sábado, 13 de abril de 2013

TEXTO MOTIVACIONAL - RECOMEÇAR


Recomeçar

Não importa onde você parou,
em que momento da vida você cansou,
o que importa é que sempre é possível
e necessário "Recomeçar".
Recomeçar é dar uma nova
chance a si mesmo.
É renovar as esperanças na vida
e o mais importante:
acreditar em você de novo.

Sofreu muito nesse período?
Foi aprendizado.

Chorou muito?
Foi limpeza da alma.

Ficou com raiva das pessoas?
Foi para perdoá-las um dia.

Sentiu-se só por diversas vezes?
É por que fechaste a porta até para os outros.

Acreditou que tudo estava perdido?
Era o início da tua melhora.

Pois é!
Agora é hora de iniciar,
de pensar na luz,
de encontrar prazer nas coisas simples de novo.

Que tal um novo emprego?
Uma nova profissão?
Um corte de cabelo arrojado, diferente?
Um novo curso,
ou aquele velho desejo de apender a pintar,
desenhar,
dominar o computador,
ou qualquer outra coisa?

Olha quanto desafio.
Quanta coisa nova nesse mundão
de meu Deus te esperando.

Tá se sentindo sozinho?
Besteira!
Tem tanta gente que você afastou
com o seu "período de isolamento",
tem tanta gente esperando apenas um
sorriso teu para "chegar" perto de você.

Quando nos trancamos na tristeza nem
nós mesmos nos suportamos.
Ficamos horríveis.
O mau humor vai comendo nosso fígado,
até a boca ficar amarga.

Recomeçar!
Hoje é um bom dia para começar
novos desafios.

Onde você quer chegar?
Ir alto.
Sonhe alto,
queira o melhor do melhor,
queira coisas boas para a vida.
pensamentos assim trazem para nós
aquilo que desejamos.

Se pensarmos pequeno,
coisas pequenas teremos.

Já se desejarmos fortemente o melhor
e principalmente lutarmos pelo melhor,
o melhor vai se instalar na nossa vida.

E é hoje o dia da Faxina Mental.

Joga fora tudo que te prende ao passado,
ao mundinho de coisas tristes,
fotos,
peças de roupa,
papel de bala,
ingressos de cinema,
bilhetes de viagens,
e toda aquela tranqueira que guardamos
quando nos julgamos apaixonados.
Jogue tudo fora.
Mas, principalmente,
esvazie seu coração.
Fique pronto para a vida,
para um novo amor.

Lembre-se somos apaixonáveis,
somos sempre capazes de amar
muitas e muitas vezes.
Afinal de contas,
nós somos o "Amor".

(Nota: Não é de Carlos Drummond de Andrade)
Paulo Roberto Gaefke

COMBATE À SECA - Comissão prestará conta de ações

Colegiado aponta que pelo menos 30 cidades do Ceará podem ter colapso por falta de água até o fim de 2013
A Comissão Especial da Seca, criada em fevereiro último na Assembleia Legislativa, deve entregar, até o final de maio, relatório completo com a lista dos municípios cearenses que têm previsão de entrar em colapso até dezembro de 2013, em razão da falta d´água provocada pela seca que atinge o Nordeste, bem como com as soluções imediatas para o problema. A informação é do relator do colegiado, deputado Welington Landim (PSB).

O relator da Comissão Especial da Seca, Welington Landim, disse que o colegiado tem recebido relatórios sobre a situação dos municípios FOTO: JOSÉ LEOMAR

O pessebista afirma que, até o momento, a comissão já relacionou 30 municípios cearenses que possuem diagnóstico de possível colapso até o fim do ano. Entre esses, ele destaca Crateús, Canindé, Quiterianópolis, Tauá, Caridade, Itapipoca, Salitre e Campos Sales. Segundo o parlamentar, para aproximadamente 90% das 30 cidades já foram discutidas, com os diversos órgãos estaduais com os quais o colegiado se reuniu, as soluções viáveis para evitar o problema.

O deputado citou como exemplo Crateús, cidade onde, de acordo com ele, a previsão dos especialistas é de que só haverá água até setembro deste ano. "Para lá, nós da comissão encontramos dois caminhos para evitar o colapso de água: ou construir uma adutora improvisada com aqueles canos flexíveis americanos para levar água de outro local para lá ou abastecer o município com carro pipa", explica.

Landim informou que, do início de março até a última quinta-feira, a comissão realizou quatro encontros, sendo um apenas para instalação e eleição de seus dirigentes. Nos outros três, lembra, o colegiado ouviu órgãos como a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), a Companhia de Gestão de Recursos Hídricos (Cogerh), a Superintendência de Obras Hídricas (Sohidra) e a Secretaria dos Recursos Hídricos (SRH).

Ele explicou que, nas audiências com as instituições, a comissão tem recebido relatórios sobre a situação dos municípios, bem como tem debatido soluções imediatas para a convivência com a estiagem, considerada a pior dos últimos 50 anos.

Após a divulgação do relatório com as cidades que podem sofrer colapso e as possíveis soluções para evitar o problema, o deputado esclarece que a comissão fiscalizará o trabalho dos governos Estadual e Federal para que os municípios consigam conviver com a seca. "É bom deixar claro, porque muita gente não sabe o papel da comissão. Nossa finalidade é diagnosticar, apresentar as soluções e cobrar que elas sejam cumpridas", frisou o pessebista.

Além do relatório, Wellington Landim ressaltou que a comissão também tem divulgado parcialmente diagnósticos sobre determinadas cidades cearenses. Ele lembrou que pretende mostrar alguns dos resultados durante pronunciamento na tribuna da Assembleia, na próxima semana. Apesar disso, ele reforçou que o prazo para o colegiado divulgar o balanço final é até o fim do próximo mês de maio. 

Fonte: Diário do Nordeste

Sindicato: como funciona e qual sua importância



Jurídica | 15/02/2010
A baixa adesão dos trabalhadores a associações de classe foi um dos destaques da mais recente pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT/ Sensus) – 82,5% dos brasileiros dizem não ter vínculo com essas entidades. O número aponta para uma descrença da população num setor criado para fortalecer as categorias profissionais e atuar em sua defesa. Este Especial Cidadania mostra o papel dos sindicatos, seu modo de funcionamento, os benefícios que os associados podem obter e a importância de ser filiado a uma dessas entidades.  Leis garantem criação e proíbem intervenção estatal 
 
Regras para formação e funcionamento de sindicatos 
 
A criação de sindicatos é garantida pela Constituição de 1988. Não é exigida autorização do Estado para a fundação de um sindicato e não é permitida interferência ou intervenção na organização sindical. Os requisitos são o registro da entidade no órgão competente e a vedação à criação de mais de um sindicato representativo de categoria profissional ou econômica em área que não pode ser menor que a de um município, definida pelos trabalhadores ou empregadores interessados.
 
O sindicato deve defender os direitos e interesses coletivos ou individuais da categoria, inclusive em questões judiciais ou administrativas. A contribuição é fixada pela assembleia geral e, no caso de categoria profissional, o subsídio é descontado em folha. Por outro lado, a lei deixa claro que ninguém é obrigado a filiar-se ou a manter-se filiado a sindicato.
 
Uma demonstração da representatividade dos sindicatos é a participação obrigatória dessas entidades nas negociações coletivas de trabalho. Mas o que mostra a força e, principalmente, a autonomia dessas associações é a proibição de demitir empregado sindicalizado a partir do registro da candidatura a cargo de direção ou representação sindical. Se eleito, ainda que suplente, o empregado também não pode ser dispensado até um ano após o final do mandato, a não ser que cometa falta grave. A Constituição garante essas mesmas regras para sindicatos rurais e de colônias de pescadores.
 
A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) também prevê a participação e a organização dos trabalhadores em sindicatos.
 
Para serem reconhecidas como sindicatos, as associações profissionais devem:

– reunir um terço, no mínimo, de empresas legalmente constituídas, sob a forma individual ou de sociedade, no caso de associação de empregadores; ou um terço dos que integrem a mesma categoria ou exerçam a mesma profissão, no caso de associação de empregados ou de autônomos (excepcionalmente, o ministro do Trabalho poderá reconhecer como sindicato associação com número de associados inferior);

– eleger diretoria com mandato de três anos;

– eleger brasileiro nato para o cargo de presidente e brasileiros para os demais cargos.

