quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Gestores são condenados


Contas irregulares

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) julgou, ontem, 25 processos que resultaram em multa ou débito em um total de R$ 360.468,80. Uma delas foi a prestação de contas irregular de Alfredo José Pessoa de Oliveira, da Secretaria de Planejamento e Orçamento de Fortaleza, de 26 de julho a 31 de dezembro de 2009. A ele foi imposta uma multa no valor de R$ 4.788,45, assim, como uma nota de improbidade administrativa.

Estevão Sampaio Romcy, da Secretaria Regional III, teve as contas do Fundo Municipal de Saúde julgadas irregulares, e deve pagar multa de R$ 1.596,15. Como os julgamentos foram da primeira câmara cabe recurso.

Já a gestora do Fundo de Educação de Trairi, no exercício de 2004, Maria Aurisvanda Barbosa de Souza, teve as contas julgadas irregulares, com nota de improbidade administrativa e deve pagar multa de R$ 130.608,00.

Tiveram as prestações de contas de gestão julgadas irregulares, com nota de improbidade administrativa, Antônio Avelar Macedo Neri, secretário de Educação, Cultura e Desporto de Crateús, em 2009, e Antônio Maurício Melo, gestor do Fundo de Saúde de Nova Russas, em 2003. A multa que Antônio Avelar vai ter de pagar será de R$ 60.131,00 e a multa aplicada a Antônio Maurício Melo foi no valor de R$ 45.756,30.

Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

INFORMAÇÕES DO TCE - MUNICÍPIO DE PENTECOSTE

PARA OS QUE GOSTAM DE FICAR INFORMADOS E SABER DE DADOS VERDADEIROS, DISPONHAM LEIA TUDO E SE INFORME. ESSES SÃO DADOS OFICIAIS. NÃO ES...