PROCESSO DE CRIAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE PENTECOSTE



Foto/ Valdeni Cruz (Membros do Conselho Municipal de Educação)

O Município de Pentecoste realizou nos dias 26, 27 e 28 do mês de outubro, um encontro que teve como objetivo analisar propostas e traçar metas educacionais em nível de município para os próximos 10 anos. Plano este elaborado a partir do Plano Nacional de Educação. 
O Plano Nacional de Educação foi criado a partir das necessidades do país que colheu informações em todo o país sobre os índices da educacionais. Após passar por um longo debate pela Câmara dos Deputado, foi votado e aprovados nas duas casas legislativas e em 25 de junho de 2014 foi aprovado pela Presidenta Dilma a Lei 13.005.

A  Lei aponta entre outros os seguintes pontos:

A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1o  É aprovado o Plano Nacional de Educação - PNE, com vigência por 10 (dez) anos, a contar da publicação desta Lei, na forma do Anexo, com vistas ao cumprimento do disposto no art. 214 da Constituição Federal.
Art. 2o  São diretrizes do PNE:
I - erradicação do analfabetismo;
II - universalização do atendimento escolar;
III - superação das desigualdades educacionais, com ênfase na promoção da cidadania e na erradicação de todas as formas de discriminação;
IV - melhoria da qualidade da educação;
V - formação para o trabalho e para a cidadania, com ênfase nos valores morais e éticos em que se fundamenta a sociedade;
VI - promoção do princípio da gestão democrática da educação pública;
VII - promoção humanística, científica, cultural e tecnológica do País;
VIII - estabelecimento de meta de aplicação de recursos públicos em educação como proporção do Produto Interno Bruto - PIB, que assegure atendimento às necessidades de expansão, com padrão de qualidade e equidade;
IX - valorização dos (as) profissionais da educação;
X - promoção dos princípios do respeito aos direitos humanos, à diversidade e à sustentabilidade socioambiental.
Art. 3o  As metas previstas no Anexo desta Lei serão cumpridas no prazo de vigência deste PNE, desde que não haja prazo inferior definido para metas e estratégias específicas.
Art. 4o  As metas previstas no Anexo desta Lei deverão ter como referência a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - PNAD, o censo demográfico e os censos  nacionais da educação básica e superior mais atualizados, disponíveis na data da publicação desta Lei.
Parágrafo único.  O poder público buscará ampliar o escopo das pesquisas com fins estatísticos de forma a incluir informação detalhada sobre o perfil das populações de 4 (quatro) a 17 (dezessete) anos com deficiência.
...
O Plano Nacional prevê 20 metas que devem ser alcanças nos próximos 10 anos. Para cada uma dessas 20 metas existem inúmeras estratégias pedagógicas, estruturais e financeiras que devem ser cumpridas pelos entes federados para que se chegue aos objetivos propostos, que é uma educação de qualidade para todos.
Dentro deste contexto, Pentecoste deve fazer parte desse projeto educacional e também elaborar em consonância com o Plano Nacional, o seu plano educacional baseado nas realidades e necessidades locais.
Para construção do Plano Municipal estão envolvidos os técnicos da Secretaria de Educação e os membros do Conselho Municipal de Educação. Conselho este criado no ano de 2013 e que conta com representantes de várias instituições sociais.  Este foi o segundo momento na elaboração deste plano, pois a primeira etapa ficou por conta dos técnicos da Seduc, pois tratava-se do levantamentos de dados e só depois é que o C.M.E. tomou conhecimento das informações e das estratégias pensadas para a educação do município é que o C.ME pode fazer suas considerações. A partir desse momento, o Conselho apresentará este documento para a sociedade. Primeiro para a Câmara de vereadores, nesta quinta-feira, às 9:30 da manhã e na próxima quarta-feira, ocorrerá uma Conferência onde o documento será apresentado para todos os representantes da sociedade. Nesta Conferência será analisado cada uma das metas e apontadas as devidas emendas para a construção do documento, afinal, é neste momento que se pode construir um documento que vá de encontro com as reais necessidades educacionais referentes ao nosso município.
Finalmente, estando o documento devidamente modificado e aprovado pelo  Conselho e respaldado pela sociedade, será levada a Câmara dos Vereadores para uma Audiência Pública, onde os representantes do povo deverá fazer uma discussão deste documento e propor ou não emenda e assim votar o Plano para que o mesmo se torne Lei e seja levada e Sra. Prefeita e sancionada.
Este é o nosso desejo. Construir um Plano educacional que de fato vise uma educação de qualidade para todos. 

Presidente do Conselho Municipal de Educação

Valdeni Cruz



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RESUMO DO LIVRO "O PRÍNCIPE DE NICOLAU MAQUIAVEL"

O CONCEITO DE POLÍTICA EM ARISTÓTELES

O CARPINTEIRO - TEXTO MOTIVACIONAL