Os sindicatos podem ser distritais, municipais, intermunicipais, estaduais, interestaduais e nacionais (casos excepcionais, autorizados pelo ministro do Trabalho).
São condições para o funcionamento do sindicato: 

– proibição de qualquer propaganda de doutrinas incompatíveis com as instituições e os interesses nacionais e de candidaturas a cargos eletivos estranhos ao sindicato;

– proibição de exercício de cargo eletivo cumulativo com o de emprego remunerado pelo sindicato ou por entidade sindical de grau superior; 

– gratuidade do exercício dos cargos eletivos;

– proibição de cessão gratuita ou remunerada da respectiva sede a entidade de índole político-partidária.

O associado de sindicato de empregados, de trabalhadores autônomos ou de profissionais liberais que se afastar do seu trabalho para exercer mandato não pode receber gratificação excedente à remuneração profissional.

São condições para votar e ser candidato a cargo de administração ou representação:

– ter mais de seis meses de inscrição no quadro social da instituição e mais de dois anos de exercício da atividade ou da profissão; 

– ser maior de 18 anos; 

– estar no gozo dos direitos sindicais. 

Entidades podem ser mais representativas 

O senador Paulo Paim (PT-RS), que foi o primeiro secretário-geral da Central Única dos Trabalhadores (CUT), em 1983, e cuja carreira política foi construída a partir do movimento sindical, acredita que, para terem mais filiados, os sindicatos devem defender interesses específicos, mantendo uma relação mais direta com os trabalhadores. 

– Só divulgar o nome do sindicato é pouco e acaba afastando o cidadão comum. É preciso um diálogo maior para que as pessoas saibam o que a entidade defende. É a única forma de diminuir a distância entre a população e as associações.

Paim avalia que os sindicatos e associações de moradores são hoje as entidades que mais reúnem pessoas, mas em percentual ainda muito pequeno – 5,7% e 5,9%, respectivamente. Uma atenção maior às demandas do dia a dia do cidadão poderia tornar essas entidades mais representativas.

Visão semelhante tem o presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Federal e do Tribunal de Contas da União (Sindilegis), Magno Mello, para quem os sindicatos colaboram com o desinteresse da população.

– O movimento sindical de um modo geral se fixa muito mais na visibilidade do que nos resultados práticos para a categoria. Vale muito mais aparecer do que resolver os problemas e essa posição leva a uma descrença entre as pessoas – afirma ele.

Outro fator que desestimula o interesse do cidadão, na opinião de Magno, são as notícias disseminadas pelos empregadores para desestimular a filiação de seus empregados, o que deveria ser reprimido pelo Ministério Público do Trabalho. O diretor do Sindilegis também lamenta que muitas categorias sejam desvalorizadas e mal pagas, levando as organizações que lutam por seus direitos a viverem a mesma situação de precariedade.

Para ele, a importância de um sindicato forte, que atende, reivindica e produz resultados para a categoria que representa, é inegável para a valorização profissional.

– O sindicato não pode fazer mais do que a lei determina, mas deve fazer tudo que é possível para favorecer a categoria representada. É preciso criar uma cultura desse papel do sindicato – defende Magno.

(Fonte: Especial Cidadania/Senado Federal)
 
Prerrogativas dos sindicatos

Representar, perante as autoridades administrativas e judiciárias, os interesses gerais da categoria ou profissão liberal ou os interesses individuais dos associados relativos à atividade ou profissão exercida;
Celebrar contratos coletivos de trabalho;
Eleger ou designar representantes;
Colaborar com o Estado, como órgãos técnicos e consultivos, no estudo e na solução dos problemas que relacionam com a categoria representada;
Determinar contribuições a serem pagas pelos representados;
Fundar e manter agências de colocação, no caso dos sindicatos de empregados.
 
Deveres dos sindicatos
 
Colaborar com o poder público no desenvolvimento da solidariedade social;
Manter serviços de assistência judiciária;
Promover a conciliação nos dissídios de trabalho;
Sempre que possível, manter no seu quadro de pessoal, em convênio com entidades assisstenciais ou por conta própria, um assistente social para promover a cooperação operacional na empresa e a integração profissional na classe;
Promover a fundação de cooperativas de consumo e crédito e fundar e manter escolas de alfabetização e vocacionais, no caso de sindicatos de empregados.

Evangelho de hoje, sábado. 13 de Abril de 2013 (João 6,16-21)

2ª Semana da Páscoa


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

16Ao cair da tarde, os discípulos desceram ao mar. 17Entraram na barca e foram em direção a Cafarnaum, do outro lado do mar. Já estava escuro, e Jesus ainda não tinha vindo ao encontro deles.
18Soprava um vento forte e o mar estava agitado. 19Os discípulos tinham remado mais ou menos cinco quilômetros, quando enxergaram Jesus, andando sobre as águas e aproximando-se da barca. E ficaram com medo.
20Mas Jesus disse: “Sou eu. Não tenhais medo”. 21Quiseram, então, recolher Jesus na barca, mas imediatamente a barca chegou à margem para onde estavam indo.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Gincana Escolar de Talentos


Professor Valdeni Cruz



A Escola Etelvina Gomes Bezerra neste ano de 2013 está recheada de atividades pedagógicas. Atividades estas que visam acima de tudo à melhoria da qualidade do ensino. A Escola Etelvina foi contemplada com o Projeto Jovem de Futuro. Um projeto voltado para a melhoria da na qualidade do Ensino. Para isso a escola recebe incentivos financeiros e pedagógicos para programar ações que possibilite aos alunos melhorar seus rendimentos no que diz respeito à aprendizagem.

Dentro deste contexto, a Escola está com muitos projetos para serem desenvolvidos nas diversas áreas do conhecimento. A área das humanas realizou no dia 21 de março uma gincana que tinha como título, Gincana Interdisciplinar do Conhecimento. Gincana esta que sacudiu a escola e os alunos. Esta gincana trabalhou um banco de perguntas em salas de aula. Num total de mais de 80 questões, das mais diversas áreas do conhecimento. Os alunos escolhiam seus representantes por sala e, no dia da gincana, essas equipes respondiam as perguntas. Estas perguntas eram respondidas por alunos do 1º, 2º e 3º ano do Ensino Médio. Foi um sucesso total. Evento que deixou um gostinho de quero mais.

Dia 23 de abril será realizado mais um evento. Será realizado pela área das Linguagens e Códigos. Título: Contos de Fadas. Muitos clássicos da literatura serão apresentados em forma de dramatização. Será um dia espetacular para a escola.

Nesta quita-feira, o PCA das humanas apresentou no coletivo de professores da área, mais um Projeto: a realização de uma GINCANA DE TALENTOS. A ideia foi acolhida com muito entusiasmo. Logo todos os professores começaram a dar ideias e a sugerir mais modalidades a serem apresentadas. Este é um evento que está sendo pensado para ocorrer no final de junho. Fiquei contente com a receptividade dos professores. Isto nos encoraja a fazer qualquer coisa. Sendo assim, estamos certo que vai acontecer e vai ser um sucesso. Vai ser um momento para revelarmos nossos inúmeros talentos para toda a comunidade.Lembrando que este evento, além de mobilizar toda a escola, também envolverá muitas pessoas da comunidade. Para este evento convidaremos formalmente muitas pessoas para se fazerem presentes no evento e participarem contribuindo com seus talentos. 

Portanto, gostaria de dizer a todos que será um evento que ficará na história da Escola Etelvina Gomes Bezerra. Aguardem! Muito em breve estaremos divulgando todos os procedimentos para os alunos poderem se inscrever nas categorias que se encaixarem. A gincana terá uma diversidade de modalidades artísticas que será apresentada nesta gincana. A mesma está sendo pensada com todo carinho para aconteça com a melhor qualidade possível. É para isso que estamos trabalhando e tenho alegria de contar com uma equipe que tem coragem de trabalhar e se envolver totalmente para que haja sucesso em tudo que faz. Desde já sou grato a todos os meus companheiros que aceitaram a ideia de pronto e já foram sugerindo ideias complementares.

Estamos juntos!

