segunda-feira, 26 de março de 2012

PT quer abertura de inquérito contra senador Demóstenes Torres


A decisão pretende a abertura de processo no Senado contra Demóstenes, que poderia resultar na cassação de seu mandato.
Demóstenes Torres é um dos principais opositores do PT no Senado Federal.
Brasília - Reportagem publicada nesta segunda-feira pelo jornal Estado de S.Paulo afirma que o PT e partidos aliados podem representar contra o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, caso ele não apresente ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido de investigação contra o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) e outros parlamentares citados na Operação Monte Carlo, da Polícia Federal. Eles são suspeitos de envolvimento com a máfia dos caça-níqueis.
A decisão pretende a abertura de processo no Senado contra Demóstenes, que poderia resultar na cassação de seu mandato.
Walter Pinheiro (PT), líder do PT no Senado, anunciou que enviará representação a Gurgel pedindo que a denúncia contra os parlamentares. "Se não houver resposta, vamos representar contra o procurador. Ele precisa cumprir a parte dele", disse ele.
Demóstenes é citado nas investigações por manter relações e receber presentes do empresário de jogos de azar, Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.
O empresário é apontado pela PF como o chefe da organização criminosa. Demóstenes, que teria trocado mais de 300 telefonemas com Cachoeira, admitiu ter recebido dele um celular especial para as conversas.

Nenhum comentário:

Porque ultimamente tantos Prefeitos e Agentes Públicos têm sido afastados ou caçados de seus cargos?

Primeira coisa que a gente pensa é que coisas boas não fizeram. Certamente deve haver alguma irregularidade nas suas condutas enqu...