizar a todos pela tarde maravilhosa de aprendizagem e interação.    

Artigo do professor Valdeni Cruz       
    

Consultoria vê entrave para banda larga no Brasil


Agência Estado

Apesar de abrigar quase 40% de todos os assinantes de telefonia celular da América Latina, o Brasil deixou de liderar o processo de massificação da banda larga móvel na região, de acordo com relatório da GSMA (organização mundial que presta consultoria no setor de telecomunicações). Segundo o documento, o País esteve na vanguarda da implantação e ampliação da cobertura das redes 3G, mas apresenta dificuldades em dar os próximos passos.

O estudo aponta basicamente três requisitos para que as empresas possam investir em redes capazes de suportar o imenso aumento no fluxo de dados nos próximos anos. O primeiro deles é a necessidade de um regime regulatório transparente e previsível, mas a redução da tributação também é citada, bem como a importância de um mapa nítido de alocação do espectro eletromagnético. "O enfoque regulatório brasileiro não é ruim, mas consideramos que há abusos em alguns casos", avalia o diretor da GSMA para a América Latina, Sebastian Cabello. "As regras municipais para a instalação de antenas é um exemplo de norma que impede o avanço do serviço", aponta o executivo.

Segundo ele, o Brasil é o campeão da região na cobrança de altos impostos no setor. "Logicamente, isso também significa preços maiores sendo cobrados aos usuários brasileiros. É mais caro que praticamente qualquer país latino", acrescenta. Mas o maior atraso, na opinião de Cabello, é a indefinição das autoridades brasileiras quanto ao destino do dividendo digital da faixa de 700 megahertz (MHz), que atualmente é utilizada para a transmissão analógica de TV. Enquanto países da região como Uruguai, Argentina, Peru, Colômbia e México já definiram a destinação do espectro para a telefonia de quarta geração (4G), o Brasil resolveu esperar até o chamado "apagão analógico", em 2016, para regulamentar o novo uso da faixa.

"O Brasil foi a principal liderança no continente para a implantação da TV digital, inclusive levando com sucesso o padrão brasileiro para os demais países. Mas o adiamento da decisão sobre os 700 MHz foi na contramão desse avanço", critica o executivo. Por esses motivos, a evolução do setor em países vizinhos passou a ser mais rápida. Em 2008, o chamado Índice de Prontidão de Banda Larga Móvel (IPBLN) do Brasil era o maior da América Latina. Mas em 2010 os brasileiros já tinham sido ultrapassados pela Argentina e pelo Chile, que assumiu a liderança desse ranking. "O Brasil ainda é exemplo no setor em diversos sentidos para os demais países latinos, mas em outros está ficando para trás", conclui Cabellos.

O Evangelho do dia (Lucas 2,22-40)

Quinta-feira, 02 de Fevereiro de 2012




— O Senhor esteja convosco!
— Ele está no meio de nós.
— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo, + segundo Lucas.
— Glória a vós, Senhor!

22Quando se completaram os dias para a purificação da mãe e do filho, conforme a lei de Moisés, Maria e José levaram Jesus a Jerusalém, a fim de apresentá-lo ao Senhor.23Conforme está escrito na lei do Senhor: “Todo primogênito do sexo masculino deve ser consagrado ao Senhor”.
24Foram também oferecer o sacrifício — um par de rolas ou dois pombinhos — como está ordenado na Lei do Senhor. 25Em Jerusalém, havia um homem chamado Simeão, o qual era justo e piedoso, e esperava a consolação do povo de Israel. O Espírito Santo estava com ele 26e lhe havia anunciado que não morreria antes de ver o Messias que vem do Senhor.
27Movido pelo Espírito, Simeão veio ao Templo. Quando os pais trouxeram o menino Jesus para cumprir o que a Lei ordenava, 28Simeão tomou o menino nos braços e bendisse a Deus: 29“Agora, Senhor, conforme a tua promessa, podes deixar teu servo partir em paz; 30porque meus olhos viram a tua salvação, 31que preparaste diante de todos os povos: 32luz para iluminar as nações e glória do teu povo Israel”. 
33O pai e a mãe de Jesus estavam admirados com o que diziam a respeito dele.34Simeão os abençoou e disse a Maria, a mãe de Jesus: “Este menino vai ser causa tanto de queda como de reerguimento para muitos em Israel. Ele será um sinal de contradição.35Assim serão revelados os pensamentos de muitos corações. Quanto a ti, uma espada te traspassará a alma”. 36Havia também uma profetisa, chamada Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era de idade muito avançada; quando jovem, tinha sido casada e vivera sete anos com o marido. 37Depois ficara viúva, e agora já estava com oitenta e quatro anos. Não saía do Templo, dia e noite servindo a Deus com jejuns e orações. 38Ana chegou nesse momento e pôs-se a louvar a Deus e a falar do menino a todos os que esperavam a libertação de Jerusalém. 39Depois de cumprirem tudo, conforme a Lei do Senhor, voltaram à Galileia, para Nazaré, sua cidade. 40O menino crescia e tornava-se forte, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava com ele. 

- Palavra da Salvação. 
- Glória a vós, Senhor.

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

AULA DE GEOGRAFIA




Hoje ministrei uma aula, no mínimo espetacular. Não pelo fato de ter sido eu que ministrei aula, mas pela recepção de meus alunos. Numa aula acalorada e de participação de muitos alunos presentes foi possível fazer uma viagem pela disciplina de geografia. Entramos no assunto que da início ao estudo da geografia, que é o espaço construído pelo homem e suas modificações dentro do processo histórico. Ao entrarmos no assunto fomos delineando diversos temas de estudo. Fomos conversando por um londo tempo sobre muitos aspectos da sociedade no diz respeito a cultura, economia, globalização, população, classes sociais, racismo, entre outros. Encontrei nestas salas de aulas alunos bem empolgados e envolvidos com estas questões que fazem parte de nossa realidade. Fiquei empolgadíssimo por ver que estes meninos tinham uma visão espetacular sobre determinados temas, permitindo assim possibilidades para o debate. Em todos os pontos levantados fui circulando pela sala e tentando arrancar a participação dos mais tímidos, o que fui correspondido com minhas tentativas.

Maravilhoso...

Parabéns a esses meninos do 1º D e E da tarde da Escola Etelvina Gomes Bezerra.

Comentários

Essa é o tipo de postagem que enxergo de uma forma positiva, vejo entusiasmo do professor e dos alunos compartilhando conhecimentos. Gostaria muito que os professores, as famílias de Pentecoste e todos que fazem a "educação" de Pentecoste e do interior de nosso estado ( 32% da população são analfabetos -http://www.sapipainformativo.com/2012/02/32-da-populacao-sao-analfabetos.html ) se espelhassem e seguissem esse caminho, pois a meu ver, além da reciprocidade de conhecimentos, trata-se de uma forma inteligente de alavancar os índices educacionais de um município que em breve reverterá essa situação tão constrangedora. Parabéns prof. Valdeni em AULA DE GEOGRAFIA.


OS REPRESENTANTES DA CORRUPÇÃO

Política    É triste escrever um artigo com este título, mas não seria verdade se não fosse assim. É  desse modo que esta...