CORRUPÇÃO NOSSA DE CADA DIA

Num momento em que vivemos o temor da inflação, a seca que castiga todo o Nordeste, a corrupção que tomam conta do país de norte a sul, a violência é alarmante, os políticos não falam em outra coisa que não seja as eleições de 2014. Num país que milhares minguam um atendimento nos hospitais e as vezes não consegue, outra multidão não tem acesso aos serviços básicos, onde somos os últimos no quesito educação, se torna um desaforo e uma afronta ao povo brasileiro estas preocupações com as eleições quando ainda estamos a mais de um ano dela.  
Os discursos no nas casas parlamentares é só de ataques. Muitas vezes são só discursos vazios que em nada ajuda o país a se desenvolver na velocidade que precisa.
Eu considero um desrespeito muito grande. Um bando de canalhas que foram escolhidos pelo povo para representá-los, cometerem esta traição. Mas em se tratando da política brasileira, este é o comportamento desde de sempre. Primeiro, grande parte deles são piores que bandidos. A diferença é que bandidos e assaltante nos roubam a mão armada, enquanto que os políticos nos roubam descaradamente tudo sem que possamos nos defender. Roubam nossos sonhos, nossas oportunidades de uma qualidade de vida melhor.
É lamentável ter que ver todos os dias estampados nos jornais e nos noticiários televisivos os escândalos de corrupção pelo país a fora. É um como um câncer incurável. Parece que o normal é realmente a corrupção e não ao contrário. Parece que é como um vírus. Mal alguém entra no no caminho da política já começa a compactuar com o erro e com os desmandos. É realmente lastimável. 
Quase não se ver os políticos discutindo de maneira séria ou votando leis que de fato mudem as realidades brasileiras. Haja vista leis como Reforma Política, Reforma Tributária que há anos tramitam pelo congresso, mas como isso vai de contra ao comportamento dos malditos políticos, isso não lhes interessa. Portanto, se não lhes interessa e ainda pode colocá-los contra a parede então pra que votar uma lei que vá de contra aos comportamentos insanos e infames deles.

Professor Valdeni Cruz
   

Evangelho de hoje, (João 6,1-15) Sexta-Feira, 12 de Abril de 2013



2ª Semana da Páscoa


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor. 

Naquele tempo, 1Jesus foi para o outro lado do mar da Galileia, também chamado de Tiberíades. 2Uma grande multidão o seguia, porque via os sinais que ele operava a favor dos doentes. 3Jesus subiu ao monte e sentou-se aí, com seus discípulos. 4Estava próxima a Páscoa, a festa dos judeus.
5Levantando os olhos, e vendo que uma grande multidão estava vindo ao seu encontro, Jesus disse a Filipe: “Onde vamos comprar pão para que eles possam comer?” 6Disse isso para pô-lo à prova, pois ele mesmo sabia muito bem o que ia fazer. 7Filipe respondeu: “Nem duzentas moedas de prata bastariam para dar um pedaço de pão a cada um”.
8Um dos discípulos, André, o irmão de Simão Pedro, disse: 9“Está aqui um menino com cinco pães de cevada e dois peixes. Mas o que é isso para tanta gente?” 10Jesus disse: “Fazei sentar as pessoas”. Havia muita relva naquele lugar, e lá se sentaram, aproximadamente, cinco mil homens.
11Jesus tomou os pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, tanto quanto queriam. E fez o mesmo com os peixes. 12Quando todos ficaram satisfeitos, Jesus disse aos discípulos: “Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca!”
13Recolheram os pedaços e encheram doze cestos com as sobras dos cinco pães, deixadas pelos que haviam comido. 14Vendo o sinal que Jesus tinha realizado, aqueles homens exclamavam: “Este é verdadeiramente o Profeta, aquele que deve vir ao mundo”.15Mas, quando notou que estavam querendo levá-lo para proclamá-lo rei, Jesus retirou-se de novo, sozinho, para o monte.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

quinta-feira, 11 de abril de 2013

SERVIDORES MUNICIPAIS - Câmara aprova único percentual para todos


Sem mobilização das categorias, foi votado, por unanimidade, o aumento proposto pelo prefeito de Fortaleza

A Mesa Diretora da Câmara reduziu o reajuste dos servidores do Legislativo municipal para igualar ao concedido aos da Prefeitura FOTO: NATINHO RODRIGUES

O reajuste dos servidores da Prefeitura e da Câmara Municipal de Fortaleza foi aprovado, ontem, por unanimidade pelos vereadores e sem manifestação por parte da classe trabalhadora. O índice para os trabalhadores públicos tanto do Executivo quanto do Legislativo municipal foi o mesmo: 5,83%. O projeto original apresentado pela Mesa Diretora da Câmara oferecia um reajuste maior do que o proposto pela Prefeitura, 6,2%, porém, uma emenda apresentada pela Mesa igualou o percentual ao que foi apresentado pelo Executivo municipal.

O fato de a Câmara ter oferecido um reajuste maior do que o da Prefeitura gerou questionamento por parte dos servidores. Câmara e Prefeitura basearam o percentual por diferentes índices, o que acabou gerando essa diferença. Logo que a mensagem deu entrada na Casa, os servidores requisitaram uma audiência pública para debater a proposta. A audiência foi realizada, mas isso não modificou a oferta do Executivo.

O líder do governo na Casa, vereador Evaldo Lima (PCdoB), esclareceu que o índice utilizado pela Prefeitura, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), é o reconhecido pelo Banco Central. De acordo com ele, o reajuste proposto pelo Executivo chegou a ser maior do que o previsto pela Lei Orçamentária Anual (LOA) deste ano, que era de 4,5%.

Evaldo Lima assegura que a Prefeitura não tinha condições econômicas de oferecer um reajuste maior do que esse percentual, que contemplou a reposição da inflação correspondente ao ano de 2012, referente ao IPCA, deixando claro que esse reajuste foi discutido em quatro reuniões da mesa de negociação com representantes de vários sindicatos dos servidores municipais.

Os vereadores do PT estranharam a falta de servidores nas galerias durante a votação do reajuste. Para eles, a Prefeitura poderia ter oferecido um percentual maior. O vereador Acrísio Sena (PT), disse ter sido a primeira vez que acompanhou a votação de reajuste salarial com as galerias vazias. O petista não concordou com o percentual de reajuste oferecido, tendo como base o IPCA, deixando claro que a administração passada sempre levava em conta o INPC, que apresentava percentuais maiores de reposição da inflação.

O petista fez questão de ressaltar que no primeiro ano da ex-administração, 2005, o reajuste aos servidores foi de 10%, enquanto a inflação media 3,2%. Ele sinalizou estar preocupado com a política de valorização do servidor, mas votou a favor da matéria, visto que os trabalhadores haviam concordado com o que foi proposto. Os vereadores Ronivaldo Maia e Deodato Ramalho, ambos do PT, também fizeram as mesmas considerações antes de dizer sim ao projeto do prefeito

O vereador João Alfredo (PSOL) acredita que por ser o primeiro ano de uma nova gestão, os servidores resolveram dar uma moratória ao governo e aceitaram o reajuste proposto, por isso, pontua, votou a favor da matéria apresentada pelo Executivo. O vereador Carlos Mesquita (PMDB) chegou a questionar por que os vereadores do PT estavam discutindo a matéria se ela foi acatada pelos servidores. O peemedebista também disse nunca ter participado de uma votação de reajuste tão pacífica e que só restavam todos votarem a favor, pois era um reajuste aceito pelos trabalhadores.

Quanto aos servidores da Câmara Municipal, a informação é de que eles acataram o mesmo percentual proposto pela Prefeitura, com a promessa do presidente da Casa, vereador Walter Cavalcante (PMDB), de debater o Plano de Cargos e Carreiras da categoria. Ambas as mensagens asseguram que o reajuste aprovado será retroativo a janeiro deste ano.


Fonte: Diário do Nordeste

Catequese do Papa Francisco – 10/04/13


Homilia do Papa: posse na cátedra de Roma - 07/04/2013Catequese
Praça São Pedro 
Quarta-feira, 04 de abril de 2013
Boletim da Santa Sé
Tradução: Sergio Coutinho (CN Roma)

Queridos irmãos e irmãs, bom dia!
Na catequese passada nossa atenção foi para o evento da Ressurreição de Jesus, no qual as mulheres tiveram uma lugar especial. Hoje gostaria de refletir sobre a realidade salvífica. O que significa para a nossa vida a Ressurreição? E porque sem ela é vã a nossa fé? A nossa fé se fundamenta sobre a Morte e Ressurreição de Cristo, assim como uma casa se apoia sobre a fundação: cedendo esta, cai toda a casa. Sobre a cruz, Jesus ofereceu-se a si mesmo levando sobre si os nossos pecados e descendo ao abismo da morte e na Ressureição os venceu, os tirou e nos abriu a via para renascer para uma vida nova. São Pedro se expressa sinteticamente no início de sua Primeira Carta, como nós escutamos: “Bendito seja Deus, o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo! Na sua grande misericórdia ele nos fez renascer pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma viva esperança, para uma herança incorruptível, incontaminável e imarcescível.” (I Pd 1, 3-4).
O apóstolo nos diz que com a Ressurreição de Jesus algo absolutamente novo acontece: somos libertos da escravidão do pecado e nos tornamos filhos de Deus, somos gerados para uma vida nova. Quando se realiza isto em nós? No Sacramento do Batismo. Antigamente, este era recebido normalmente por imersão. Aquele que deveria ser batizado descia na grande piscina do Batistério, deixando as suas vestes, e o Bispo ou Presbítero derramava por três vezes água na sua cabeça, batizando-o em nome do Pai, do Filho e do Espirito Santo. Depois o batizado saía da piscina e vestia vestes brancas novas: tinha nascido para uma vida nova, imergindo-se na Morte e Ressurreição de Cristo. Tornava-se filho de Deus. São Paulo na Carta aos Romanos escreve: “vós recebestes o Espírito de adoção pelo qual clamamos: Aba! Pai!” (Rm 8, 15). E é o Espírito que nós recebemos no batismo que nos ensina, nos impulsiona, a dizer a Deus: “Pai”, ou melhor “Abbá!” que significa “Paizinho”. Assim é o nosso Deus: é um Pai para nós. O Espírito Santo realiza em nós esta nova condição de filho de Deus. E este é o maior dom que recebemos do Mistério Pascal de Jesus. Deus nos trata como filhos, nos compreende, nos perdoa, nos abraça, nos ama também quando erramos. Já no Antigo Testamento, o profeta Isaías afirmava que se ainda uma mãe se esquecesse dos filhos, Deus jamais se esqueceria de nós, em nenhum momento (cfr 49,15). E isto é muito bonito!
Todavia, esta relação de filiação com Deus não é como um tesouro que conservamos num canto de nossa vida, mas deve crescer, deve ser alimentada a cada dia através da escuta da Palavra de Deus, a oração, a participação aos Sacramentos, especialmente da Penitência e da Eucaristia, e a caridade. Nós podemos viver como filhos! Isto quer dizer que cada dia devemos deixar que Cristo nos transforme e nos faça como Ele; quer dizer procurar viver como cristãos, buscar segui-lo, ainda que vejamos os nossos limites e as nossas fraquezas. A tentação de deixar Deus de lado para colocar no centro nós mesmos está sempre às portas e a experiência do pecado fere a nossa vida cristã, o nosso ser filhos de Deus. Por isto devemos ter a coragem da fé e não nos deixar conduzir pela mentalidade que nos diz: Deus não serve, não é importante para você”, e assim por diante. É exatamente o contrário: somente comportando-nos como filhos de Deus, sem desanimar com as nossas quedas, com os nossos pecados, sentindo-nos amados por Ele, a nossa vida será nova, animada pela serenidade e pela alegria. Deus é a nossa força! Deus é a nossa esperança!
Queridos irmãos e irmãs, devemos, nós em primeiro lugar, ter firmes esta esperança e devemos ser um sinal visível, claro, luminoso para todos, O Senhor Ressuscitado é a esperança que não nos engana (cfr. Rm 5,5). A esperança não nos engana. Aquela do Senhor! Quantas vezes na nossa vida as esperanças se vão, quantas vezes as expectativas que temos no coração não se realizam! A esperança de nós cristãos é forte, segura, sólida nesta terra, onde Deus nos chamou a caminhar, e é aberta para a eternidade, porque é fundada em Deus, que é sempre fiel. Não podemos esquecer: Deus é sempre fiel; Deus é sempre fiel conosco. Ser ressuscitado com Cristo mediante o Batismo, com o dom da fé, para uma herança que não se corrompe, nos leva a buscar as coisas de Deus, a pensar mais Nele, a pensar como Ele, agir como Ele, amar como Ele; é deixar que Ele tome posse da nossa vida e a mude, a transforme, a livre das trevas do mal e do pecado.
Queridos irmãos e irmãs, a quem nos pedir as razões da esperança que está em nós (cfr Pd 3, 15), indiquemos o Cristo Ressuscitado. Indiquemos com o anúncio da Palavra, mas sobretudo com a nossa vida de ressuscitados. Mostremos a alegria de sermos filhos de Deus, a liberdade que nos doa o viver em Cristo, que é a verdadeira liberdade, que nos salva da escravidão do mal, do pecado, da morte! Olhemos para a Pátria celeste, teremos uma nova luz e força também no nosso compromisso e nas nossas tarefas cotidianas. É um serviço precioso que devemos dar a este nosso mundo, que normalmente não consegue mais levantar o olhar para o alto, não consegue mais levantar o olhar para Deus.

Igreja Católica - Coletiva de imprensa: bispos falam do início dos trabalhos



Jéssica Marçal
Enviada especial a Aparecida (SP)


Wesley Almeida / CN
Bispos durante a primeira coletiva sobre a Assembleia Geral
Com a presença de três bispos que participam da 51ª  Assembleia Geral da CNBB, realizou a primeira coletiva de imprensa do evento na tarde desta quarta-feira, 10. A entrevista aos jornalistas foi aberta pelo arcebispo de Campo Grande e porta voz da Assembleia, Dom Dimas Lara Barbosa. Ele reforçou algumas informações gerais, especialmente sobre a renovação da paróquia, uma paróquia como comunidade de comunidades, conforme propõe o tema central da reunião dos bispos.

Acesse
.: Fotos no Flickr


Nesse primeiro momento com a imprensa, estiveram presentes o cardeal arcebispo de São Paulo, Dom Odilo Pedro Scherer, o bispo auxiliar de Belo Horizonte, Dom Joaquim Mol e o bispo de Caçador (SC), Dom Severino Clasen. Dom Dimas informou que, no período desta tarde, os bispos fazem uma análise da conjuntura social, política e econômica e uma análise eclesial. Em especial, eles vão procurar aprofundar um pouco mais a questão do mapa das religiões que vem sendo divulgado.

Falando sobre o tema central da Assembleia, Dom Odilo Scherer destacou a necessidade de renovar a paróquia, sobretudo na sua funcionalidade, para que ela seja expressão da Igreja como um todo ali naquele lugar particular que é a paróquia. Ele também falou do clima de "novidade no ar" que ainda se faz presente tendo em vista que a Assembleia se realiza em pouco tempo após o conclave e a eleição do novo Papa, o Papa Francisco. 

Dom Joaquim destacou que esse tema escolhido para debate, a paróquia como comunidade de comunidades, pode paracer pouco atraente à primeira vsita, mas destacou a importância das paróquias e, portanto, a importância de se falar sobre elas. "Antes de sermos paróquia, um espaço que reúne pessoas, a Igreja é comunidade de discípulos de Jesus. É a comunidade que tem a força de renovação da paróquia". Já Dom Clasen destacou que a convivência na paróquia tornou-se fria e que falta o calor do coração, da proximidade, o que faz toda a diferença.

Evento em BH - Semana Missionária


Um dos assuntos abordados na coletiva foi o Congresso Mundial de Universidades Católicas, que será realizado durante a Semana Missionária, que antecede a JMJ. Dom Joaquim informou que está sendo feito um convite ao Papa Francisco para que ele faça uma participação no final do Congresso, mas o assunto ainda está em discussão. O convite ainda não chegou ao Papa, mas Dom Joaquim acredita que se ele puder vir, a palavra dele será muito importante, um guia para as universidades católicas no mundo.

Fonte: Canção Nova Notícias

Evangelho de hoje, (João 3,31-36) - Quinta-Feira, 11 de Abril de 2013



Santo Estanislau


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

31“Aquele que vem do alto está acima de todos. O que é da terra, pertence à terra e fala das coisas da terra. Aquele que vem do céu está acima de todos. 32Dá testemunho daquilo que viu e ouviu, mas ninguém aceita o seu testemunho. 33Quem aceita o seu testemunho atesta que Deus é verdadeiro. 34De fato, aquele que Deus enviou fala as palavras de Deus, porque Deus lhe dá o espírito sem medida.
35O Pai ama o Filho e entregou tudo em sua mão. 36Aquele que acredita no Filho possui a vida eterna. Aquele, porém, que rejeita o Filho não verá a vida, pois a ira de Deus permanece sobre ele”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

terça-feira, 9 de abril de 2013

Professores tomam as ruas do Crato reivindicando reajuste salarial


Os Professores da cidade de Crato realizaram no ultimo dia (05/04), pela manhã, uma grande caminhada pelas ruas da cidade reivindicando reajuste salarial e melhores condições de trabalho.
 
Na Praça São Vicente, local da Concentração, compareceu um grupo de representantes do Governo Municipal trazendo um documento-proposta no qual o Gestor se dispõe a reabrir o processo de negociação. O documento foi recebido pelo Presidente do Sindicato, o Sr. Francisco de Matos Jr. e será examinado logo mais as 14h pela equipe do Comando de Greve.
 
Entre os manifestantes, além de professores, estavam pais e mães de alunos, alunos acompanhados dos pais, representantes de sindicatos de outras cidades do Cariri, a ex-vereadora Mara Gomes Guedes e a Imprensa.
 
Após os diversos discursos em favor da causa a caminhada foi iniciada seguindo pela Rua da Vala, passando pelas ruas Bárbara de Alencar, Miguel Lima verde, Praça Siqueira Campos, Rua do Banco do Brasil (não recordo o nome daquela rua, foi mal) e rumou para a frente da Secretaria de Educação.
 
Em frente a Secretaria de Educação houve uma breve parada com direito a Discursos, Palavras de Ordem e cantorias.
 
Em seguida, a caminhada rumou para o Palácio Alexandre Arraes pela rua do canal do Rio Granjeiro. Em frente à Prefeitura foram feitos novos discursos e Palavras de Ordem finalizando, então, a Manifestação. 
 
A Equipe de Comando da Greve deverá se reunir as 14:00h na sede do SINTSEF, na Rua José carvalho, 240 - Centro, para  analisar o documento-proposta do Governo Municipal e no próximo dia 10/04/2013 haverá uma grande assembleia geral para a categoria.
 
Fonte: Sindicato dos Servidores do Crato
 
Assessoria de Comunicação

“Não julgar nem falar mal. Deixar o Espírito vir a nós”, pede Papa em Missa


Francisco falou do aspecto pacífico dos cristãos, destacando que o primeiro inimigo deste comportamento são as fofocas
Da Redação, com Rádio Vaticano
Na habitual missa que preside todas as manhãs na Casa Santa Marta, onde reside, no Vaticano, Papa Francisco pediu na manhã desta terça-feira, 9, que o Espírito Santo leve paz às comunidades cristãs e ensine os fiéis a serem ‘pacíficos’ e a ‘não falarem mal dos outros’. Nesta terça-feira, estavam presentes alguns funcionários do Plano de Assistência de Saúde e do Governo central do Vaticano.
Baseando-se nas leituras do dia, o Papa citou o diálogo entre Jesus e Nicodemos, que não entende como o homem possa “nascer de novo”. Francisco explicou que isso significar nascer do Espírito Santo. “É a vida nova que recebemos no Batismo!”, destacou o Pontífice, ressalvando que esta vida, no entanto, deve se desenvolver, pois não vem automaticamente. “É um caminho difícil porque depende principalmente do Espírito, mas também de nossa capacidade de nos abrirmos a seu sopro”.
"Não julgar nem falar mal. Deixar o Espírito vir a nós", pede Papa em Missa
Na homilia, Francisco destacou que o caminho para a “vida nova” é difícil, pois depende também da abertura do homem ao sopro do Espírito Santo. Foto: Programa Brasileiro/RV
“Os primeiros cristãos – disse ainda Francisco em sua homilia – viviam na unidade, num só coração e alma… no amor mútuo, e é esta dimensão que devemos redescobrir: o aspecto da harmonia na comunidade, uma virtude que anda meio esquecida”.
Quanto ao fato de “ser pacíficos”, Francisco disse que o primeiro inimigo deste comportamento são as fofocas. “Bisbilhotar, fofocar sobre o próximo, criticar (que são coisas do cotidiano, que acontecem também comigo, disse), são tentações do maligno, que não quer que o Espírito traga paz e harmonia às comunidades cristãs. Esta luta existe sempre e em todos os lugares: nas paróquias, famílias, bairros, entre amigos… mas esta não é vida nova”.
O Papa recordou que o comportamento justo para o cristão é não julgar ninguém, porque o único juiz é o Senhor. “Ficar calados ou se tivermos que dizer algo, dizê-lo apenas aos interessados, e não a todo o bairro. Este seria um passo adiante, que faria bem a todos nós”, completou.

Luizianne recebeu e-mails trocados entre Luiza e Cid das mãos de Alfredo Pessoa, diz Ronivaldo

Em resposta à ex-secretária Especial do Centro, Luiza Perdigão, o ex-líder da prefeita Luizianne Lins na Câmara Municipal, vereador Ronivaldo Maia (PT), apresentou, na manhã desta terça-feira (9), e-mails que, segundo ele, provam que o deputado Antônio Carlos (PT) estava falando a verdade quando disse que Luizianne teria recebido cópia dos e-mails trocados entre Luiza e o governador Cid Gomes em mãos – e não por meio de espionagem, como alegou Cid Gomes e alguns parlamentares na Assembleia, na última sexta-feira.

De acordo com Ronivaldo, os e-mails foram parar nas mãos da ex-prefeita de Fortaleza, por meio do ex-secretário de Planejamento e Gestão do Município e coordenador da equipe de transição da antiga gestão, Alfredo Pessoa. O petista afirma que Alfredo teria recebido os e-mails das mãos da sucessora de Luíza na secretaria do Centro, Luciana Castelo Branco. Ela, por sua vez, teria tido acesso aos e-mails, pois a própria Luiza Perdigão teria enviado à Luciana cópia dos e-mails trocados com Cid.

As cópias dos e-mails que supostamente teriam sido trocados foram apresentados por Ronivaldo à imprensa, durante entrevista. Conforme mostravam os papéis, Luiza Perdigão teria enviado e-mail para Cid Gomes, no dia 31 de outubro do ano passado, pedindo orientação política sobre o destino dela em Pentecostes, onde foi candidata à Prefeitura nas últimas eleições, não tendo sido eleita. No mesmo dia, o governador teria respondido o e-mail, pedindo que Luíza enviasse para ele o telefone dela.

Ainda no dia 31 de outubro, Luiza teria enviado, por e-mail, seus contatos para Cid Gomes. No dia 12 de novembro, Luiza Perdigão  teria encaminhado, para Luciana Castelo Branco, também por e-mail, as mensagens eletrônicas que vinha trocando com o governador desde 31 de outubro. Ronivaldo afirmou que Luciana teria “partilhado” as cópias dos e-mails, durante uma reunião do secretariado da antiga gestão, com Alfredo Pessoa, o qual, por sua vez, teria mostrado as mensagens para Luizianne.

“Eudes foi corajoso”

“Portanto, Antônio Carlos não mentiu. Ela (Luiza) que não se lembra”, defendeu Ronivaldo. Antônio Carlos em nenhum momento, nem hoje mesmo quando voltou a falar no assunto, citou o nome de Alfredo Pessoa. Na entrevista, o petista também aproveitou para defender o deputado Eudes Xavier (PT), o qual apresentou a suposta denúncia de que Cid e Ciro Gomes teriam contratado uma empresa americana para espionar o ex-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa (PR), um dos maiores desafetos políticos de Ciro. Para Ronivaldo, Eudes foi “corajoso” e cumpriu seu papel de parlamentar, ao pedir que a denúncia fosse investigada.

FONTE: Diário do Nordeste

MUNICÍPIOS SEM REPASSE DE RECURSOS

24 municípios do Ceará têm repasse de recursos suspensos devido a irregularidades

- PENTECOSTE É UM DELES -

As irregularidades fazem com que estes municípios sejam proibidos de receber recursos federais para o programa Saúde da Família
Tribuna do Ceará em Ceará |08/04/2013 - 10:31
...
Dados divulgados pelo Diário Oficial da União (DOU) na última sexta-feira (5) apontam irregularidades em 24 municípios do Ceará na área de Saúde. As irregularidades fazem com que estes municípios sejam proibidos de receber recursos federais para o programa Saúde da Família.

De acordo com o DOU, está suspensa a transferência de incentivos financeiros referentes ao número de equipes de Saúde da Família, equipes de Saúde Bucal e de Agentes Comunitários de Saúde nos Municípios com irregularidades no cadastro de profissionais no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES).

Estão inclusos na lista de suspensão os seguintes municípios: Abaiara, Acopiara, Altaneira, Aquiraz, Beberibe, Campos Sales, Caucaia, Cedro, Graça, Hidrolândia, Ipaporanga, Itaitinga, Jardim, Jijoca de Jericoacoara, Lavras da Mangabeira, Madalena, Milagres, Missão velha, Mucambo, Pentecoste, Russas, Santa Quitéria, Santana do Cariri e Tejuçuoca.

Sobre o programa

A Saúde da Família é entendida como uma estratégia de reorientação do modelo assistencial, operacionalizada mediante a implantação de equipes multiprofissionais em unidades básicas de saúde. Estas equipes são responsáveis pelo acompanhamento de um número definido de famílias, localizadas em uma área geográfica delimitada. As equipes atuam com ações de promoção da saúde, prevenção, recuperação, reabilitação de doenças e agravos mais frequentes, e na manutenção da saúde desta comunidade. Conheça mais sobre as estratégias de atenção básica à saúde.

FONTE: TRIBUNA DO CEARÁ

Evangelho de hoje, Terça-Feira, 9 de Abril de 2013 (João 3,7b-15)

2ª Semana da Páscoa


— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus a Nicodemos: 7b“Vós deveis nascer do alto. 8O vento sopra onde quer e tu podes ouvir o seu ruído, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai. Assim acontece a todo aquele que nasceu do Espírito”.
9Nicodemos perguntou: “Co­mo é que isso pode acontecer?” 10Respondeu-lhe Jesus: “Tu és mestre em Israel, mas não sabes estas coisas? 11Em verdade, em verdade, te digo, nós falamos daquilo que sabemos e damos testemunho daquilo que temos visto, mas vós não aceitais o nosso testemunho. 12Se não acre­ditais, quando vos falo das coisas da terra, como acreditareis se vos falar das coisas do céu? 13E ninguém subiu ao céu, a não ser aquele que desceu do céu, o Filho do Homem. 14Do mesmo modo como Moisés levantou a serpente no deserto, assim é necessário que o Filho do Homem seja levantado, 15para que todos os que nele crerem tenham a vida eterna”.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Desmatamento e superpastejo desertificam o solo de Irauçuba

Um projeto de pesquisa da Universidade Federal do Ceará mantém isoladas seis áreas para estudos do solo

Irauçuba. Os xiquexiques e o juazeiro são os únicos elementos que dão vida a um grande "deserto" no município de Irauçuba, distante 150Km de Fortaleza. Ali, as "pedras crescem" e tomam conta da paisagem. Como diz o mateiro Francisco Coelho Silvino, 55, mas conhecido na região como Chico Nel, "aqui só tem pedras e chão esturricado".

Na localidade de Cacimba Salgada, a vegetação "sumiu" e ficaram as pedras Foto: Kid Júnior

Os municípios de Itapajé, Santa Quitéria, Miraíma, Canindé e parte de Sobral também integram o Núcleo de Desertificação de Irauçuba, perfazendo uma área de 12.305 Km² de terras degradadas. Em Irauçuba, seis áreas são estudadas, desde 1999, pelo professor do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente (Prodema), da Universidade Federal do Ceará (UFC), José Gerardo Beserra de Oliveira.

José Gerardo explica que, em cada área-piloto, foram montados dois conjuntos de amostragem, constituídos por exclusões de 0,25 hectares protegidos por cercas de arame farpado; e terrenos externos não cercados do mesmo tamanho. De acordo com o doutor em Manejo de Pastagens pela Universidade do Arizona, nos Estados Unidos da América (EUA), o objetivo do estudo é identificar os processos, a intensidade e as causas naturais da degradação e desertificação e verificar as mudanças na biodiversidade e ambiente físico dessas áreas.

Superpastejo

Conforme os estudos coordenados pelo professor José Gerardo, as terras em Irauçuba são usadas para agricultura familiar com plantações de milho, feijão e mandioca nas áreas favorecidas pelas chuvas, como sopé dos morros e aluviões (às margens dos rios). As demais são usadas para pecuária e são as principais responsáveis pelo processo de desertificação no Município. "Eles eliminam as árvores e arbustos para aumentar a produção de forragem e jogam em cima uma carga animal acima da capacidade do solo, causando o superpastejo", explica.

O excesso de animais faz com que a cobertura da terra seja eliminada, diminuindo a infiltração da água, causando o acelerado processo de desertificação. É o que a reportagem viu na localidade de Cacimba Salgada, situada a 6Km da sede de Irauçuba.

"O homem, em Irauçuba, deixa a vaca no pasto e ela come até o último capim. Depois, ele bota a ovelha para comer o resto. Quando vem a primeira chuva, o impacto da gota d´água desagrega o solo da superfície, que fica saturado e escorre levando os nutrientes". O resultado desse processo, explica José Gerardo, é que os homens do campo chamam de crescimento das pedras. "Elas na verdade só fazem aparecer devido ao processo erosivo", salientou.

As áreas de estudo da UFC, intocadas desde o segundo semestre do ano 2000 são monitoradas em períodos pré-determinados. Anualmente, é feita a verificação da vegetação (frequência e cobertura) dentro e fora das exclusões. A cada três anos é analisado o processo de erosão e, nos anos de 2001, 2007 e 2011, houve análise da fertilidade. Segundo Beserra, além do superpastejo, a média de chuva na região é de 590mm, com variação acima de 50% também é um grande problema.

Ematerce

A Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce) desenvolve um projeto para ajudar a frear o processo de degradação do solo e aumentar a produção no município de Irauçuba. O principal está sendo desenvolvido no Assentamento Mandacaru, na Zona Rural do município.

O assentamento do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) conta com 46 propriedades abrigando 130 famílias. Um dos beneficiados pelo projeto é o agricultor José Marcelino Ferreira Pedrosa, 70.

Sorriso fácil, chapéu preto na cabeça e fala desenvolta, Marcelino Ferreira conta como a terra foi degradada: "aqui era área de pisoteio dos bichos e de plantação de algodão. Quando cheguei, em 1960, isso tudo era mata, mas hoje não tem nada mais".

Fernando Antônio Mesquita Araújo, engenheiro agrônomo e gerente da Ematerce em Itapajé, acompanhou a reportagem, em uma área que servia apenas para pastagem e está sendo preparada para cultivo de milho e feijão com a técnica chamada de Cordão de Controle.

O projeto consiste na criação de sulcos na terra, feitos pelo trator, para fazer com que a água fique na linha. Se houver excesso de água, ela passa, mas fica no que os técnicos denominam de cordão de pedra.

O projeto da Associação e da Ematerce é feito com chamada pública no Ministério do Meio Ambiente (MMA) com valor de R$ 641,7 mil, sendo 10% oriundos do Governo do Estado e 90% do MMA, com recurso do Fundo Clima. O prazo do convênio é de 12 meses e a primeira parcela, de R$ 97,7 mil, já foi liberada.

"Se plantar de uma maneira convencional, a possibilidade é não ter cultivo. O que queremos mostrar é que, com a pouca chuva, poderemos conseguir produção nessa área que está em processo de desertificação", disse Mesquita. No entanto, mesmo com o projeto, ainda é tempo de esperar. "Estamos aguardando a chuva, qualquer chuva", disse.

A previsão, no entanto, não é das melhores. Segundo o agricultor José Marcelino já são três anos sem chuva e sem produção. "Estamos precisando da ajuda do Homem Maior", disse.

Degradação agride o Sertão dos Inhamuns

A desertificação do Sertão dos Inhamuns, que abrange localidades dos municípios de Tauá, Independência e Arneiroz, teve como causa poucas e irregulares chuvas, solo cristalino, pecuária extensiva, desmatamento e queimadas da mata nativa, além de técnicas agrícolas inadequadas.

Somente em Tauá, cerca de 40% da terra está degradada e em avançado estado de desertificação, segundo levantamentos realizados pela professora do Departamento de Geografia e coordenadora do Programa de Doutorado em Rede em Desenvolvimento e Meio Ambiente (Prodema), Vládia Pinto Vidal de Oliveira.

O secretário executivo do Consórcio Intermunicipal Pacto dos Inhamuns, Jorge de Moura, conhece de perto a realidade da degradação da região. Moura conta que o Pacto desenvolve projetos em 12 municípios levando atividades de educação ambiental e técnicas de convivência com o Semiárido.

Um dos exemplos de que o trabalho do Pacto tem funcionado, é o depoimento do agricultor Afonso Xavier de Santana, 71. Ele confessa, sem rodeios que desmatou, queimou e degradou a terra nos anos 80, mas hoje é considerado como um sinônimo de preservação da caatinga na localidade de Carrapateira, em Tauá. Com orgulho, Afonso mostra a recuperação da mata ciliar do Rio Carrapateira e as coivaras, que antes eram queimadas, agora são guardadas para se transformarem em adubo. "Agora, é só preservar, deixando as árvores grandes e retirando só o necessário para o plantio".

Segundo o professor Marcos Vieira, que é diretor da Escola Municipal Agrícola Francisca Cavalcante Fialho e presidente do Conselho do Parque Natural Municipal Themístocles Lins Fialho, Tauá está no epicentro do Semiárido. Vieira luta para aprovar o Plano de Manejo da Reserva, de 246 hectares, que foi criada por Lei Municipal em 1990 e legalizada em 2008. Até agora, só existe a área, sem sede e nem projetos de preservação efetivos sendo implementados.

A criação de Unidades de Conservação (UCs) é um dos caminhos apontados pela professora Vládia Pinto como forma de interromper o processo de desertificação. Ela coordenou no Estado, o Projeto Waves (Water Avalilability and Vulnerability of Ecosystems and Society in the Semiarid Northeast of Brazil), financiado pelos governos brasileiro e alemão, nos anos 90, em Tauá.

Vládia Pinto afirma que a solução para o problema envolve uma série de medidas baseadas numa compreensão interdisciplinar. "A solução requer uma complexidade de ações como: participação da comunidade nos diversos programas e decisões; projetos inovadores adequados ao Semiárido; conscientização e vontade política; Educação Ambiental; e a implementação de políticas públicas voltadas para o Desenvolvimento Sustentável", finalizou.

EMERSON RODRIGUESREPÓRTER

Fonte: Diário do Nordeste

Especialistas repercutem processo de desertificação


Repórteres percorreram os principais núcleos de desertificação existentes no Nordeste

Fortaleza O avanço da degradação sobre a caatinga na sua forma mais severa, a desertificação, foi retratado em duas edições especiais do caderno regional do Diário do Nordeste, publicadas na última sexta-feira e ontem. O material causou grande repercussão no meio acadêmico e entre autoridades.

As equipes de reportagem estiveram em diferentes Estados do Nordeste, especialmente no Ceará, onde verificaram tanto situações que configuram o desastre ambiental pela degradação, quanto as ações de recuperação dos solos FOTO: CID BARBOSA

A reportagem visitou os quatro núcleos de desertificação reconhecidos pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) no País. Todos se situam na região nordestina: Irauçuba/CE, Seridó/RN, Cabrobó/PE e Gilbués/PI.

Nesses locais, a situação é devastadora. A reportagem mostrou que a vegetação já não mais tem qualquer utilidade. O processo de desertificação, produzido por fatores naturais como ventos, secas ou chuvas irregulares, foi imensamente agravado pela ação predadora do homem, através do desmatamento, queimadas, irrigação excessiva e criação de animais de grande porte em quantidade acima do suportável pela caatinga.

Equipe

Além da editora Maristela Crispim, os repórteres Emerson Rodrigues e Fernando Maia participaram do projeto.

"Já tinha lido o caderno da sexta-feira e no domingo foi a primeira coisa que fiz, pegar o jornal para observar o outro. Gostaria de parabenizar o Diário do Nordeste pela iniciativa de abordar essa questão que aflige a Caatinga. Foi uma iniciativa extremamente positiva", disse o titular da secretaria de Desenvolvimento Agrário Nelson Martins.

Para o secretário, o tema se torna mais importante por conta dos quatro anos de seca. "Incluo também 2011 pois foi bom para a produção agrícola de sequeiro mas não encheu os açudes.

"As matérias do Caderno Regional sobre a Desertificação no Semiárido vêm ressaltar a necessidade urgente de discussão e sensibilização da sociedade e do Estado para esse problema, que vem se agravando nas ultimas décadas", enfatiza Suely Chacon, doutora em Desenvolvimento Sustentável e professora da Universidade Federal do Ceará/Campus Cariri, além de pesquisadora da Rede Clima.


Os cadernos Especiais "O Deserto Avança" e "O Deserto Contido" foram publicados pelo Diário do Nordeste nas edições do dia 5 passado e ontem

Suely ressalta que "o Semiárido brasileiro é a área mais povoada dentre as zonas áridas e semiáridas do planeta. Essa alta densidade demográfica gera uma vulnerabilidade cada vez maior para este espaço.

A pesquisadora confessa que, ao ler o material, "deu vontade ter estado lá com vocês. As excelentes reportagens que compõe os dois cadernos atestam essa realidade e chamam atenção para a necessidade de ações mais efetivas e contínuas por parte do Estado. É importante ressaltar a necessidade de inserir essa discussão nos programas e propostas que visem ao desenvolvimento do Semiárido, envolvendo a população", disse.

O presidente do Conselho de Políticas e Gestão do Meio Ambiente (Conpam), Paulo Henrique Lustosa, considerou os cadernos muito interessantes. "Eles nos apresentam um painel bem realista da situação atual dos núcleos de desertificação e do que está sendo feito para conter esse grave problema da Caatinga". Paulo Henrique destacou que o Conpam, através do projeto Mata Branca, mapeou as três áreas consideradas em processo de desertificação no Ceará: Irauçuba, Jaguaribe e Inhamuns (todas visitadas pela reportagem).

A professora Márcia Rios Marino. Coordenadora do Curso de Especialização em Gestão Ambiental da Universidade de Fortaleza (Unifor), destacou a sensibilidade na abordagem frente aos problemas ambientais , "sempre interligando o homem à natureza de forma sistêmica e com um olhar holístico, indispensável na busca de um mundo sustentável", afirmou.

FERNANDO MAIA
REPÓRTER
Fonte: Diário do Nordeste

domingo, 7 de abril de 2013

PREFEITURAS CEARENSES - Gestores públicos pagam R$ 3 milhões em multas


O montante é referente a débitos e multas imputados pelo TCM por irregularidades na administração pública

O secretário geral do TCM, Fernando Diogo, diz que o valor ressarcido aos cofres municipais tem crescido ao longo dos anos, embora discretamente FOTO: KID JÚNIOR

Em 2012, aproximadamente R$ 3 milhões retornaram aos cofres dos municípios cearenses decorrentes de multas e débitos imputados pelo Tribunal de Contas dos Municípios do Ceará (TCM) a gestores públicos. O valor é considerado pequeno diante do montante que é cobrado anualmente, mas técnicos do TCM garantem que esse número vem crescendo ao longo dos anos. No ano passado, por exemplo, o Tribunal determinou o pagamento de R$ 89 milhões por infrações ou danos ao erário.

O secretário geral do TCM, Fernando Diogo, explica que, além de alguns gestores não terem cumprido a decisão do Tribunal, outros recorreram e aguardam a atualização da dívida, que pode ser maior ou menor do valor apontado na primeira instância, apesar de a tendência é de que ela seja reduzida. "Depois que julga uma conta, o Tribunal dá um prazo de trinta dias para a parte recorrer da decisão ou recolher aquele valor devido", aponta.

Ainda de acordo com Fernando Diogo, a infração mais comum cometida pelos gestores dos municípios que leva a essas punições é a ausência de licitação em situações que ela é obrigatória. Também entram nessa lista contratações de servidores públicos de forma irregular, falta de prestação de contas, não execução de obras conforme o prazo, dentre outros.

Caso o débito não seja quitado, o Tribunal de Contas entra em contato com o atual prefeito do município para que ele inscreva na Dívida Ativa Municipal. Após essa etapa, o Ministério Público também é acionado. "Os promotores fazem a fiscalização até para verificar se não está havendo um corpo mole dos gestores para esperar o prazo de cobrança da dívida prescrever", explica Fernando Diogo.

Prescrição

Só em 2012, o TCM encaminhou 1.280 ofícios a promotores de Justiça do Estado para monitorar essas dívidas. O número é o menor dos últimos cinco anos. Em 2009, por exemplo, foram repassados 2.215 desses documentos. O prazo de prescrição para iniciar a cobrança das dívidas é de cinco anos.

Caso o chefe do Executivo municipal não tome as devidas providências de inscrever na Dívida Ativa Municipal, ele corre o risco de ter as contas desaprovadas pelo Tribunal. Segundo o secretário geral do TCM, essa medida tem aumentado a responsabilidade dos prefeitos com as solicitações do TCM. No ano passado, R$ 8,5 milhões foram inscritos na Dívida Ativa.

Já no tocante ao descumprimento da determinação do Tribunal, em 2008, as multas e débitos que não haviam sido inscritos da Dívida Ativa pelos prefeitos chegavam a R$ 10 milhões, decrescendo ao longo dos anos. Em 2012, esse valor foi de apenas R$ 1,7 milhão, quase seis vezes menor.

Os conceitos de multa e débito diferem entre si. O primeiro é considerado um instrumento de punição por irregularidades cometidas na administração pública para inibir novas infrações, enquanto os débitos são imputados como uma forma de compensação a eventuais prejuízos praticados contra o erário público.

Quitados

Técnicos do TCM argumentam que o valor de multas e débitos quitados vem crescendo ao longo dos anos. Entretanto, esse aumento ainda é bastante discreto. Em 2008, ele chegou a R$ 2,7 milhões, evoluindo para R$ 2,6 milhões nos dois anos seguintes. Em 2011, foram quitados R$ 2,9 milhões, com um pequeno acréscimo em 2012.

Em relação a multas e débitos imputados pelo Tribunal, nos anos anteriores, os valores foram bem menores do que em 2012, que chegou a R$ 89 milhões. Em 2011, o montante aproximou-se dos R$ 55 milhões. No ano de 2010, esse valor foi de R$ 47 milhões.

O secretário do TCM, Fernando Diogo, ressalta que o Tribunal tem seus limites de competência, lembrando da função compartilhada com outros órgãos de controle. Ele destaca que cotidianamente são realizadas fiscalizações para monitorar a atuação dos gestores públicos e anualmente inspeções nos municípios para confrontar as informações que chegam ao órgão.

Apesar das leis que exigem transparência na gestão pública, alguns dados ainda não são disponibilizados por algumas entidades com a rapidez e qualidade exigidas, a exemplo das câmaras municipais. Fernando Diogo ressalta que, nos casos em que as câmaras não fazem prestações de contas regulares, os presidentes dessas casas legislativas ficam vulneráveis a punições.

"O presidente da Câmara está sujeito a tomada de contas especial e a receber multas, além de incluir a possibilidade de o Tribunal realizar inspeção no município", ressalta. Os municípios que não prestam contas ficam impossibilitados de realizar convênios com o Governo do Estado.


Contas desaprovadas pelo TCM

Na última quinta-feira, mais uma auxiliar da administração Luizianne Lins teve as contas julgadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) como irregulares, com aplicação de nota de improbidade administrativa e multa de R$ 5.320,00. Trata-se de Maria Isabel de Araújo Lopes, secretária de defesa do consumidor no exercício de 2008.

Isabel Lopes foi vice-prefeita de Fortaleza em uma das administrações de Juraci Magalhães e como gestora ocupou várias funções na prefeitura da Capital. O TCM já apreciou vários processos de prestação de contas por ela apresentados, e este não é o primeiro caso de desaprovação. A decisão de ontem foi tomada pelo pleno ao apreciar um recurso de reconsideração que teve como relator o conselheiro Manoel Veras.

Ainda nesta semana, o presidente da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), Rogério Pinheiro, teve as contas desaprovadas pelo TCM referentes ao ano de 2005, quando era secretário da Regional II, conforme noticiado pelo Diário do Nordeste na última quinta-feira. Além de nota de improbidade administrativa, o Tribunal lhe imputou multa de R$ 26 mil e débito de R$ 53,6 mil, mas ele ainda pode recorrer da decisão.

O Tribunal também chegou a apreciar, na última quinta-feira, outras prestações de contas e emitiu quatro pareceres contra a aprovação das contas de Marcos Camelo Marques na prefeitura de Pires Ferreira em 2008; Agenor Manoel Ribeiro na prefeitura de Salitre em 2008; Araújo Marques Ferreira na prefeitura de Jijoca de Jericoacoara, em 2009 e Aderson José Pinho Magalhães na prefeitura de Poranga, também em 2009.

Irregularidades

No caso de Araújo Marques, de Jijoca, na análise do processo foram constatadas várias irregularidades, informou o relator Marcelo Feitosa. Já na prefeitura de Salitre, o aumento de despesas no último semestre da administração, ferindo o artigo 21 da Lei de Responsabilidade Fiscal, justificou o parecer desfavorável nas contas de governo de Agenor Manoel Ribeiro. O mesmo motivo foi o que gerou pareceres contra a aprovação das contas de Aderson Pinho em Poranga e de Marcos Camelo na prefeitura de Pires Ferreira.

Já o processo de prestação de contas de governo da prefeita de Caucaia, em 2008, Inês Maria Correia Arruda, foi retirado de pauta e convertido em diligência para aprofundar as investigações quanto à retenção de repasse de recursos para o INSS. A sugestão, apresentada em voto de vistas do conselheiro Ernesto Saboia, foi acatada pelo relator do processo, Pedro Ângelo.

Por três votos contra dois, o TCM admitiu um recurso de revisão e aprovou as contas de gestão de Francisco Celso Crisóstomo Secundino, gestor do Fundo de Educação do município de Canindé, no exercício de 2001. Tais contas haviam sido desaprovadas no julgamento da segunda câmara e pelo pleno em recurso de reconsideração. A questão refere-se ao endividamento do município por ausência de repasse ao INSS.

Revisão

O recurso de revisão foi admitido pelo relator, Marcelo Feitosa, que também aceitou as justificativas do gestor e aprovou as contas como regulares. Os conselheiros Artur Silva Filho e Ernesto Saboia acompanharam o relator. Votaram contra o recurso de revisão o conselheiro Pedro Ângelo (voto vistas) e Manoel Veras, que foi o relator desse processo na segunda câmara de julgamentos. O conselheiro Hélio Parente está de férias e não votou.

Esse processo, antes mesmo de ser julgado, foi objeto de pronunciamento do deputado Ely Aguiar (PSDC) na Assembleia Legislativa criticando o que chamou de "arrumadinho" que estaria sendo feito para aprovar as contas de Celso Crisóstomo, atual prefeito de Canindé. Nas eleições do ano passado, o registro da candidatura de Celso Crisóstomo chegou a ser impugnado com base em contas desaprovadas pelo TCM.

LORENA ALVES
REPÓRTER

Fonte: Diário do Nordeste

JUIZ DE PENTECOSTE DETERMINA AO MUNICÍPIO DE PENTECOSTE A CUMPRIR EXECUÇÃO DE SENTENÇA QUE GARANTE SALÁRIO MÍNIMO AOS SERVIDORES DE PENTECOSTE MESMO COM CARGA HORARIA REDUZIDA

Caríssimos companheiros e companheiras, boa tarde! É com imensa satisfação que o SINDSEP (Sindicato dos Servidores Municipais ...